-  Atualizado 09/03/2016

Gramado: roteiro de três dias

Publicado por: Silvia Oliveira Gramado

  

* Post atualizado em março de 2016

Sim, é tudo isso que você viu na TV, nas revistas especializadas e nos panfletos de divulgação: chocolates, fondue, folhas de plátano, gente chique, vitrines caras, comida de primeira, café colonial, muito frio, casinhas enxaimel. Todos os estereótipos de Gramado são confirmados num passeio rápido pela Av. Borges de Medeiros, no centrinho.

Lembra muito, mas muito mesmo um pedacinho da Europa. Com apenas 32 mil habitantes, a cidade consegue ferver o ano inteiro por conta das festas típicas, dos casais em lua-de-mel, da paisagem, do Festival de Cinema, do Natal Luz e da boa gastronomia que oferece.

A pouco mais de uma hora de Porto Alegre, Gramado é destino de fim de semana para muitos gaúchos e turistas de outros estados. Faz parte da Rota Romântica e está a 110 quilômetros de Bento Gonçalves, de onde saem os tours pelo Vale dos Vinhedos. Sem falar que apenas uma rua separa Gramado da cidade de Canela, onde está localizado o Parque do Caracol.

Ponto importante: a hospitalidade dos gramadenses. Uma coisa é você ser bem tratado no hotel, no restaurante, nas lojas. Outra coisa é você ser muuuito bem tratado por onde quer que vá. Todos são muito solícitos, generosos e atentos.

Se você tem um fim de semana em Gramado é melhor dividir o roteiro em três partes: gastronômico, museus temáticos e parques. Ou apenas eleger um deles. Caso prefira o gastronômico, prepare-se para enfiar o pé na jaca (de tanto comer) e a mão no bolso. A cidade tem diversos lugares para todos os gostos: comida italiana, suíça, por quilo, contemporânea e galeterias.

+ Studio 109: hospedagem para família em Gramado com ótimo custo-benefício

+ Hotel bom e barato em Gramado: sem taxa de reserva e cancelamento grátis

Quase sempre os restaurantes badalados são os mais caros, mas há opções que ajudam a evitar que você use o penhor da Caixa para pagar as contas na volta.

Sem carro a coisa complica. Mas não é impossível. Afinal a gente percorre tantos lugares no mundo a pé, de ônibus, de metrô e sempre chega. Caso você vá desmotorizado pegue a charmosinha Jardineira das Hortênsias ou o Ônibus Hop On Hop Off – ambos percorrem diversos pontos turísticos da cidade.

A vantagem é que fazendo esses passeios você terá noção das distâncias entre alguns cartões-postais como o Lago Negro e a o centro, onde está a Rua Coberta, o centrinho nevrálgico de Gramado. Depois você pode voltar aos pontos que mais interessaram com os coletivos municipais ou de táxi.

+ Alugue seu carro aqui com segurança e percorra a Serra Gaúcha com mais economia

Então, como sugestão, divida seu tempo assim:

O QUE FAZER EM GRAMADO | 1º dia

– Faça uma caminhada pela Av. Borges de Medeiros. É a melhor maneira para introduzir Gramado. Você decifra um pouco o estilo da cidade. É só ir e vir. As principais lojas de chocolates, roupas, galerias, restaurantes e bistrôs (como a Casa da Velha Bruxa do chocolate Prawer) estão aqui. Está cheia de árvores com folhas de plátanos que durante o outono ficam alaranjadas.

– Ainda na Borges de Medeiros visite a Igreja de São Pedro, que está ao lado do palácio do Festival de Cinema de Gramado – que por sua vez fica em frente à Rua Coberta, uma espécie de espaço gastronômico ao ar livre, mas com um teto de folhagens como proteção. Você mata um monte de coelho em um quarteirão só.

– Caso esteja sem carro, dê uma geralzão no lugar com a Jardineira das Hortênsias. Custa R$ 19,00 por pessoa. Saídas às 10h, 12h, 14h e 16h. O passeio dura uma hora e meia.  Já o Hop On Hop Off de Gramado são ônibus vermelhos panorâmicos de dois andares que circulam entre 28 atrações de Gramado e Canela, parando em todas elas. No sistema Hop On/Hop Off  o embarque e desembarque são livres, você sobe e desce quantas vezes quiser. Custa a partir de R$ 60 (um dia) e R$ 90 (dois dias).

– Dê uma esticada ao Le Jardin: o primeiro parque de lavandas do Brasil. A florada acontece de setembro a novembro, mas mesmo fora de época é um agradável passeio.

– Para economizar almoce no Ita Brasil (Rua São Pedro, nº 1004. Tel. 54 328633). O restaurante oferece buffet a quilo (R$ 41,90) ou livre (R$ 19 durante a semana e R$ 23 nos fins de semana) Para o jantar, o clássico da cidade: sequencia de fondue no Carlito’s, a partir de R$ 34,90 por pessoa.

+ Leitor do Matraqueando tem 15% de desconto no seguro de viagem e ainda dá para dividir em até 6 vezes!

O QUE FAZER EM GRAMADO | 2º dia

– Conheça o Lago Negro, que oferece margens decoradas com árvores importadas da Floresta Negra da Alemanha. No verão existe o contraste com o azul das hortênsias. O passeio clássico ali dentro é andar nos pedalinhos (pagos à parte). Funciona das 8h30 às 19h. Passe uma manhã sossegada aqui. Entrada grátis.

– Quase em frente ao Lago Negro, está a Alemanha Encantada, construção temática que imita uma pequena vila medieval alemã inspirada nos contos dos irmãos Grimm. Toda a ambientação — arquitetura, decoração, música — lembra uma perfeita vila germânica e leva o visitante a este universo lúdico dos clássicos infantis. A principal atração é a Torre da Princesa com 20 metros de altura. O nome faz uma referência a uma das fábulas dos Irmãos Grimm: Rapunzel e suas tranças. Você pode subir ao topo (R$ 8) por meio de um elevador panorâmico. O local tem um restaurante típico com cervejas artesanais.

– Depois do almoço no restaurante Trattoria del Corso – que serve um prático buffet a quilo com comida caseira – vá conhecer o Mini Mundo. É um universo imaginário e criativo, onde mostra réplicas de castelos, ferrovias, moinhos, praças, igrejas, estaleiros, teleféricos, torres, lagos, cascatas e casas típicas.

– Se você quiser investir num café colonial aposte no Otto Bar. Um delicioso e requintado chá da tarde é servido no restaurante do Hotel Ritta Höppner, um cinco estrelas dos mesmos donos do Mini Mundo. A sequência de guloseimas inclui tortas (prove o clássico apfelstrudel), bolos, salgados, pãezinhos, pastinhas e bebidas quentes. Os quitutes são servidos na mesa em suportes de três andares e repostos quantas vezes você quiser. Custa R$ 45 por pessoa.

– Termine seu dia no Parque Knorr, que abriga a Aldeia do Papai Noel. Um local para crianças, mas os adultos também vão adorar. Tem a Árvore dos Desejos, o Chalé dos Ursos, Fábrica de Brinquedos, além da primeira casa da região em estilo bávaro, datada de 1940, toda decorada com motivos natalinos – onde, claro, hoje mora o Papai Noel. A aldeia esta aberta o ano inteiro.

– Tá podendo? Vá jantar no Belle du Valais – considerado um dos melhores restaurantes suíços do Brasil. Nós não fomos, mas o Diego dos Destemperados esteve lá e conta tudo aqui. Um casal, tomando vinho, gasta – em média – R$ 300,00. Ou invista no tradicional galeto no restaurante Mamma Mia. Nós fomos e adoramos!

+E-book | O Barato de Gramado e Canela –> baixe o seu agora mesmo!

O QUE FAZER EM GRAMADO | 3º dia

– De carro vá pela Av. das Hortênsias (também chamada de Estrada Gramado-Canela) e visite O Reino do Chocolate, um espaço temático da fábrica Caracol que conta a história do cacau e tem um café com uma vista maravilhosa para o Vale do Quilombo. Funciona todos os dias das 8h às 22h. O ingresso custa R$ 10.

– Na mesma avenida estão os museus do Automóvel, do Perfume ou Museu de Cera. O primeiro traz uma linda exposição de carros antigos. Já o segundo exibe, entre outras curiosidades, 450 frascos – como o Violeta di Parma – criado especialmente para Maria Luigia, esposa de Napoleão Bonaparte. O Museu de Cera traz réplicas de artistas internacionais. Achei meio brega, mas não deixa de ser divertido!

– Dali parta para o Parque do Caracol, em Canela — cidade a 7 quilômetros de Gramado. Lá você encontra a Cascata do Caracol que despenca 131 metros em queda livre. Há ainda trilhas ecológicas, lojinhas de artesanato, um mirante e uma escadaria com 927 degraus que leva à base da cascata. Adultos pagam R$ 18,00. Não aceita cartões, somente dinheiro. Funciona das 8h30 às 17h30. Na volta, coma o melhor Apfelstrudel do Brasil no Castelinho Caracol, um mistura de museu e casa de chá.

– Depois de ter deixado até a ceroula no Belle du Valais coma um delicioso Tagliatelle a Quatro Queijos com Iscas de Mignon por R$ 25,00 por pessoa no Sabor de Frutas – café e restaurante que fica na Rua Coberta (Rua Madre Verônica, nº 47, loja 125. Telefone: 54 3286.4714). Ou desfrute um saboroso pastel no Pasteleiro, lanchonete temática onde tudo faz referência ao cinema, uma alusão a um dos maiores festivais do gênero que acontece na cidade.

Caso você tenha mais do que três dias:

– Conheça o deslumbrante Templo Budista de Três Coroas, a 30 quilômetros de Gramado.

– Estando com crianças, dê uma passadinha no novo zoológico da cidade, onde a fauna é 100% brasileira.

– Visite a Mina de Gramado e Museu de Pedras Preciosas, uma réplica de uma mina com direito a museu no fim do tour com mais de 800 exemplares de pedras preciosas do Brasil e do mundo.

Acredite: mesmo com este roteiro apertado fica muita coisa para trás. Mas Gramado é cidade para voltar. Venha. Faça tudo do seu jeito e no seu ritmo. O gostinho de quero mais sempre vai ficar.

*Todos os valores foram atualizados em março de 2016.

———————-

Procurando hospedagem com ótimo custo/benefício em Gramado? Recomendo o Booking.com, onde sempre faço minhas reservas. O sistema não cobra taxa e tem cancelamento grátis! 😉

———————-

Posts relacionados

E-book | O Barato de Gramado e Canela –> baixe o seu agora mesmo!

Gramado: dicas para uma viagem econômica

De Porto Alegre a Gramado pela Rota Romântica

Cinco atrações grátis e estreladas em Gramado

Studio 109: hospedagem para família em Gramado com ótimo custo-benefício

Magnólia: o restaurante retrô mais incrível da Serra Gaúcha

Leia também

Bento Gonçalves | Caminhos de Pedra: um pedaço da Toscana no Brasil

Vinícola Salton: visita guiada inclui degustação grátis

Templo Budista a 30 km de Gramado: o Tibete mora aqui

Veja tudo o que já publicamos sobre Gramado, Canela e Bento Gonçalves!

Banner venda Gramado

Disclaimer | Pagamos todas as nossas despesas de viagem. Não aceitamos convites ou cortesias. Sempre nos hospedamos anonimamente nos hotéis indicados. Este post contém links para programas de afiliados, parceiros comerciais do blog, inseridos espontaneamente pela autora. O Matraqueando não faz post patrocinado. Por questão de transparência, comunicamos que se você optar por comprar por meio destes links nós recebemos uma pequena comissão. Assim, você ajuda  a manter o blog com dicas fresquinhas e não paga nada mais por isso. Desde já agradeço a preferência! 😉
_______________
Fotos: Raul Mattar e Sílvia Oliveira | Todos os direitos reservados.



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


37 comentários

  1. Patricia de Camargo
    Comentário do dia 03/6/2009 às 04:47

    Que legal ter notícias de vocês. Eu e o Tom amamos o Parque do caracol, e o strudell de maça na estradinha de volta à cidade, naquela casa-museu do caminho.
    Tô contigo, Gramado e Canela são cidades para voltar e ver as diferenças das estações. Já fui no invernão e no calorzão, e as cidades são distintas, mas em ambos casos: DIVINAS!
    Beijos

    (Responder)

  2. Martinha
    Comentário do dia 03/6/2009 às 07:50

    Silvia..
    Estou amando os posts de Gramado..
    Maior saudade de là..
    Do tempo que tudo era festa..
    E que passava as tardes cheia de roupas e cobertores na frente da lareira pra "tentar" aquecer..
    Hoje em dia, depois de morar aqui na França, com calefação até no banheiro, não sei se sobreviveria.. =D
    E concordo com vcs..
    Gramado é para ser vista em todas as estações.. ainda + verão, com o Gramado Luz.. toda a decoração de Natal.. de dar inveja a muitas cidades aqui na Europa..
    Humm.. mas o inverno que tem o verdadeiro charme.. as roupas, fondue, vinhos, aiaiai..
    Vou acabando por aqui senão deprimo.. =(
    Bisous

    (Responder)

  3. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 03/6/2009 às 12:29

    Patricia: essa casa-museu é o Castelinho Caracol??? Se for, estava fechado! Aliás, não comemos strudell de maçã em lugar nenhum. Com o piripaque do Raul todas as refeições e sobremesas foram "restritas". hahahaha! Bjs!

    (Responder)

  4. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 03/6/2009 às 12:32

    Martinha: fiquei fascinada pela cidade. Já havia estado lá há… VINTE anos, na minha primeira viagem sozinha (que foi à Serra Gaúcha!) E diferente de Curitiba, achei Gramado até bem "calefado"… qualquer lugar que a gente entrasse estava quentinho… em compensação, aqui em Curitiba, que fez 2ºC negativos nesta madrugada, nada tem calefação! Ui! Bjs!

    (Responder)

  5. Arnaldo - Fatos & Fotos de Viagens
    Comentário do dia 03/6/2009 às 16:07

    Que fotos! Que matéria bacana, simpática e atraente.

    (Responder)

  6. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 03/6/2009 às 17:08

    Obrigada, Arnaldo! Tô te devendo uma visita… mas é que depois daquele arco-íris, perdi a voz, fiquei sem plavaras! 🙂

    (Responder)

  7. Margarida Nobre
    Comentário do dia 03/6/2009 às 18:16

    Silvia

    Adorei Gramado!!Tem tudo o que eu gosto…chocolates,boa comida,lojinhas,jardins e aquelas casinhas tão típicas dos países do centro da Europa!Além de tudo ainda tem o frio…hehe…é que eu não sou nada chegada ao calor!Nem queria acreditar que estava a ver fotos do Brasil quando vi as pessoas usando gorros e vi a Mariana de luvinhas e cobertor…hehe

    Bjs
    Ps:Já está no topo da minha listinha brasileira!

    (Responder)

  8. Ju
    Comentário do dia 03/6/2009 às 23:39

    Hummmm turismo gastronomico é comigo. Estou pra ir pra la em breve e quero seguir todo o roteiro matraca. E se tiver frio como estava, também quero passear enrolada na minha cobertinha igual a Mariana.
    beijos

    (Responder)

  9. Alessandro A.
    Comentário do dia 04/6/2009 às 10:43

    Sívia, muito legal o roteiro e as fotos. Eu também conheci Gramado na minha juventude e vou voltar lá nesse final de ano para passar o reveillon. Vai ser muito legal, pois vou estar com o meu filho e ele vai adorar o natal luz.

    (Responder)

  10. Joaninha Bacana
    Comentário do dia 04/6/2009 às 10:46

    Gramado e Canela sao mesmo uma delícia, nao? Que fofo a Jardineira das Hortênsias, nao conhecia :o) Eu lembro que quando passava o veraneio em Tramandaí, na praia, com minha avó, a gente sempre pegava o 'dindinho' (que era uma espécie de ônibus praiano) :o)))
    Ano passado fui com namorido para Gramado, e jantamos um rodízio de fondue no Le Chalet: estava uma delícia, ele ficou impressionado com a quantidade e qualidade :o)))
    http://www.lechalet.com.br/
    Beijos, e estou amando viajar pelas suas fotos :o)
    Angie

    (Responder)

  11. fernanda freistas.
    Comentário do dia 04/6/2009 às 11:11

    Que lindo!!!!
    Quando tive em Gramado, Mateus estava coecando a duvidar de Papai Noel, foi so fazer uma visita na casinha dele que ele voltou a crer no bom velinho.
    Ate hoje ele lembre disso.
    Beijo pros tres.

    (Responder)

  12. Patricia de Camargo
    Comentário do dia 04/6/2009 às 17:13

    Silvinha, estava fechada??? Caramba!!! Era esta mesma, o melhor strudell da minha vida!

    (Responder)

  13. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 04/6/2009 às 19:51

    Margarida: pois prepare-se, porque nesta região do Brasil até NEVA em algumas noites do ano! Abs!

    (Responder)

  14. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 04/6/2009 às 19:52

    Ju! Nunca estive no verão em Gramado, mas dizem que todas as noites são frias… por isso trate de levar, pelo menos, um cobertor de orelha! heheheheh!

    (Responder)

  15. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 04/6/2009 às 19:54

    Alessandro: sou louca pelo Natal Luz, e quero também levar a Mariana para conhecer as festividades, que começam na segunda quinzena de novembro! Dizem que em dezembro mesmo, aquilo fica uma loucura, com uma hora de engarrafamento na Estrada Canela-Gramado. Abs!

    (Responder)

  16. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 04/6/2009 às 19:56

    Angie: fizemos nosso rodízio de founde na Cantina Frigideira! Um lugar espetacular, com muuuita quantidade também! mas o Le Chalet é famosão por lá! Bjs!

    (Responder)

  17. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 04/6/2009 às 19:57

    Fernanda: o bom de Gramado para as crianças é que ela é uma cidade totalmente lúdica e didática! Bjs!

    (Responder)

  18. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 04/6/2009 às 19:58

    Puxa, Pati, então perdi esse strudell. E sabe que eu nem desci do carro para perguntar por que estava fechada, se era só naquele dia (muita chuva) ou se fomos no horário errado! Bjs!

    (Responder)

  19. Annya
    Comentário do dia 30/6/2009 às 16:34

    Oi, Silvia! Visitei Gramado na última semana e amei cada caminhada, cada minuto, cada olhar. Cheguei ao seu blog sem querer, quando tentava achar o site da Cantina Frigideira. Adorei o atendimento e principalmente o fondue. =) Indico para todos. Adorei o seu post e a forma suave, divertida e organizada como vc escreve. Annya.

    (Responder)

  20. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 30/6/2009 às 20:37

    Annya: de fato, o Cantina Frigideira não tem site. Muita gente tem chegado até ele aqui no blog, porque é a primeira ocorrência no google! 🙂
    Apareça sempre!

    (Responder)

  21. Lu
    Comentário do dia 07/7/2009 às 22:48

    Olá
    gostaria de saber em que hotel vc ficou ou quais vc indica.
    Estou marcando uma viagem pra lá mas estou com dúvidas quanto ao lugar para ficar.
    Desde já agradeço,
    Luciana

    (Responder)

  22. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 08/7/2009 às 11:44

    Olá Lu: eu fiquei no Hotel Di Marco – http://www.hoteldimarco.tur.br/

    Falo sobre ele e outras opções no post Gramado:dicas de uma viagem econômica. http://matraqueando.blogspot.com/2009/06/gramado-dicas-para-uma-viagem-economica.html

    Um hotel chiqueté (e bem caro) é o Hotel Serranod resort: http://www.serranoresort.com.br/

    Beijos! (preciso preparar urgente um post específico sobre hospedagens em Gramado, todo mundo está perguntando). hehehe. 🙂

    (Responder)

  23. Nancy
    Comentário do dia 12/7/2009 às 01:50

    Silvia, vou para lá no fim do m~es. O Resort Serrando vale quanto cobra? Obrigda.

    (Responder)

  24. Carolina
    Comentário do dia 07/5/2012 às 00:00

    Silvia, parabéns pelo blog!
    É maravilhoso!!
    Vou pra Serra Gaúcha agora em julho e estou pegando muitas dicas aqui!!
    Com certeza vou acompanhar o blog sempre!!

    (Responder)

    Resposta de Sílvia Oliveira

    Brigada, apareça sempre! 😀

    (Responder)

  25. LILIAN
    Comentário do dia 11/8/2012 às 01:54

    Estou partindo para Gramado amanhã e vou ficar justamente 3 dias. O roteiro vai no bolso, obrigada! Depois conto o que achei do passeio.

    (Responder)

  26. vania
    Comentário do dia 12/8/2012 às 23:41

    Gostaria de saber sobre visitas aos vinhedos. Gostaria de saber quanto tempo se gasta nessa atividade.
    Obrigada. Adorei os comentarios . Irei em novembro.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Vania, nunca visitei vinhedos, só a Vinícola Salton, em Bento Gonçalves. Este passeio dura pouco mais de 2h. Abs!

    (Responder)

  27. Comentário do dia 26/8/2012 às 06:48
  28. Anaildo
    Comentário do dia 14/10/2012 às 21:45

    Gramado é lindo demais. Contudo, nem tudo funciona 100% e alguma atração pode não agradar como deveria ser. No meu caso em particular saí decepcionado com a aldeia do papai noel, considerando que a proposta do local seria de um clima de natal fora de época, o que vimos foi um local triste e com ar de abandonado. Com certeza já entrei em shopping center com ornamentação deslumbrante e confesso que foi frustante e até mina filha de 10 anos ficou decepcionada. O local deve ser legal no período do natal luz onde as famílias criam o clima natalino de verdade, fora de época eu não recomendo pois encontramos um lugar mal conservado e com funcionários sem um pingo de alegria no rosto. Caramba!! o cidadão que representava o papai noel se encontrava numa cadeira com uma “cara” de poucos amigos que percebi que as criancinhas nem faziam o ar da graça para aproximar dele tal era sua má vontade na representação do bom velhinho. Será que estava com o salário atrasado? não sei, mas que foi triste isso foi. Os enfeites estavam sujos com manchas amareladas e o lugar estava mais para a apoteose fora do carnaval. Na relação custo beneficio o resultado não compensa, se considerarmos que a real proposta do parque seria de criar o clima de natal mesmo fora de época, percebe-se que o clima no momento é de um depósito esquecido com enfeites ultrapassados e mal-conservados. No entanto, o que mais se destacou foi a ausência de alegria dos funcionários e o olhar frio do papai noel, que foi o único momento que lembrou o Natal. Seu olhar gelado ao bom estilo boneco de neve.

    (Responder)

  29. Tayane Matos
    Comentário do dia 05/1/2013 às 17:27

    OLa SIlvia, tudo bom? Eu e meu esposo estamos com passagens compradas para maio. GOstaria de saber se essa época faz muito frio, pois sou acostumada com clima quente, e bem quente. Moramos em Manaus. E se você fez passeios na Maria fumaça, e quais os valores? E qual o seu conselho em relação as compras de ingressos para visita de alguns pontos turísticos. E melhor comprar por site ou na hora? Estava pesquisando alguns sites(pacotes de passeios), e agora lendo suas dicas, achei bem mais em conta os valores. Suas dicas são dez….tenho certeza que meu esposo vai adorar! Obrigada!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Tayane! Em maio já faz frio em Gramado, média de 15º C à noite (ou menos, dependendo da frente fria!). Não fiz o passeio de Maria Fumaça lá. Pode comprar os ingressos todos em Gramado, sem problemas. Abs!

    (Responder)

  30. Alva
    Comentário do dia 11/2/2013 às 00:27

    Olá parabéns pelo ssite é mto bom.
    Estou indo para gramado nesta quarta e as suas dicas ajudaram mto. Depois de ler aqui até resolvemos passar em Bento Gonçalves também, estou super ansiosa.
    Sabe se por lá tem algum lugar pra comprar botas bonitas e baratas?
    Obrigada por compartilhar conosco suas experiências.
    Bjo grande

    (Responder)

  31. andre
    Comentário do dia 27/6/2013 às 16:00

    Querida. eu gostaria de imprimir seu roteiro, pq é muito bom. mas o CTRL C está bloqueado, gostaria de imprimir sem as fotos.

    Agradeço se puder me mandar o texto.

    Obrigado

    (Responder)

  32. Suellen
    Comentário do dia 28/8/2013 às 03:27

    Olá Silvia!

    Quantos dias você considera necessários para conhecer Gramado, Canela e Bento Gonçalves?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olá, Swellen! No mínimo, sete dias! Abs!

    (Responder)

  33. Luísa
    Comentário do dia 20/10/2015 às 15:04

    Silvia, sempre confiro se você tem dicas dos destinos que vou conhecer porque adoro suas dicas!

    Esotou planejando um final de semana em Gramado em novembro e pretendo ir sem carro. Você acha uma boa opção? Você por acaso tem recomendação de transfer do aeroporto POA até Gramado?

    Um abraço.

    (Responder)

  34. Valdenia
    Comentário do dia 13/11/2015 às 17:09

    Matéria maravilhosa sobre Gramado!!! Vou passar três dias em Gramado de 10/12 a 13/12 em uma pousada que fica a 2 Km do centro. Mas, qual roupa levar para esse período?. De dia conhecer a cidade e à noite com ingressos para os Shows. Se puder ajudar, me dê unas dicas. Obrigada

    (Responder)

  35. beto
    Comentário do dia 16/2/2016 às 14:04

    Muito bom Gramado é top de mais, eu fiz um blog relatando minha experencia fui agr no começo de feveireiro quem quiser e quem estiver pra ir de um molhda http://dicasdeviagembr.blogspot.com.br

    (Responder)

  36. Comentário do dia 19/5/2016 às 18:34

    Gramado sem duvida é um dos mais impressionantes destinos do Brasil. Faço um destaque para as opções DE GRAÇA que esse belo passeio proporciona, veja aqui: http://www.viagemabordo.com/2016/05/18/o-que-fazer-de-graca-em-gramado-e-canela/

    (Responder)

  37. Julianne Cavalcanti
    Comentário do dia 20/5/2016 às 21:16

    oi flor, uma dúvida, tu alugou o carro em poa ? quanto foi a diária e onde foi, to querendo ir pra gramado em junho, mas sendo nordestina indo a primeira vez pro sul to super perdida! Outra coisa, indica alguma loja baratinha pra comprar chocolates?

    (Responder)

Um Trackback

  1. […] Gramado: roteiro de três dias […]

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar