-  Atualizado 10/08/2017

Ilha do Mel, Paraná: como chegar, o que fazer e dicas úteis

Publicado por: Silvia Oliveira Ilha do Mel

* Post atualizado em janeiro de 2017

Gostaria de começar este texto de uma forma mais original, com alguma informação de impacto sobre esse naco fascinante do litoral do Paraná. Mas quando a gente fala em Ilha do Mel é bom ir direto logo ao assunto: é o pedaço mais lindo – e com as praias mais preservadas – do estado. Ponto.

Na ilha não entram carros. O número de visitantes é controlado. As ruas são pequenas trilhas de areia. E, à noite, uma lanterninha deve ser item obrigatório na sua sacola.

Mas não pense você que só de bicho-grilo ou de farofeiro rastaquera vive a ilha. Muito pelo contrário. Cada vez mais aumenta a estrutura do lugar, apesar de toda a rusticidade. Pousadas com TV, ar-condicionado, cama box e internet wi-fi nos quartos pululam dia após dia. Sem contar os restaurantinhos charmosos que aportam por lá.

+ Hotel e pousada na Ilha do Mel: sem taxa de reserva e cancelamento grátis

Com quase três mil hectares de mata preservada, a Ilha do Mel foi transformada em estação ecológica pela UNESCO. O título ajudou a promover uma área de geografia singular cheia de mangues, morros, costões, trilhas e alguns atrativos históricos como a Fortaleza Nossa Senhora dos Prazeres – construída no século 18 para proteger a Baía de Paranaguá.

Outras atrações tombadas pelo Patrimônio Artístico e Histórico do Paraná são o Farol das Conchas e a Gruta das Encantadas. A gruta é formada por uma enorme fenda num rochedo e está ao nível do mar. Por isso, só pode ser visitada na maré baixa. Fica a 10 minutos caminhando do trapiche do vilarejo de Encantadas.

Quem não tiver medo de enfrentar os 150 degraus que dão acesso à base do Farol das Conchas vai conhecer a mais bela vista da ilha. (Passeio grátis!). Quando estive aqui pela primeira vez, botei os bofes para fora e subi. Desta vez mandei o marido pagar os pecados e fiquei lá embaixo, fazendo castelinho de areia  com a Mariana – minha filhota.

+ Alugue seu carro aqui com segurança e percorra o Paraná com mais economia

Certo, chega de nhém nhém nhém. 10 entre 10 turistas desembarcam na ilha em busca das praias. Desertas, agitadas, boas para surf, com águas calmas ou cheias de piscinas naturais… não importa. É mar para todos os gostos.

A praia Encantadas ferve na temporada. Abriga muitos restaurantes e pousadas. Na maré baixa – além de dar acesso à gruta – é possível chegar à praia de Nova Brasília por uma trilha que dura 2 horas.

Sem contar que a cinco minutos da gruta está a praia de Fora das Encantadas, onde fica uma espécie de “Praça de Alimentação”. Um enorme barracão cheio de restaurantinhos e quiosques – com um banheiro imundo para os clientes, lamentavelmente.

Consegui escolher a única chimbica do lugar que não aceitava cartão de débito (mas só descobri na hora de pagar a conta) e que nos serviu o peixe e o camarão mais salgado e gordurento da minha vida.

+ Studio Matraqueando: fique no nosso exclusivo apartamento para aluguel de temporada em Curitiba. Renovado, ótima localização e excelente custo-benefício!

Já a praia da Fortaleza – a maior da ilha – tem 4 quilômetros de extensão e abriga, claro, a Fortaleza de Nossa Senhora dos Prazeres. De Nova Brasília são 40 minutos a pé (só faça o trajeto na maré baixa) ou 10 minutos de barco.

Há serviços de táxi náutico. Mas ainda tem a praia do Limoeiro (semi-deserta), a praia Grande (preferida dos surfistas), a do Farol (agitadinha) e a de Fora (com pequenas piscinas naturais na maré baixa).

matraqueando-instagram1

A ilha transpira tranquilidade.  Aonde quer que você vá, uma surpresinha. De um lado, gente fazendo yoga. Do outro,  pescadores preparando as redes. Um universo ara quem quer descansar, sem abrir mão do forrozinho noturno. Rá!

OUTROS PASSEIOS

Baía dos Golfinhos: para observar os “botos” é necessário contratar um passeio. Os barcos saem dos trapiches de Nova Brasília ou de Encantadas. Os preços variam de R$ 30 a R$ 60. Converse diretamente com os barqueiros ou contrate um tour na Lua Cheia.

+ Leitor do Matraqueando tem 15% de desconto no seguro de viagem da Mondial e ainda dá para dividir em até 6 vezes!

DICAS ÚTEIS

1. Deixe o Totó em casa. A lei não permite a entrada de animais domésticos na ilha.

2. Existe posto de atendimento médico (para pequenas emergências), mas não há farmácias. Portanto, leve seus remedinhos de estimação, sem se esquecer dos clássicos antitérmicos, comprimidos contra enjoo, gel muscular, antiácido, curativos tipo Band-aid, protetor labial e protetor solar.

3. A Ilha do Mel é dividida em três vilinhas: Nova Brasília, Encantadas e Fortaleza. Desembarque no trapiche mais próximo da sua hospedagem. Lembrando que na ilha somente é possível circular a pé, de bicicleta ou de barco. O aluguel de bicicleta fica em torno de R$ 35 por dia. Os trechos de barco entre uma vila e outra estão em torno de R$ 8 por pessoa.

4. Nos trapiches (píer) de Nova Brasília e Encantadas existem diversos carregadores de mala que com pequenos carrinhos de mão transportam sua bagagem do local do desembarque até o seu hotel. Os preços variam de R$ 20 a R$ 45 – dependendo do trajeto a ser percorrido.

COMO CHEGAR  À ILHA DO MEL | Atualizado em janeiro de 2017

Carro

A partir de Curitiba desça a Serra do Mar pela BR 277 até as cidades de Paranaguá ou Pontal do Sul. Caso vá de carro, você deve deixar o veículo estacionado no continente (em média R$ 20 a R$ 30 por dia) e pegar um barco para fazer a travessia. De Pontal do Sul as saídas acontecem de 30 em 30 minutos na temporada (8h às 20h) e de hora em hora na baixa estação (8h e 17h). A viagem dura cerca de meia hora e custa R$ 35 – ida e volta.

De Paranaguá, o número de saídas diárias varia muito de acordo com a época e o percurso é mais longo: duas horas para chegar à ilha. São R$ 50 ida e volta. Antes de ir acesse o site da Abaline (empresa marítima responsável pelo percurso) para confirmar preços e os horários.

Ônibus

De ônibus a partir de Curitiba quem opera o trajeto é a Viação Graciosa. A viagem dura cerca de 2h15 até o município de Pontal do Sul de onde você pega o barco para a travessia. A passagem custa R$ 38. Na hora de comprar escolha como destino “Pontal /Ilha do Mel”. A passagem da travessia você pode adquirir na hora. (Valores de janeiro de 2017)

Posts relacionados

Hospedagem: onde ficar na Ilha do Mel

Alimentação: onde comer na Ilha do Mel

Leia também

Vila Velha, Paraná: sítio geológico de 300 milhões de anos está a uma hora de Curitiba

Lapa: como organizar um bate e volta perfeito saindo de Curitiba

Colônia Witmarsum: café colonial, história alemã menonita e descanso ao lado de Curitiba

Parque Histórico de Carambeí: espaço temático reproduz um pedaço da Holanda no Paraná

Cidades Históricas, Serra do Mar e Estrada da Graciosa: quando ir?

Estrada da Graciosa

Passeio de trem pela Serra do Mar

Antonina

Morretes

Ilha do Mel

O que fazer em Curitiba

Curitiba | Vinhos Durigan: parada estratégica em Santa Felicidade com degustação grátis

Linha Turismo Curitiba: como aproveitar o city tour oficial da cidade

Curitiba: faça da cidade seu melhor destino de inverno

23 motivos para você conhecer e se apaixonar por Curitiba

Cinco atrações grátis e estreladas em Curitiba 

Onde ficar em Curitiba

+ Studio Matraqueando: fique no nosso exclusivo apartamento para aluguel de temporada em Curitiba. Renovado, ótima localização e excelente custo-benefício!
___________

Política editorial | Pagamos todas as nossas contas de viagem. Não aceitamos convites nem cortesias. Sempre nos hospedamos anonimamente nos hotéis indicados. O Matraqueando não faz post patrocinado. Alguns posts contêm links para programas de afiliados, parceiros comerciais do blog, inseridos espontaneamente pela autora. Por questão de transparência, comunicamos que se você optar por comprar por meio destes links nós recebemos uma pequena comissão. Tudo o que você encontra aqui foi determinado unicamente pelo interesse do leitor, nosso gosto pessoal ou critério particular. Isso é transparência e credibilidade. Pode confiar! Para ajudar a manter o blog sempre com dicas fresquinhas adquira nossos guias na Loja Matraqueando. Desde já agradecemos a preferência 😉

Fotos: Raul Mattar | Todos os direitos reservados.



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


44 comentários

  1. Carmen
    Comentário do dia 08/3/2011 às 16:35

    Oh! que dicas mais ótimas! o texto excelente e as fotos…pura genialidade!
    Bjs

    (Responder)

  2. Roberto
    Comentário do dia 10/3/2011 às 22:25

    Como disse Paulo Paulo Leminski:
    “muito romântico / meu ponto pacífico / fica no atlântico”

    (Responder)

  3. Brida B
    Comentário do dia 11/3/2011 às 20:40

    Fui à Ilha do Mel em fevereiro e foi absolutamente P-E-R-F-E-I-T-O. Foi um sofrimento voltar para casa. Que lugar lindo, que comida deliciosa, que povo querido e que vontade de ficar lá para sempre. A Ilha mora defintivamente no meu ?

    (Responder)

    Resposta de keley

    Vc ficou em pousada? Pode indicar

    (Responder)

  4. Brida B
    Comentário do dia 11/3/2011 às 20:41

    Mora no meu coração…(rs..)

    (Responder)

  5. Comentário do dia 15/3/2011 às 16:08

    Amei o post! Tô babando aqui! Demais essas fotos tb!

    Um abraço, Eliane

    (Responder)

  6. cristiane ribeiro
    Comentário do dia 10/5/2011 às 18:08

    Eu fiz uma aventura e tanto na ilha do mel….cheguei por nova brasília e queria conhecer a gruta das encantadas..Depois de conhecer o farol e prainhas perto, me fui a pé 6 km pela orla no sol de meio dia até a tal gruta…mas valeu a pena..depois um peixinho grelhado naquela prainha de águas calmas…maravilhoso…tenho fotos lindas de lá….

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Ai, eu nunca tive tanta disposição assim… mas deve ser lindo mesmo! 🙂

    (Responder)

  7. Comentário do dia 11/5/2011 às 21:51

    infelizmente, so estive na ilha do mel 1 vez (em 2007). fiquei na nova brasilia. o q mais me chamou a atencao foram “ruas” (trilhas) que ligam as pousadas, casas, bares, restaurantes etc que sao cheias de arvores. uma sombra gostosa.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    A Ilha do Mel é fascinante mesmo… até eu que não sou muito fã de praia, fico sempre pensando em voltar! O ambiente ecológico, as trilhas, as pousadinhas rústicas… amo!! 🙂

    (Responder)

  8. Camila Cépolla
    Comentário do dia 12/10/2011 às 13:29

    Sem comentários para este lugar… Simplesmente , fantástico!!!!!

    (Responder)

  9. LIBNI OLIVEIRA MOUTINHO
    Comentário do dia 13/12/2011 às 17:50

    O lugar foi criado por DEUS para admiração e descanso. Sou um privilegiado por ser nativo da Ilha. Lugar ideal é a Pousada Dona Clara, minha querida avó.

    (Responder)

  10. Edson
    Comentário do dia 23/12/2011 às 15:09

    Hum, quero marcar minhas férias para lá!!
    Mas qual seria a melhor época do ano para visitar? Li que chove bastante no início do ano…

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    O verão é a melhor época. Chove, mas nada que estrague seu passeio! Chuva de verão mesmo! 🙂

    (Responder)

  11. Masaju Alves
    Comentário do dia 28/9/2012 às 15:13

    Gostaria de saber se é permitido levar bicicletas ao invés de alugar uma na ilha.

    (Responder)

    Resposta de diego

    Amigo, bom dia!

    Conseguiu levar as bikes?
    estou indo pra la nesse fds e queria levar as minhas!

    (Responder)

    Resposta de Cristina

    Bom dia!
    Sim,vc pode levar sua biki. Att. Cristina

    (Responder)

  12. Fernanda
    Comentário do dia 22/11/2012 às 14:39

    Tudo que foi descrito acima e verdade, a ilha é um paraíso, estive agora dia 14 de novembro de 2012. Pena que tive que voltar, vale a pena conhecer hj é meu lugar preferido…………

    (Responder)

  13. Fernanda
    Comentário do dia 22/11/2012 às 14:42

    A pousada FIM da Trilha é maravilhosa, tanto o ambiente como os donos e funcionários, gastronomia é maravilhosa. Nota 1000 para a pousada.

    (Responder)

  14. Silva
    Comentário do dia 13/12/2012 às 16:42

    Olá, poderia nos dizer qual pousada ficou!! assim não corremos o risco de ir para o mesmo lugar! sem demagogia, sem preconceitos, apenas dando valor ao nosso dinheirinho suado de cada dia… (Rsrs) além disso, o que não falta é concorrência!!

    (Responder)

  15. kaio
    Comentário do dia 07/2/2013 às 13:33

    Pessoal uma ajudinha nunca fui a esse lugar, eu vou de carro como faço para chegar na ilha tem lugares a deixar o carro estacionado ou embarcar pra ilha? tem algum telefone de mais informações? valeu galera.

    (Responder)

  16. Maria Eterna Mota de Lima
    Comentário do dia 17/3/2013 às 19:31

    Gostaria de conhecer essa ilha do Mel e conferir os comentários postados….. Qual a melhor época para conhecer este paraíso?
    Me aguardem aí.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Maria Eterna, o alto verão: novembro a fevereiro/março! Abs!

    (Responder)

  17. Regina
    Comentário do dia 02/5/2013 às 18:49

    Olá! Outra maneira de chegar e é de ônibus Autoviação Graciosa. Você embarca na Rodoviaria de Curitiba, destino para Paranaguá leva +/- 2horas e o passeio de barco é mais demorado devido a travessia ser da Bahia até a Ilha. Porem você não pega nenhum transito porque via Pontal do Paraná é uma pista simples e ai você ficará na fila já no final da BR 277 até o trapiche de Pontal na temporada, feriados.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Obrigada pela dica, Regina!

    (Responder)

  18. maria
    Comentário do dia 16/10/2013 às 14:57

    fui uma vez a seis anos fiquei na pousada vaga lume muito boa e o dono não sei se o mesmo era sr- wilson foi maravilhoso quero voltar pois amei este lugar …

    (Responder)

  19. marcos mendes
    Comentário do dia 21/10/2013 às 20:40

    Ola pretendo ir no feriado e gostaria de saber se alugam bicicletas com cadeirimha para criancas?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Marcos, não saberia informar! Abs!

    (Responder)

  20. EDILAINE
    Comentário do dia 26/10/2013 às 14:57

    Gostaria de saber como faço para verificar a disponibilidade para visitar a Ilha, pois fui informada que há limite de visitantes, o fato de ter reserva em pousada já garante minha travessia ou tenho que verificar junto a algum orgao responsável. qual seria esse orgao?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Edilaine, por gentileza, informe-se diretamente na sua pousada. Não sei como é feito esse controle! Abs!

    (Responder)

    Resposta de Ana Luísa

    Eu tenho a mesma dúvida. Vou a Curitiba e quero conhecer a Ilha do Mel, mas sem dormir lá. Pensei em ir cedo e voltar no último barco. Consigo conhecer pelo menos um pouco assim? E como não estarei em pousada, como me asseguro que poderei entrar?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olá, Ana Luísa! Sim, é possível fazer um bate e volta à Ilha do Mel, embora seja cansativo. Embora a ilha tenha limite diário de visitantes é difícil acontecer de não embarcar gente para lá. Abs!

  21. Paulo
    Comentário do dia 20/12/2013 às 10:24

    Lindo lugar, estou ansioso eu e mais três amigos(as) vamos passar o reveillon na ilha…. Vai ser invrivel!!!

    Parabééns pelo site, informações otimas e com uma linguagem textual excelente … #vemIlhaDoMel

    (Responder)

  22. Comentário do dia 16/1/2014 às 14:37

    Silvia, delícia de relato. Acabei de voltar de lá e posso afirmar que quase nada mudou! E, claro, seu post ajudou bastante, pois quase não há informações sobre a Ilha do Mel no google. ô sacrifício! (Inclusive voltei aqui hoje para confirmar se suas impressões batiam com as minhas, rsrs)
    Fiz um apanhado geral da viagem para o meu blog, com dicas detalhadas de como chegar,onde ficar, onde comer, como é o réveillon. Deixo aqui o link para complementar com as suas infos: http://fuigosteicontei.blogspot.com.br/ Não custa a gente tentar reunir o máximo de dicas sobre esse tesouro escondido no Paraná, né?
    Beijinhos

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Valeu, Carla! Volte sempre! 😉

    (Responder)

  23. Giovanna
    Comentário do dia 17/1/2014 às 21:14

    Ola, pretendo passar o carnaval por la, estou na duvida: qual o melhor lugar pra ficar ( pousada ) , nova brasilia ou encantadas ? Me ajudem …

    (Responder)

    Resposta de Carla Boechat

    Ei Giovanna! Depende da sua proposta. Os dois lados possuem boa infraestrutura de hoteis e restaurantes. Encantadas fica mais cheio e é mais acessível. Já Nova Brasília tem praias mais vazias e melhores hoteis e pousadas. Aqui falo sobre algumas pousadas, dá uma olhadinha: http://fuigosteicontei.blogspot.com.br/2014/01/hospedagem-na-ilha-do-mel-doce-pousada.html Espero que te ajude. Se tiver mais alguma coisa que eu consiga orientar, pode me escrever 🙂 Beijos e boa viagem

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Eu prefiro Encantadas…

    (Responder)

  24. Comentário do dia 21/1/2014 às 20:08

    Oi Silvia! Tô indo em abril para a ilha do mel e parece que o trem Até paranaguá está indisponível. Mas eu queria muito andar de tem rs tem como ir para ponta do sul de morretes? Sabe dizer se o trem vai ficar parado por muito tempo? Obrigada

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olá, Isabela! É possível ir a Pontal de Morretes. Veja na http://www.viacaograciosa.com.br. O trem em Morretes chega às 11h e volta para Curitiba às 15h. Abs!

    (Responder)

  25. Fernanda
    Comentário do dia 03/2/2014 às 19:06

    Silvia estou indo para Curitiba no fim de abril e estou querendo passar uns dias na ilha do mel ! mas estou com muitas duvidas em relação ao clima! vc saberia me informar se vale a pena ir nessa epoca ?

    (Responder)

  26. Robertson Shinoki
    Comentário do dia 10/2/2014 às 11:11

    Amo a Ilha!! Ja fui 4 vezes e esse carnaval estamos descendo novamente pra Ilha, simplesmente fantástico. Pra quem gosta de agito, galera, gente mais nova, “forró”, recomento ficar em Encantadas, porém casais em lua de mel, idosos, famílias com crianças pequenas, recomento Brasilia, lugar mais calmo, com melhores restaurante porem mais caro ($$). Esse ano reservamos a pousada em Setembro de 2013, para Março de 2014, vamos em 11 pessoas e conseguimos uma casa com 3 quartos por R$ 3.000,00 para 7 dias (valor nada alto, dividido por 11, 270 reais pra cada por 7 dias… de graça!!), porem fechado com muita antecedência. Recomendo que levem lanterna, pilhas, protetor solar, cadeado quando for de camping, relaxante muscular (anda muuuito, quem não tem preparo físico em dia, como eu, quase morre de tanto andar), um chinelo de qualidade (dependendo das trilhas que for fazer, tem morros e pedras, para atravessa-las de chinelo, normalmente arrebenta as tiras). Acredito que esses são mais algumas dicas uteis. Gostei muito do site. Abraço

    (Responder)

  27. saint
    Comentário do dia 25/6/2014 às 20:28

    Tudo bem pessoal? Gostaria de saber se pega Internet e se passa cartão nos restaurantes e pousadas, alguém pode me ajudar?
    Desde já agradeço.

    (Responder)

    Resposta de Ladysil Lima

    Internet livre em praticamente todas as pousadas e também aceitam cartões, em quase todos os restaurantes, mas não custa nada perguntar antes pra não ter surpresas desagradáveis. A ilha, as praias, tudo maravilhoso. Perfeito mesmo. O problema é vc querer ficar morando la. Rsrs

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Obrigada pelas dicas Ladysil! 😉

    (Responder)

  28. Wellington Campos
    Comentário do dia 02/7/2014 às 12:51

    Há algum ônibus que leve do aeroporto de Curitiba até um dos terminais de barco? Caso haja, quanto custa a passagem?

    Obrigado.

    (Responder)

  29. Comentário do dia 22/9/2014 às 19:33

    Oi,
    Ótimo post sobre a ilha. Coloquei um link dele num post meu no Tripadvisor, no Fórum de Curitiba.
    http://www.tripadvisor.com.br/ShowTopic-g303441-i5503-k7818053-Ilha_do_mel-Curitiba_State_of_Parana.html#61396149
    Abraços!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira
  30. Rafael Florentini
    Comentário do dia 07/1/2015 às 20:48

    Estava até gostando do texto, só que infelizmente a autora, fez como a maioria dos idiotas que fazem turismo depreciativo, ou seja, verdadeiros vampiros que só querem sugar. Visto que, nenhum estabelecimento é obrigado a aceitar cartão de crédito ou débito, principalmente se tratando de um vilarejo, como também, se os banheiros estavam ruins de serem usados, culpe os turistas que não conseguem preservar minimamente os locais que frequentam. Quando estamos neste locais, temos que contribuir para a harmonização do mesmo, e não somente ficar reclamando da ausência de confortos superficiais relacionados ao modelo de vida urbano. Espero que quando visitar novamente um local desta natureza, leve consigo um pouco mais de bom senso.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Você é grosseiro na abordagem e apresenta grande dificuldade de interpretação de texto. Se leu algo tão ofensivo assim a ponto de chamar as pessoas de idiotas só tenho a lamentar. Eu discuto ideias, não rotulo pessoas. Sua opinião é sempre bem-vinda. Mas da próxima vez use seu requerido bom senso!

    (Responder)

  31. Marina
    Comentário do dia 11/2/2015 às 12:27

    Ótimas dicas! Pena que vou para lá neste Carnaval e a previsão é de chuva do início ao fim…
    :o(

    (Responder)

  32. Gisele
    Comentário do dia 11/2/2015 às 15:59

    Ótimas dicas!!!
    O feriado de tiradentes também é uma boa ideia de período para visitar a Ilha.
    Algumas agências oferecem pacotes com roteiros especiais nesta época.
    Sugestão: http://authentictravel.com.br/travel/ilha-do-mel-feriado-tiradentes/

    (Responder)

  33. Aline
    Comentário do dia 02/7/2015 às 01:21

    Olá, gostaria de saber como faço para ir p Ilha do Mel, do passeio de trem para Morretes, para um bate volta e como faço para sair da ilha para pegar o ônibus que leva até Curitiba. Grata

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Deixa ver seu entendi, Aline! Você quer fazer o passeio de trem até Morretes e de Morretes ir até a Ilha do Mel? Bom, se for isso, ao chegar a Morretes você tem que pegar o ônibus da Viação Graciosa que vai até Pontal do Sul e de pontal fazer uma travessia de barco (30 min) até a ilha. Na volta você volta para Pontal e de lá pega o ônibus para Curitiba. http://www.viacaograciosa.com.br Abs!

    (Responder)

  34. Roberta
    Comentário do dia 01/9/2015 às 13:09

    Dá pra fazer um passeio bate e volta vindo de Curitiba? Vou me hospedar em Curitiba (não achei vaga na época que vou) e pensei em ir passar o dia na ilha, tem como fazer?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Roberta, até dá… mas a ida e a volta podem ser demoradas. Você tem que pegar em Curitiba um ônibus da Viação Graciosa e ir até Pontal do Paraná (município do litoral). Em Pontal você tem que ir da rodoviária ao ponto de embarque da balsa que faz a travessia até à Ilha do Mel (são 30/40 minutos d etravessia). No retorno, é só fazer o caminho inverso. Pode contar aí umas 2horas, 2h30 para ir e mais esse tempo para retornar. Abs!

    (Responder)

  35. Fernanda Alves
    Comentário do dia 17/9/2015 às 00:03

    Gostaria de saber qual ônibus que eu pego saindo do Centro de Curitiba para chegar na ilha do mel

    (Responder)

  36. renata
    Comentário do dia 16/10/2015 às 10:51

    Pretendo ir a ilha do mel no feriado de finados, Como é o clima nesse período?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Quase sempre chove! 🙁

    (Responder)

  37. Comentário do dia 03/11/2015 às 21:10

    Nós fazemos traslados do Aeroporto até Pontal do Sul

    (Responder)

  38. Danielle
    Comentário do dia 25/12/2015 às 14:33

    Para ir com criança qual o melhor lado para hospedar

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Qualquer um, desde que a pousada fique próxima da praia, uma vez que lá tudo é feito a pé! Abs!

    (Responder)

  39. Paula
    Comentário do dia 22/1/2016 às 11:12

    Oi Silvia! Adoro o site, leio desde 2011, quando estava planejando minha viagem para a Europa! Suas dicas são ótimas! Queria saber qual a melhor época para visitar a Ilha do Mel, entre Agosto, Setembro, Outubro e Novembro! Agosto é muito frio ou dá pra pegar praia?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Paula! Quanto mais perto do verão, melhor! Sim, agosto ainda faz bastante frio no litoral do Paraná! Abs!

    (Responder)

  40. Dayene
    Comentário do dia 09/5/2016 às 13:51

    Estarei na ilha no final de maio/16, alguém sabe me informar como é o clima neste período?

    (Responder)

  41. Mirian Albertoni
    Comentário do dia 01/2/2017 às 01:08

    Sensacional o post. Dicas muito valiosas. Muito obrigada pelo trabalho

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Eu que agradeço pela visita! Abs!

    (Responder)

  42. Keila
    Comentário do dia 06/2/2017 às 00:03

    Olá, muito bom o post. A Ilha do Mel é maravilhosa. Faz muito tempo que fomos pra lá. E vamos aproveitar as férias do meu marido pra passar uns dias por lá neste mês de fevereiro. Você saberia me dizer, Silvia, se essa é uma boa época pra ver os botos? Se valeria a pena fazermos o passeio de barco com essa finalidade?
    Obrigada! Keila

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Keila! Os botos são vistos no verão. Mas ao chegar na ilha confirme com os barqueiros se naquele período específico a visualização estaria boa. Abs!

    (Responder)

  43. Renata
    Comentário do dia 10/7/2017 às 09:26

    Oi.pretendo ir pra ilha do Mel em Janeiro .gostAria de saber como faço pra contratar um estacionamento pra deixar meu carro por uma semana.sr vc puder me ajudar…agvradeco

    (Responder)

  44. Delis Magalhaes
    Comentário do dia 25/7/2017 às 15:57

    Olá Silvia, tudo bem? Estou adorando seu site e estava planejando finalmente uma visita para a ilha do mel, você acredita que novembro é um bom mês? Fiquei preocupada pois muitos dizem que é época de motucas e que faz frio, você saberia me dizer se já é bom o clima nessa época?

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar