-  Atualizado 23/05/2017

Atacama: 4º dia | Lagunas Altiplânicas

Publicado por: Silvia Oliveira América do Sul, Atacama, Chile

Já disse aqui que o Salar de Tara é um dos passeios mais completos, mas o que leva às Lagunas Altiplânicas foi o meu preferido. Vamos percorrer pequenos povoados altiplânicos, ingressar no Salar de Atacama e conhecer as lagunas Miscanti e Meñiques, as mais chocantes de todo o deserto. Era para ter dado errado.

Neste dia – nosso penúltimo aqui – a van contratada não apareceu para nos pegar no hotel. Um erro interno da agência. Sorte que eu tinha o telefone celular do dono da Lickan Antay, o amável Señor Jesús. Para resumir minha uma hora e meia de espera: acabaram enviando um motorista particular para o nosso passeio. (Você acha que eu gostei ou não?) 🙂

A apenas 39 quilômetros de San Pedro está Toconao, a primeira parada. O vilarejo é quase um desatino na região mais seca do mundo. Rodeado por água doce – sem arsênico – se transformou num grande produtor de frutas e hortaliças.

Os moradores de Toconao têm origem pré-hispânica, como quase todo mundo por essas bandas. Na arquitetura da cidade – que mais parece uma aldeia – é típica a liparita, uma pedra vulcânica branca, extraída de uma pedreira que fica a dois quilômetros dali. Na pracinha, uma igreja com o campanário do século 18 em frente, alguns cactos e lojinhas de artesanato.

E-book | O Barato de Santiago —> Baixe o seu agora mesmo!

Em quase todos os passeios você encontrará enormes regiões com salares. Mas existe o específico Salar de Atacama, onde fica a Laguna Chaxa – nosso segundo stop. Ao redor, uma abissal crosta de cristais de sal produzidos pela evaporação de águas salinas subterrâneas.

É o segundo maior salar da Terra. Só perde para o Uyuni, o salar boliviano. Aqui é o lugar perfeito para observar flamingos – quase o tempo inteiro com o bico dentro da água procurando comida – e as gaivotas andinas.

Subindo mais um pouco, a quase 3.000 metros de altitude, está Socaire – outro povoado atacameño. Já foi uma cidade importante por causa das enormes minas de oro. Hoje tem apenas 380 habitantes e uma igreja feita de barro e argila, tombada pelo patrimônio nacional. Esta conhecido na região por oferecer comida típica.

No meio do caminho encontramos com o Zorro Culpeo, uma raposinha em extinção. Na volta do passeio, nosso almoço foi aqui: cazuela de vacuno. Trocando em miúdos: sopa de carne com legumes. Sopa? No deserto? Meu filho, às duas horas da tarde você come até os dedos. Inclusive o Raul – que é bem chato em relação à comida – a-d-o-r-o-u!

Bem, depois de quatro dias já não tenho mais adjetivos nem criatividade para descrever o despautério que é esse lugar. Mas a 4.000 metros de altitude e a 18 quilômetros de Socaire, o encontro com elas – as lagunas Miscanti e Meñiques.

Até o Raul deixou a máquina de lado e se sentou para observar o que parecia mais um delírio da natureza. Simples assim: uma erupção vulcânica do Meñiques, há um milhão de anos, provocou o estancamento das águas criando essas lagunas de intenso azul e margens brancas. Toda a região, para ajudar, é cercada por um matinho dourado (conhecido como paja brava), vicunhas e patos endêmicos. A descrição fica por sua conta.

Fotos: Raul Mattar (menos a última em que ele aparece fotografando que pertence ao Matraca’s Image Bank).

SERVIÇO:

Contratamos todos os passeios na agência Lickan Antay.
Fica na c/ Caracoles, 419 – Tel.: (+56) 55 591799 e 55 591800.
Valor do tour: 27 mil pesos (US$ 54,00)- por pessoa. Inclui café da manhã e almoço.
Valor da entrada na Laguna Chaxa (Salar de Atacama): 2 mil pesos (US$ 4,00)
Valor da entrada nas Lagunas Altiplânicas: 2 mil pesos (US$ 4,00)

E-book | O Barato de Santiago —> Baixe o seu agora mesmo!

Posts relacionados

CHILE
Chile, para começar… (introdução)
Da janelinha do avião, a Cordilheira dos Andes

SANTIAGO
Santiago: bairro a bairro – 1º dia
Santiago: bairro a bairro – 2º dia
Santiago: bairro a bairro – 3º dia
Como ir por conta à vinícola Concha y Toro
Metrô Arte em Santiago do Chile
Hospedagem em Santiago do Chile
Galeria de imagem: Mercado Central de Santiago
Galeria de imagem: Museo de Arte Precolombino

ATACAMA
Como chegar a San Pedro do Atacama, no Chile
San Pedro de Atacama
Atacama: 1º dia | Valle de la Luna e Valle de la Muerte
Atacama: 2º dia | Salar de Tara
Atacama: 3º dia| Manhã: Tour Arqueológico
Atacama: 3º dia | Tarde: Lagunas Cejar e Tebinquiche
Atacama: 4º dia | Lagunas Altiplânicas
No Atacama fique atento ao solmáforo

Banner Guia Santiago 2013



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


53 Comentários

  1. Ernesto, o pato

    Silvia

    Belas fotos, o lugar faz parte da minha wish list.

    Quando for, vou usar suas dicas!

    responder
    • Ernesto, o Atacama é um lugar “fácil”… tudo muito preparado para o turista. Você, que está acostumado a organizar viagens bem mais difíceis, vai tirar de letra! =)

      responder
  2. Marcia Cristina

    Um passeio supera o outro, seria isso? Será que você vai me fazer trocar os lagos Andinos pelo Atacama? hahaha!

    responder
    • Marcia, não me leve a mal… mas pelo o que te conheço… vai para os Lagos. Você não gosta de calor… e durante o dia o sol é macabro no deserto! =P

      responder
      • Marcia Cristina

        Hahahahaha! Gosto de você pq é sincera. Brigada1 Bjs!

        responder
  3. Dá vontade é de fazer tudo igualzinho! Só tem um probleminha… Você empresta o Raul pra eu também poder ter fotos lindas assim? 😀

    responder
    • Hahahahaha! Você não é a primeira a pedir. Tô pensando em alugar… o que você acha? hahahaha!

      responder
  4. viviane velez

    Silvia, meus parabéns pelos exelentes posts e belas fotos dignas de prémios. Você saberia me informar qual o modelo da ( s) câmera (s) utilizada? Estou pensando em aposentar a minha Nikon antiga e aderir a uma melhor, vc sugere alguma? Bjocas e mais uma vez., Parabéns!!

    responder
  5. Silvia e Raul, essas fotos incríveis! Em termos de motivação para visitar o Atacama, nem precisaria falar uma palavra. Está tudo dito. Agora, suas dicas são preciosas e vão diretamente para meu arquivo de destinos prioritários. Às vezes dá uma raiva que a América do Sul seja tão grande e tenha tantos destinos alucinantes! Abraços!

    responder
    • Tony… é um destino totalmente paisagem. Embora a história do lugar tenha lá seu valor, mas o impactante é o delírio visual de cada passeio! =)

      responder
  6. viviane velez

    Obrigada pela dica Querida, tenho uma nikon D40, mas já estou com uma D90 a caminho…xerocas!

    responder
  7. Claudia

    Silvinhaaaa, simplesmente AMEIIII as fotos, que lugar maravilhoso…. Ah me diz uma coisa, dá para alugar o Raul na minha próxima viagem? hehehehe…..beijo enorme. Claudia Fisio

    responder
  8. Danielle Lamoço

    Silvia!!! Que saudade!!! Que fotos fantásticas!! Em fevereiro volto à escola… pena que não será vc a profe!
    🙁
    Um grande beijo

    responder
    • Silvia Oliveira

      Oi querida! Também sinto porque não poderemos fofocar sobre sua viagem à Europa! Mas você estará em ótimas mãos no Inter. Beijão!

      responder
  9. Tiago

    Oi, Silvia.
    Estive lendo uns posts antigos seus e me surpreendi ao ler um comentário dizendo que você inclui “a paradisíaca São Mateus no Espírito Santo” entre os locais que você gostaria de conhecer.
    Como moro no Espírito Santo e conheço São Mateus (aliás, já morei lá por 2 anos), fiquei curioso com o que teria feito você pensar que lá seria paradisíaco. Parece-me que alguém te aconselhou o passeio.
    Procurei no seu blog a origem disso tudo, mas não consegui encontrar.
    Então, você poderia me dizer o que te faz pensar que São Mateus é mesmo um paraíso? Ou te enganaram (rs) ou eu não conheci esse lado paradisíaco de lá… rsrsrs
    Virei leitor assíduo do seu blog.
    Abç,
    Tiago

    responder
    • Silvia Oliveira

      Hahaha! Pois é… tenho uma falha grave no meu currículo: não conheço o Espírito Santo. Tenho um primo que mora lá em São Mateus… e vive falando e fazendo propaganda da Ilha de Guriri. Foi uma maneira de incluir o ES no rol de viagens desejadas! Abs!

      responder
  10. O que mais me impressionou nesse lugar foi o silêncio… passamos mais de hora solitos eu e a Juju nessa paisagem… o passeio é tranquilo para quem estiver de carro…

    responder
    • Silvia Oliveira

      Rodrigo, eu sou uma pessoa que tenho dificuldades no “silêncio”… mas este lugar me paralisou (assim, para ser pouco piegas na descrição!) hahaha! =)

      responder
  11. estou encantada com as fotos!! qual é sua camera? eu tenho uma D80… gostei muito do azul com terracota. bjinho

    responder
  12. Oi Silvia. Voltei de Santiago e apaixonada. E vou tentar voltar em breve e vou ao Atacama – sua dica que nao deu tempo de eu fazer.
    Vc tá sabendo que o La Moneda nao tem mais visita? Eu fui duas vezes lá e nada. Ai perguntei pro segurança e ele me disse que estao suspensas porque houve vandalismo (escreveram nas paredes).

    responder
  13. Oi Sílvia!!

    Como pode no lugar mais seco do mundo ter animais soltos pela natureza, como os flamingos e raposas? Pensei que nada disso sobrevivesse pelos lados daí. O lago com certeza ajuda, né?!

    Fotos lindas e passeio simplesmente incrível!! Estou com água na boca de trocar meu deserto daqui pelo Atacama!

    Grande beijo,

    responder
  14. Silvia, resolvi tirar um tempo agora e nao me segurei: fui lendo todos os seus posts do Atacama!!!! Incrivel! Acho que esse é o tipo de lugar que vc não acredita de tao bonito e incrivel que ele é (pelas fotos é o que parece!).
    So tenho uma duvida: nao sei se pulei, mas qual é a melhor época para ir p/ lá?! Tem isso por ser um deserto, ou qq epoca é tenso?
    bjuss

    responder
  15. Carmen

    Eu gosto especialmente a nitidez do ar desse lugar. É bonito e limpo. Pode-se ver milhares de diferentes cores e tonalidades. É um bom lugar para conhecer. A natureza em estado puro. Essas fotos são pura emoção da alma.

    Magníficas fotos todas elas, de verdade, parabéns!

    responder
  16. Legal o blog! Também tenho um blog sobre viagens e tenho seu blog nos meus links de blogs que acompanho…

    Veja o meu, se gostar, coloque no outros matracas!

    http://viajandoeviajando.blogspot.com

    responder
  17. Silvia, o Deserto do Atacama é mesmo fascinante !!
    Tivemos lá em 2005, mas vendo suas fotos, q por sinal estão fantasticas, achamos q já está na hora de fazer uma nova visita por lá !!
    bjs
    http://www.viagemafora.blogspot.com

    responder
  18. vera

    Fotos escandalosamente belas e boas! Só outras semelhantes (dos dos sites que frequento), mas de outra “entidade” – o mar – e fica no site da lucia malla se equiparam ao trabalho de vocês. Parabéns aos dois!
    um abraço,
    vera

    responder
  19. Lindíssimo, adoro me lembrar deste lugar especial. As lagoas, os flamingos, as fortalezas “pukarás”, os salares, o Tatio… E San Pedro, onde parece que estamos numa cidadezinha de faroeste.
    E também da secura total, que me rachou os lábios (comprei uma pomadinha chamada blistex, sugestão do guia. Funcionou) e fez sair sangue do nariz todo dia de manhã…
    Mas isso é bobagem, Atacama é 1000 (e Santiago tb)
    Bjs!

    responder
  20. Que viagem linda, Silvia!!! Nao tinha idéia de qual lindo era o Atacama!!! Relato muito show!
    Beijos, Angie

    responder
  21. aqui les dejo el sitio de contacto para jesus de la oficina de turismo lickan antay

    http://www.Lickan-Antay.cl
    [email protected]

    responder
  22. Ricardo Medina

    Parabéns pelo relato!!!! Estou pensando em ir ao Atacama. É possível ficar em Calama e realizar os passeios, como os do Geiseres? Teria 3 dias úteis para ficar no Atacama, quais seriam os passeios imperdíveis, na sua opinião? Parabéns pelo relato e muito obrigado pela atenção. A revista Melhores Roteiros já está na banca?

    Att

    Ricardo Medina

    responder
    • Silvia Oliveira

      Pelo que eu saiba, todos os passeios saem de San Pedro. Ficar em Calama talvez não seja um bon negócio, está a uma hora de San Pedro. Os melhores passeios para mim foram Salar de Tara, Geiseres e Lagunas Altiplânicas. Sim, a revista já foi para as bancas, mas a edição é de março, não sei se ainda está disponível. Talvez agora para conseguir um exemplar seja necessário entrar em conttao com a editora e solicitar “números atrasados”. Abs!

      responder
  23. Patrícia Mancilla

    Olá Silvia! Sou filha de chileno e por isso conheço alguns lugares que vc, relatou e concordo com as suas opiniões sobre eles. Em Janeiro irei ao Atacama, por isso acabei entrando no seu site, adorei as dicas, vou usar todas. Uma pequena observação, eu moro a 2km do Sitio do Picapau Amarelo, rs em Taubaté, terra de Lobato, me chamou atenção sua placa no inicio do site.. quem sabe um dia alguém lhe fale q mora a 2km de Atlantida…. rsrs Abraços.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Patrícia, obrigada pela visita! 🙂

      responder
  24. Paulo

    Silvia! Em primeiro lugar, parabéns! Adoramos o seu blog. Estamos indo para San Pedro de Atacama daqui a 2 semanas e nos motivamos muito ao ler os seus relatos e ver as suas fotos!
    O que você acha de alugar um carro para fazer os passeios lá? É mais barato? Vale a pena? Ou é roubada?

    responder
    • Silvia Oliveira

      Alguns passeios valem à pena a fazer de carro, desde que você goste de dirigir e tenha espírito aventureiro, mas outros não são recomendados como o do Salar de Tara. Abs!

      responder
      • Paulo

        É, realmente acho que não vale a pena alugar um carro. Fizemos todos os passeios com a agência Lickan Antay e não me arrependo. Inclusive no Valle de la Muerte passamos por um carro atolado na areia. Fiquei me imaginando naquela situação! Além do que não deve dar grande diferença de preço. Nossa viagem foi espetacular! O Atacama é fantástico! Aliás, olha que coincidência, no primeiro dia estávamos procurando a agência e não encontrávamos pois ela tinha mudado de endereço e ainda estava fechada. Por sorte encontramos outro brasileiro que também tinha lido o seu blog e já tinha contactado o Sr. Jesus.

        responder
  25. Adriana

    Olá Silvia, estou planejando uma viajem ao Chile e desejo muito ir ao Atacama, mas vamos eu, meu marido e minha filha de 07 anos, vc acha que ela suportaria os passeios no deserto??

    responder
    • Silvia Oliveira

      Com certeza, Adriana! Nada como protegê-la (assim como vocês!) do sol com camiseta de algodão branca de manga comprida, moooito protetor solar, colirio e soro fisiológico nas narinas! Os passeios são fáceis, só o da Valle de la Luna é que tem que subir uma duna mais forte. Mas se eu aguentei, qualquer um aguenta! 🙂

      responder
  26. Gustavo

    Excelentes posts. Estão me ajudando a planejar minha viagem.

    Estou com um dilema. O plano original era passar dois dias completos em Santiago (chego no primeiro dia à noite, então esse não conta) e mais 4 dias em San Pedro. Mas talvez só 2 dias em Santiago seja pouco. San Pedro vale a pena em 3 dias completos? Se sim, quais passeios recomenda?

    Uma sugestão: você poderia retirar o javascript que impede de selecionarmos os textos. Ajuda bastante poder copiar e colar pra quem está planejando. Sempre faço um DOC que carrego impresso com todas as dicas que encontro. Reescrever é uma dureza hehehe

    Obrigado

    responder
    • Silvia Oliveira

      Olá, Gustavo!

      Em três dias em San Pedro eu faria:
      1- valle de la Luna
      2. Lagunas Altiplânicas
      3. Salar de Tara (ou Gêiseres del Tatio!

      Abs!

      responder
  27. Mary

    Oi Silvia! Como vai?
    Florzinha, primeiramente gostaria de agradecer pelas dicas. Estão sendo muito úteis pra mim.
    Vou ao Chile o mês q vem, dia 24/09 e estou com algumas dúvidas. Poderia me ajudar, por favor?!
    Estou tentando comprar passagem pela Turbus e eles disseram q vendem passagem pela internet somente para os residentes no Chile. Vc tem alguma sugestão? Será que consigo comprar por lá, já que vou chegar em Santiago e ir a Pucon no mesmo dia?
    Qual passeio no Atacama é possível fazer em apenas 1/2 período? Isso pq vou ficar 3 dias inteiros e 2 meio-dia…

    Agradeço desde já,

    Beijos

    responder
    • Silvia Oliveira

      Mary, você pode comprar lá, sim. Mas é sempre arriscado deixar para a última hora.

      – Passeios de meio período no Atacama:
      Gêiseres (manhã)
      Valle da la luna (tarde)
      Laguna Ceja e Salar de Atacama (tarde)

      – Passeios de dia inteiro

      Salar de Tara
      Lagunas Altiplânicas

      Abs!

      responder
  28. Pedro Mota

    Boa noite,

    Primeiramente, parabéns pelas fotos! São realmente muito boas. Gosto muito de fotografia e estou planejando uma viagem para o Atacama e Ilha de Páscoa. Você poderia me dar uma dica de que tipo de lente seria mais adequado?

    Obrigado e um abraço

    responder
  29. Luciana Onishi

    Oi Sílvia, tudo bem?

    Parabéns pelo blog, está me ajudando bastante com as dicas! Estamos indo neste domingo para o Atacama. Tirando os passeios de meio período, teremos apenas um dia inteiro livre e estou muito na dúvida em fazer ou o Salar de Tara ou o Salar de Atacama + Lagunas Altiplanicas.

    Vi alguns blogs falando que não vale muito a pena ir para o Tara se você não tem muito tempo, em razão da distância e preço.

    Como você já fez estes dois passeios, qual deles você recomenda?

    Obrigada!! Luciana

    responder
    • Silvia Oliveira

      Ambos são lindos, mas as Lagunas Altiplânicas rendem fotos absolutamente incríveis do Atacama!

      responder
  30. Olha, muito, muito lindo! Irei em abril com meu pai, será presente de 70 anos dele, que já está acostumado com seca, mato, subir e descer morro pois mora no sertão central do Ceará! Será sua primeira viajem internacional e estou mega entusiasmada! Passaremos três dias inteiros em San Pedro de Atacama, o que você sugere fazer? Beijos e parabéns pelo site, estou maravilhada!

    responder
    • Silvia Oliveira

      Angela, os passeios clássicos são Valle de la luna (que geralmente é feito no fim de tarde), Salar do Atacama (meio dia) e lagunas altiplánicas (dia inteiro) e Geiseres del Tatio (sai de madrugada e volta na hora do almoço). Se não for muito puxado, vocês podem fazer os geiseres de manhã e o valle da la muerte à tarde, no mesmo dia, por exemplo. 😉

      responder
  31. jaider martins

    Olá! Parabéns, sei que ja tem um tempo bom essa viagem, mas gostaria de saber, sobre o caminho para o salar de atacama e as lagunas altiplanicas, qndo sai da rodovia que é pavimentada, a estrada até o salar e as lagunas é boa? vc se lembra? quero chegar até la de moto.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Olha, Jader, as estradas são boas, mas falavam muito da falta de sinalização. Chega uma hora que é só deserto prum lado e deserto pro outro. Como eu contratei os passeios, não saberia dizer como é chegar por conta e de moto. Abs!

      responder
  32. Haroldo

    Olá bom dia. Em primeiro lugar parabens pelo blog, pelas dicas e pela riqueza das informações. Para quem tenha interesse em conhecer o Atacama, essas dicas são de grande valor. Eu já fui ao Atacama e é surreal. Uma das melhores viagens que fiz. Se for ao Chile, fique no maximo 2 dias em Santiago e o resto todo no Atacama. Vale muito a pena. Só uma dica particular. Recomendo que vão entre final de julho e final de agosto. Atacama no frio e com neve consegue ser ainda mais lindo!!! Lagunas altiplânicas no inverno… Incrível e a paisagem milhões de vezes mais linda do que no calor. Fica a dica. Abcs

    responder

Deixe seu Comentário






Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2019 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar