-  Atualizado 21/08/2020

Estrada Real: guia completo para percorrer o caminho mais famoso do Brasil Colônia

Publicado por: Silvia Oliveira Congonhas, Estrada Real, Ouro Preto, Tiradentes

O quiproquó começou no século 17 quando a Coroa Portuguesa do Brasil Colônia resolveu controlar o escoamento da produção comercial do interior de Minas Gerais para o litoral fluminense.

Para fiscalizar a circulação das riquezas (o que incluía a exploração de minérios) foram abertos alguns caminhos oficiais chamados de Estrada Real. A ideia, desde aquele tempo, veja você, era obrigar o pessoal a pagar impostos sobre as mercadorias transportadas, incluindo o ouro e o diamante levados aos portos do Rio de Janeiro.

Estrada Real era o caminho oficial sugerido pela Coroa Portuguesa. Quem abrisse outros caminhos ou buscasse rotas alternativas, tentando burlar a supervisão da vossa majestade, estava encrencado com a justiça. Daí nasceu o termo “descaminho” – que até hoje é crime contra a ordem tributária.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Sílvia Oliveira (@matraqueando) em

O QUE É A ESTRADA REAL

Mapa desenvolvido pelo Instituto Estrada Real. Clique na imagem para ver ampliado.

A Estrada Real é a maior rota turística do Brasil. Estamos falando de um destino com mais de 1600 quilômetros de vias que passam por dezenas de cidades e povoados em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

O percurso foi idealizado para refazer caminhos coloniais, preservar o patrimônio, destacar a história e ajudar na revitalização de pequenos vilarejos espalhados pelas regiões que fazem parte do roteiro.

A Estrada Real é formada por quatro caminhos: Caminho Velho, Caminho Novo, Caminho dos Diamantes e Caminho Sabarabuçu. É possível percorrer todos eles de carro, de moto, de bicicleta, a pé ou a cavalo.

CAMINHO VELHO

O Caminho Velho é também chamado de Caminho do Ouro. É considerado o primeiro trajeto oficializado pela Coroa Portuguesa para ligar a região produtora de ouro no interior de Minas Gerais (especialmente Ouro Preto, antiga Villa Rica e sede da capitania) ao litoral fluminense.

Rota Caminho Velho | O percurso vai de Ouro Preto a Paraty, passando ao todo por 27 cidades, incluindo Congonhas, São João del Rei, Tiradentes, Caxambu, São Lourenço e Cunha.
Distância | 710 km
Tempo recomendado | 8 dias (carro)

– Veja aqui a planilha detalhada com todos os trechos do Caminho Velho

CAMINHO NOVO

O Caminho Novo surgiu como uma alternativa mais segura ao escoamento das mercadorias. Com a popularização da primeira rota, as cargas estavam cada vez mais sujeitas a assaltos e roubos.

Rota Caminho Novo | O percurso vai de Ouro Preto a Petrópolis, passando ao todo por 18 cidades, incluindo Lavras Novas, Barbacena, Juiz de Fora, Conselheiro Lafaiete, Paraíba do Sul e Itatiaia.
Distância | 515 km
Tempo recomendado | 6 dias (carro)

– Veja aqui a planilha detalhada de todos os trechos do Caminho Novo

CAMINHO DOS DIAMANTES

Como o próprio nome diz, o caminho foi aberto para controlar a rota de escoamento da exploração de diamantes. O trajeto ligava Diamantina a Ouro Preto, a antiga sede da Capitania.

Rota Caminho dos Diamantes| O percurso vai de Diamantina a Ouro Preto, passando ao todo por 19 cidades, incluindo Serro, Cocais, Catas Altas, Santa Bárbara e Mariana.
Distância | 395 km
Tempo recomendado | 6 dias (carro)

– Veja aqui a planilha detalhada de todos os trechos do Caminho dos Diamantes

CAMINHO SABARABUÇU

É o trecho mais curto da Estrada Real. Conta a história que os exploradores avistaram um brilho no topo de Serra da Piedade e imaginaram que poderia ser ouro. Para transpor a difícil geografia da região criaram uma rota alternativa, o hoje chamado Caminho Sabarabuçu. Mas o esforço só valeu a pena porque acabaram criando um roteiro com paisagens belíssimas, já que o brilho que eles viam era, na verdade, minério de ferro.

Rota Caminho Sabarabuçu | O percurso vai de Cocais a Glaura passando ao todo por 7 cidades, incluindo Caeté e Sabará
Distância | 160 km
Tempo recomendado | 2 dias (carro)

– Veja aqui a planilha detalhada de todos os trechos do Caminho Sabarabuçu

Importante | Este post reúne informações das nossas três viagens pelos caminhos da Estrada Real em épocas diferentes. Primeiro, fizemos parte do Caminho Velho pelas cidades históricas de Minas. Em outra oportunidade, concluímos o caminho passando por Cunha e Paraty. Recentemente, percorremos parte do Caminho dos Diamantes na região de Diamantina e Vale do Jequitinhonha.

COMO TIRAR O PASSAPORTE DA ESTRADA REAL

Uma das coisas mais fofas da Estrada Real é o passaporte oficial da rota.

O Passaporte Estrada Real é um “documento” exclusivo que registra todos os seus passos pela maior rota turística do Brasil. Conforme você vai passando pelas cidades que fazem parte do caminho escolhido, você recebe um carimbo que só pode ser obtido em pontos devidamente cadastrados.

1. Para tirar o passaporte da Estrada Real entre no site do Instituto Estrada Real e preencha a Ficha do Viajante. Após o envio, você recebe um e-mail automático de confirmação com um número gerado pelo sistema.

2. Para retirar o passaporte você tem que apresentar este e-mail no ponto escolhido durante o preenchimento do cadastro. De preferência pegue o seu na cidade onde você vai começar o caminho para não perder nenhum carimbo. O passaporte pode ser retirado nas cidades de Cocais, Diamantina, Glaura, Ouro Preto, Paraty, Petrópolis e Tiradentes. (No site oficial tem um arquivo PDF com os endereços e horários de funcionamento dos locais de retirada).

3. Importante: o passaporte é gratuito. O instituto apenas pede a doação de 1 quilo de alimento não perecível (menos sal, fubá e farinha) ou 1 agasalho em bom estado.

Com o passaporte em mãos é só organizar direitinho seu roteiro para pegar os carimbos nas cidades por onde vai passar. Em todas as cidades existem mais de um ponto para pegar o carimbo, mas só é válido um único carimbo por município visitado.

Ao conseguir todos os carimbos obrigatórios de determinado caminho você obtém um certificado. Quando concluir os quatro caminhos você pode solicitar o Certificado Especial da Estrada Real, o reconhecimento máximo do instituto que administra e regulariza a rota.

COMO PERCORRER O CAMINHO VELHO (CAMINHO DO OURO)

O Caminho Velho foi a primeira rota da Estrada Real que nós percorremos. Por ser o roteiro mais longo e o que inclui mais cidades, foram duas viagens para visitar os principais destinos.

Na primeira vez, ficamos só em Minas Gerais (Ouro Preto, Congonhas, Entre Rios, Lagoa Dourada, Resende Costa, Bichinho, Tiradentes, São João del Rei  e Mariana). Já na segunda oportunidade incluímos Cunha (São Paulo) e Paraty (Rio de Janeiro).

[Um parêntese: tecnicamente, a cidade de Mariana está inserida no trecho do Caminho dos Diamantes. Mas como ela é muito próxima de Ouro Preto, ela foi colocada por mim na viagem do Caminho Velho.]

O Caminho Velho é um roteiro que oferece a identidade típica de Minas Gerais, mesclando a arquitetura do Brasil Colonial com a gastronomia regional, passando pelas belas paisagens de Cunha e Paraty, nosso mais recente Patrimônio da Humanidade.


Ouro Preto: a Estrada Real ligava a cidade ao porto de Paraty, no Rio de Janeiro.

OURO PRETO

Começamos por Ouro Preto, a primeira cidade brasileira a ser considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Localizada a 100 quilômetros de Belo Horizonte, a antiga Villa Rica tem um dos conjuntos de construções barrocas mais ricos e deslumbrante das Américas.

Ainda que o tráfego de veículos pesados interfira na paisagem do centro histórico, o melhor passeio aqui é percorrer as ladeiras íngremes (daquelas que quando você sobe vai beijando o chão e quando desce, o medo é de virar cambalhota). Veja todos os meus posts sobre Ouro Preto aqui.

Ouro Preto: a primeira cidade do Brasil a receber o título de Patrimônio da Humanidade

Saindo de Ouro Preto – a cidade mais importante do barroco mineiro e carro-chefe do Caminho Velho da Estrada Real – em direção a São João del Rei você passa pelas principais cidadezinhas dessa via.

Já no início da viagem – sentido Ouro Branco, pela MG 443 – uma estradinha sinuosa revela uma bonita vista da serra e do Pico Itacolomy. Neste acanhado pedaço do passeio já é possível visualizar parte da Estrada Real original, com pontes de pedras sobrepostas.

Trecho original da Estrada Real ao lado da rodovia MG 443

CONGONHAS

Fizemos um pequeno desvio para conhecer Congonhas (a 55 quilômetros de Ouro Preto), cidade que abriga uma das obras mestras de Aleijadinho – Os 12 Profetas, na Basílica do Bom Jesus de Matosinhos – trabalho considerado Patrimônio da Humanidade. Veja nosso post completo sobre Congonhas aqui!

Congonhas, além do enorme valor artístico, faz parte do circuito da Estrada Real por ser ponto de parada (com certa infraestrutura) principalmente para quem está a pé ou de bicicleta.

ENTRE RIOS E LAGOA DOURADA

De Congonhas pegamos a BR 383 e partimos em direção ao município de Entre Rios, para comer o melhor pão de queijo com linguiça do Brasil.

Cafe com Prosa - Poo de Queijo com Linguica - Entre Rios MG copy

O local, chamado Café com Prosa, está na beira da estrada – bem fácil de localizar.  Todo o trajeto está sinalizado com totens indicativos, uma espécie de Caminho de Santiago abrasileirado.

Seguindo pela BR 383, a 30 quilômetros de Entre Rios, você chega à simpática Lagoa Dourada – cidade conhecida por ter criado o legítimo rocambole. A Estrada Real corta o município bem na área urbana. Veja o nosso post completo sobre Lagoa Dourada aqui!

Não vai ser difícil encontrar uma padaria ou mercearia para provar esta iguaria. Muitos estabelecimentos, inclusive, oferecem embalagens para viagem. Aproveite para tirar foto desta fofa igrejinha azul, logo na saída da cidade.

RESENDE DA COSTA E CEL. XAVIER CHAVES

Mais adiante, saindo um pouquinho da BR 383 (siga as placas) e por isso mesmo menos conhecida pelos turistas, está Resende Costa – vilarejo que antigamente era parada obrigatória dos tropeiros que percorriam os caminhos reais.

A tradição do tear, técnica de tecelagem, foi mantida e hoje a cidade é referência na produção de tapetes, colchas e cortinas – o que a tornou referência no artesanato têxtil. Ao entrar em Resende Costa você já vai ver um colorido adorável nas janelas das casas e nas fachadas das lojas. Não espere por pechinchas, mas por preços justos com a melhor qualidade!

Tear em Resende da Costa: tradição do século 18 mantida até hoje

De volta à estrada principal, a 29 quilômetros de Resende Costa, está o município Cel. Xavier Chaves, onde fica o mais antigo engenho de cachaça em atividade do Brasil.

Engenho Boa Vista – tocado por Rubens Chaves, bisneto do coronel que dá nome à cidade – produz a cachaça Século XVII, que só é vendida no local. Eventualmente, Seo Rubens promove uma degustação aos sábados, das 10h às 12h. O engenho fica a 1 quilômetro da praça principal. As visitas devem ser agendadas pelo telefone (32) 3357.1238.

PRADOS E BICHINHO


Bichinho: polo de artesanato perto de Tiradentes

A 35 quilômetros de Resende da Costa está o município de Prados, um dos maiores polos do artesanato brasileiro. Aqui, fica o distrito de Vitoriano Veloso – conhecido popularmente como Bichinho. Trata-se do pedaço de chão mais inventivo do Brasil.

Diversos artesãos que começaram produzindo e comercializando seus produtos na região já ganharam fama internacional. Foi uma das paradas mais vibrantes, na minha opinião. Veja nosso post completo sobre Bichinho aqui!

TIRADENTES

A oito quilômetros de Bichinho, está uma das vedetes da Estrada Real: Tiradentes. De desbotada vila colonial a atual polo gastronômico não foi exatamente um pulo. Há anos Tiradentes vem construindo fama com seu casario preservado e atmosfera acolhedora.

Tiradentes: uma das estrelas da Estrada Real

A cidade merece, pelo menos, uns três dias. Existem diversos passeios que incluem natureza, história e, principalmente, a boa comida mineira. A sobremesa está sempre garantida no Chico Doceiro, que faleceu em outubro de 2017 e tivemos o prazer de conhecer.

Era um querido personagem da cidade com seus canudinhos de doce de leite, iguaria que continuam sendo vendida pela família. A gente até elaborou um guia completo sobre Tiradentes para você aproveitar ao máximo sua passagem por aqui.

Tiradentes e o inesquecível Chico Doceiro

SÃO JOÃO DEL REI

Do ladinho de Tiradentes está São João del Rei, uma cidade que era para ser bem mais conhecida e visitada se não tivesse sido, de certa forma, ofuscada pela vizinha Tiradentes.

Mas São João del Rei tem uma charme especial, chega a lembrar aquelas cidadezinhas do interior de Portugal, com várias construções coloniais, praças e igrejas – entre elas a de São Francisco de Assis, tombada pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Sem contar que São João del Rei é a única da América Latina a produzir estanho. São mais de 10 fábricas de manufatura do metal. Veja nosso post sobre São João del Rei aqui!

Sao-Joao-del-Rei-Coqueiros-Dupla
São João del Rei: descanso e arquitetura na Estrada Real

A partir de Tiradentes você tem duas opções: descer mais ao sul e percorrer o Circuito das Águas, formado por 15 cidades (entre elas São Lourenço, Caxambu, Baependi e Cambuquira) ou tocar para o interior de São Paulo, passando por Cunha e finalizando a rota em Paraty.

Como eu já havia feito diversas viagens para o Circuito das Águas com meus pais (boa parte da família da minha mãe mora em São Lourenço e região), na minha segunda viagem pela Estrada Real fizemos Cunha e Paraty.

Estrada Cunha-Paraty

COMO É A ESTRADA CUNHA-PARATY

Importante destacar que este trecho bonito da foto da estrada que leva a Paraty fica dentro do estado de São Paulo (SP-171). Tem cerca de 30 quilômetros, é totalmente pavimentado e possui boa sinalização.

Mais adiante, o pedaço que pega a RJ-165 acaba cortando o Parque Nacional da Serra da Bocaina. São  quase 10 quilômetros dentro do parque. O trecho passou por uma recente revitalização e é bem seguro. Mas você só pode cruzar esta área protegida das 7h às 17h por conta da preservação dos animais silvestres que circulam por ali.

Já logo após sair da região do parque e quanto mais você se aproxima de Paraty, se-nhor! A estrada piora muito. Há deslizamentos, buracos e trechos em que passam somente um carro. Faça o percurso de dia, sempre!

CUNHA

Cunha está a 350 quilômetros de Tiradentes e a 230 quilômetros de São Paulo. Quando fizemos esse trecho vínhamos de uma visita ao Santuário Nacional de Aparecida, que fica a 56 quilômetros da cidade.

Lavandário de Cunha: flores o ano todo

Localizada entre as Serras do Mar, da Bocaina e da Mantiquera, Cunha é conhecida pelo turismo rural. Os passeios na cidade incluem cachoeiras, trilhas, passeios ecológicos, ateliês de cerâmica —  alguns dos mais famosos do Brasil —  e os campos de lavandas como o Lavandário e o Contemplário. Nós visitamos o Lavandário de Cunha. Contei aqui como conhecer os lindos campos de lavanda no interior de São Paulo.

PARATY

A incrível Paraty merece, pelo menos, 5 dias de estadia. A cidade preserva um conjunto arquitetônico para Ouro Preto nenhuma botar defeito. Tanto que em 2019 foi eleita Patrimônio Mundial da UNESCO, juntamente com a Ilha Grande. É o primeiro sítio misto do Brasil reconhecido por sua cultura e natureza.

Espremida entre a serra e o mar, Paraty é o que eu chamo de destino bem-acabado. A pequena cidade está abraçada pelo verde da Mata Atlântica.

Casarões com portas e janelas coloridas, ateliês de artes, igrejas centenárias, cafés charmosos, cachoeiras, praias paradisíacas, alambiques e intenso movimento cultural (a FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty — é referência mundial) formam a síntese do itinerário que agrada a todo perfil viajante. Clique aqui para acessar meu guia completo e essencial de Paraty!

Ruínas de pontes do século 18: resquícios do Brasil Colônia na Estrada Real

ROTEIRO DE 9 DIAS PELO CAMINHO VELHO

  • Ouro Preto – 3 dias
  • Mariana – 1 dia
  • Entre Rios, Lagoa Dourada, Resende Costa e Cel. Xavier Chaves – 1 dia
  • São João Del Rey – 1 dia
  • Tiradentes e Bichinho – 3 dias

ROTEIRO DE 15 DIAS PELO CAMINHO VELHO

  • Ouro Preto – 3 dias
  • Mariana – 1 dia
  • Entre Rios, Lagoa Dourada e Resende Costa – 1 dia
  • São João Del Rey – 1 dia
  • Tiradentes e Bichinho – 3 dias
  • Cunha – 1 dia (ou 2 dias)
  • Paraty – 5 dias (ou 4 dias)

Bases para hospedagem: Ouro Preto, Tiradentes e Paraty
+ Encontre hotel com até 50% de desconto em Ouro Preto
+ Encontre hotel com até 50% de desconto em Tiradentes
+ Encontre hotel com até 50% de desconto em Paraty

COMO PERCORRER O CAMINHO DOS DIAMANTES


A estrela do Caminho dos Diamantes é a cidade histórica de Diamantina. Mas o que marca o roteiro de quase 400 quilômetros é a paisagem natural e os passeios ecológicos. A região está cercada de cachoeiras e trilhas, o que inclui a Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço.

Como minha viagem a Diamantina incluía, ainda, uma imersão no Vale do Jequitinhonha e pela Rota Quilombola do norte de Minas, dessa vez fizemos apenas três cidades do Caminho dos Diamantes: Diamantina, Serro e Milho Verde.

De Curitiba fomos de avião até Belo Horizonte. No aeroporto de Confins pegamos um carro alugado, reservado anteriormente pelo site da RentCars, e seguimos para Diamantina — a quase 300 quilômetros da capital mineira. O percurso é feito entre 4,5 e 5 horas.

O trajeto mais rápido vai pela BR 040, passando por Sete Lagoas, Cordisburgo (cidade de Guimarães Rosa) e Curvelo, seguindo depois pela BR 259 até chegar a Diamantina.

DIAMANTINA

Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, Diamantina é uma das cidades históricas mineiras mais preservadas. A antiga Arraial do Tijuco (como era chamada no glorioso período diamantífero) tem ruas de paralelepípedos e ladeiras íngremes.

É conhecida, também, pelo carnaval de rua e pelas vesperatas, shows musicais que acontecem nas janelas dos casarões antigos do centro histórico.

Passadiço da Glória: cartão postal de Diamantina

Terra do presidente Juscelino, Diamantina abriga vários museus (como o Chica da Silva, do Diamante e a Casa-Museu do próprio Kubitschek), além do célebre Passadiço da Glória, um dos cartões postais do Caminho dos Diamantes.

A cidade oferece diversos restaurantes com a autêntica comida mineira. Durante nossa estadia, fomos quase todos os dias ao restaurante Grupiara, no centro histórico. Comida típica à la carte feita na hora, com porções generosas e preços honestos.

A apenas 20 minutos do centro de Diamantina está o Parque Estadual do Biribiri. É passeio para quem gosta de ecoturismo.

O trecho para acessar a região é de estrada de terra sinalizada e em boas condições. Para quem quiser dar um mergulho as melhores opções são a Cachoeira da Sentinela e a Cachoeira dos Cristais.

Inclua no final do passeio uma visita à Vila de Biribiri, um povoado bucólico com restauratinhos caseiros.

Trecho da estrada que liga Diamantina a Serro

SERRO

Saindo de Diamantina em direção a Serro (via BR 367 e BR 259) aproveite o visual do alto da Serra do Espinhaço. Serro é uma preciosidade tão grande que foi a primeira cidade nacional declarada como Patrimônio Histórico do Brasil (1938) pelo IPHAN.

Do alto de uma enorme escadaria está a Igreja de Santa Rita, erguida no século 18. O local é o principal ponto para fotos na cidade, o que acabou se transformando num ângulo perfeito e queridinho dos Instagramers. 😀

Escadaria da Igreja de Santa Rita, em Serro

A pequena Serro é formada por diversos casarões e igrejinhas. Mas um dos destaques da cidade é o famoso Queijo do Serro, trazido ao Brasil pelos portugueses. Declarado pelo IPHAN como Patrimônio Imaterial do Brasil, o queijo Serro é premiado em vários concursos internacionais.

Você pode degustar e comprar o seu no empório Queijo do Cedro (que fica aos pés da escadaria da igreja Santa Rita) ou na loja Trem-ruá, do Mestre Queijeiro Túlio Madureira.

O Queijo do Serro é Patrimônio Imaterial do Brasil

MILHO VERDE E SÃO GONÇALO DO RIO DAS PEDRAS

De Serro a Milho Verde são 15 quilômetros de asfalto, mão dupla sem acostamento, pela Estrada para Serro. O pequeno distrito é conhecido pelas Cachoeiras do Carijó (estão bem ao lado da estrada), do Moinho e do Lajeado.

A pequena Capela de Nossa Senhora do Rosário com sua cruz de madeira na frente é um dos principais cartões postais da região. Foi aqui que Chica da Silva, nascida no Serro, foi batizada.

De Milho Verde nossa ideia era conhecer São Gonçalo do Rio das Pedras, a apenas 7 quilômetros de estrada de chão, quase sempre em más condições. Mas como fomos no final do período de chuvas (fevereiro) havia caído uns aguaceiros dias antes e a estradinha que liga os dois distritos —  que já é ruim com tempo bom —  estava interditada.

A incansável e maravilhosa comida mineira

ROTEIRO DE 5 DIAS NO CAMINHO DOS DIAMANTES

  • Diamantina – 3 dias
  • Parque Estadual do Biribiri + Vila Biribiri – 1 dia
  • Serro + São Gonçalo do Rio das Pedras – 1 dia

Base para hospedagem: Diamantina
+ Encontre hotel com até 50% de desconto em Diamantina


Totens na Estrada Real: marcadores oficiais do caminho ajudam o viajante a se localizar

QUAL A MELHOR ÉPOCA PARA PERCORRER A ESTRADA REAL

A melhor época para percorrer a Estrada Real é quando chove menos, de abril a setembro. Você tem que levar em consideração, porém, que o roteiro envolve três estados diferentes: Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. Portanto, pode haver uma pequena variação entre os destinos.

Mas como toda a rota está na região Sudeste, comumente o período de chuvas vai de outubro a março, sendo que em São Paulo e no Rio o aguaceiro se intensifica a partir de dezembro e pode chegar até abril.

Nós viajamos a primeira vez para a Estrada Real em setembro, a segunda em julho e a terceira em fevereiro. Nas viagens de setembro e julho pegamos sol o tempo inteiro, sendo que em julho faz frio (mas como essa foi a viagem de Cunha e Paraty, não foi nada rigoroso, uma vez que no litoral fluminense o clima é mais agradável nessa época). Já em fevereiro (final do período de chuvas) fez bastante sol (veja que dia lindo na foto abaixo, em Serro) e calor com alguns aguaceiros no final do dia.

Serro: um tesouro escondido da Estrada Real

DICAS DA MATRACA

1. Em todas as vezes que percorremos a Estrada Real usamos carro comum (sem ser 4×4) e não tivemos problemas algum. Como boa parte dos trajetos por cidades menores envolvem estradas de chão o ideal é viajar em períodos menos chuvosos.

2. Baixe o mapa off-line da região que você vai percorrer. Em alguns destinos o sinal do celular desaparece completamente.

3. Tá procurando carro para alugar barato no Brasil e no mundo? Eu conto minha experiência aqui! Descontos incríveis de até 60%, sem IOF nas reservas internacionais e parcelamento em até 12 vezes. Faça sua simulação e reserve agora mesmo aqui! O cancelamento é gratuito. 🙂

Como você já pode perceber, a Estrada Real é um produto turístico praticamente perfeito. O projeto desenvolve parte importantíssima da história brasileira, promove experiências únicas e inesquecíveis para o viajante, ajuda a capacitar os profissionais envolvidos e cria novas oportunidades de negócios em cidadezinhas até então esquecidas. Só amor!

CLIQUE NA IMAGEM E SALVE ESTE POST NO PINTEREST PARA CONSULTAR DEPOIS

Leia também:

Ouro Preto
Mariana
Tiradentes
Bichinho
Congonhas
Entre Rios
Lagoa Dourada
São João del Rei

Fotos: Sílvia Oliveira e Raul Mattar | Todos os direitos reservados ©

ACOMPANHE NOSSAS DICAS EM TEMPO REAL

FACEBOOK | INSTAGRAMPINTEREST

Política editorial | Pagamos todas as nossas contas de viagem. Não aceitamos convites nem cortesias. Sempre nos hospedamos anonimamente nos hotéis indicados. O Matraqueando não faz post patrocinado. Alguns posts contêm links para programas de afiliados, parceiros comerciais do blog, inseridos espontaneamente pela autora. Por questão de transparência, comunicamos que se você optar por comprar por meio destes links nós recebemos uma pequena comissão. Tudo o que você encontra aqui foi determinado unicamente pelo interesse do leitor, nosso gosto pessoal ou critério particular. Isso é transparência e credibilidade. Pode confiar! Para ajudar a manter o blog sempre com dicas fresquinhas adquira nossos guias na Loja Matraqueando. Desde já agradecemos a preferência! 😉


Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


167 Comentários

  1. Carmen

    Sílvia, esse Circuito do Ouro é bem lindo! seus post do Brasil são de primeira sobre todo este da Estrada Real. Para chorar por não conhecer e por não estar ali!

    responder
    • Carmen, quando você vier ao Brasil a gente combina de percorrer parte da Estrada Real juntas! 🙂

      responder
      • Carmen

        Certo? obrigadíssima!

        responder
  2. Ótimas fotos!!! Você sabia que o Espírito Santo esta incluso na Rota Imperial da Estrada Real? Veja em http://www.agrocapixaba.com.br/espirito-santo-e-incluido-na-rota-imperial-da-estrada-real/

    responder
    • Guilherme, obrigadão pela visita! Pelo que eu saiba essa proposta ainda não saiu do papel, embora tenha sido feita a roteirização dos municípios envolvidos. Surgiu uma história de que a Rota Imperial teria sido aberta depois do ciclo da mineração e que, portanto, criaria uma muvuca histórica, indo na contramão da proposta original da Estrada Real. Mas segundo conta, o governo do Espírito Santo continua trabalhando para reunir elementos históricos para incluir o trecho capixaba definitivamente nos caminhos reais. 🙂

      responder
  3. Sônia

    Silvia, como sempre não posso deixar de ler seus posts, principalmente os que falam das minhas Minas Gerais.
    Meu sonho, um dia, é fazer o percurso da Estrada Real, caminhando!!! Mas meu cardiologista não apreciou muito a idéia, principalmente a parte do Rio até Juiz de Fora.
    Mas, a Estrada Real merece nossa visita! Em uma próxima oportunidade espero que você chegue até Diamantina. Você vai se apaixonar também, pelo caminho e cidades.
    Parabéns.
    Saudações ouropretanas
    Sônia

    responder
    • Luiz Carlos Santana de Freitas

      Faça o contrário: de Minas para o Rio, que tem mais descida.

      responder
  4. Muito legal já fiz este percuso também afinal sou UAI então tenho a obrigação de conhecer. Quem sabe algum dia venham visitar o Pico da Bandeira.

    responder
  5. Karine Godoy

    Sílvia, primeiramente gostaria de te parabenizar pelo site, você tem um jeito incrível de transmitir a sensação de estar naquele destino descrito. Sempre termino de ler com vontade de fazer as malas e por os pés na estrada. Passamos três dias em Gramado no final de agosto último e suas dicas foram valiosas, principalmente por que tínhamos pouco tempo. Percorremos a Estrada Real de carro em 2008 de Diamantina a Paraty em 12 dias, parando um dia em cada cidade, sem reservar pousada, sem horário pra nada, e foi com certeza a melhor viagem que fizemos até hoje, pegamos frio da serra, sol na praia, comida mineira, cachacinhas em engenhos, monumentos, artesanatos…conhecemos o queijo de Serro, a Cachoeira do Tabuleiro em Conceição do Mato Dentro, a Cidade Fantasma, a Maria Fumaça de Ouro Preto/Mariana, o surf na pedra em Paraty…nosso Brasil tem muitos encantos, tenho uma lista dos desejos bem extensa, enquanto não sai do papel vou daqui acompanhando suas inspiradoras aventuras. Obrigada. Um abraço com carinho para você e sua família. Karine.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Oi Karine! Uia, que legal esse roteiro de Diamantina a Paraty! Apareça sempre contando as novidades! Abs! 🙂

      responder
    • Marcio Ferreira

      Karine, boa noite !

      Li seu relato da Estrada Real que vc percorreu pretendo fazer este trajeto no final do ano Paraty / Ouro Preto. Poderia me passar umas dicas.

      Obrigado
      Marcio

      responder
    • Jorge

      Karine ou Marcio,
      Gostaria de saber se para fazer o caminho velho de carro, preciso de um 4 x 4 ou consigo em carro normal?
      Obrigado.

      responder
      • Silvia Oliveira

        Nós fizemos com carro de passeio mesmo. Abs!

        responder
  6. Gabriela

    Silvia,

    Sempre quis conhecer essas cidades, mas depois dos seus posts ficou impossivel resistir, então comprei as passagens e embarco amanhã rumo a essa descoberta.

    Quando voltar passarei por aqui para compartilhar as experiências.

    Obrigada por cada dica.

    Por favor, continue sempre com esse site, pois ele incentiva a materializarmos nossos sonhos.

    Abs,

    Gabriela.

    responder
  7. Fui pra Minas Gerais e o lugar é totalmente lindo,

    responder
  8. Athon Constantine

    Maravilhosa comida na Estrada Real principalmente na região de São João del rey

    responder
  9. Silvia, vou te aproveitar em Buenos pra conversar sobre a Estrada Real! Estamos pensando em fazer a viagem. Tô com água na boca! 🙂

    responder
  10. Daniel Abreu Brandão

    Silvia, Muito obrigado pelas dicas e detalhes dessa parte da estrada, cada vez mais fico instigado em fazer esse percursso, sou motociclista, ja fui em muitos lugares, mas sempre por estradas de asfalto, vendo aki suas dicas e fotos estou louco de vontade de começar logo minha expedição, minha não, nossa, pois vou eu e minha namorada, vc atingi em cheio o q esperamos, dicas simple e claras, fotos marcantes de lugares maravilhosos, tudo sem sofisticação, lugares lindos e simples com pessoas acolhedoras que merecem total atenção, respeito e um registro fotográfico para a memória…
    Muito obrigado!!!!

    responder
    • Silvia Oliveira

      A Estrada Real é isso mesmo. Não esperam paisagens exuberantes, mas um contorno histórico inesquecível! 🙂

      responder
      • daniel abreu brandão

        com certeza, e Silvia já resolvemos aki q vamos mesmo, como disse antes eu e minha namorada agora em agosto, e ja aproveitando d sua boa vontade, gostaria d fazer mais uma pergunta, existe alguma parte em q o viajante corre o risco d ficar perdido ou existe algum perigo particular? muito obrigado d novo!!!!!

        responder
  11. MONICA ROSSI FERREIRA DE OLIVEIRA

    SABARÁ, ANTIGAMENTE CHAMAVA-SE SABARABUÇU, ONDE UM DOS PRIMEIROS BANDEIRANTES CHEGOU, BORGA GATO, TB FAZ PARTE DA ESTRADA REAL.

    responder
    • FERNANDO MARTINS FERREIRA

      Barbacena MG tem um grande trecho inclusive com casarões de fazendas da época, pesquise…

      responder
  12. Gelma de Oliveira Patrocinio Faria

    Olá, Silvia. Não paro de consultar seu blog, agradeço imensamente pela iniciativa maravilhosa. Gostaria de uma opiniao sua: pretendo sair de férias em agosto (20 dias) e gostaria de passear (de carro) pelo Caminho Velho da Estrada Real. Quais cidades voce considera indispensáveis no meu roteiro e principalmente, quanto tempo seria o mais apropriado para me dedicar a essa aventura???
    Um forte abraço pra ti!

    responder
    • Olá, Gelma! As principais cidades do Caminho Velho são essas que estão no post. Eu não cheguei à Paraty (que faz parte também do Caminho Velho). Se você for percorrer só estas cidades que comentei é necessário, pelo menos, uma semana! Abs!

      responder
      • Não sei se já ouviste falar da ESTRADA DE FERRO BAHIA E MINAS que ligava a cidade de TEÓFILO OTONI a CARAVELAS, E TEÓFILO OTONI a ARAÇUAÍ. Bom neste momento turbulento, já pensou voltar EXISTI.

        responder
  13. Joao Pedro

    Desculpe falar mas o pão de queijo com lingüiça estava frio horrível e muito mal servido,longe da descrição do que disse o café não era gratuito e estava horrível : p a lingüiça estava queimada ressecada e fria o pão de queijo não tinha gosto pois o único gosto que tinha era da queimado : p

    responder
    • Euclides Brandão Filho

      João Pedro. Infelizmente tem muita gente q não é mineiro explorando o comércio de algumas cidades. Almocei em um restaurante em Ouro Preto onde não tem um cafezinho depois do almoço. A tradição em minas está acabando.

      responder
    • ducarmo

      Infelizmente as pessoas se dizem mineiras mas nunca amassaram um pão de queijo. Aqui onde moro eles vendem 15 pães por 1.00 real. Queijo nem cheiro. Fico indiginada.
      Nem existe pão de queijo com linguiça o mineiro mesmo tem é queijo na mesma qtda de polvilho e queijo minas curado. Aí vem um Zé mané inventar moda.

      responder
  14. Circuito lindo!
    Gostei da dica de Bichinhos.
    Já ouviu falar de Macacos – São Sebastião das Águas Claras?
    Ótimo post.

    responder
  15. joao antonio azevedo de gusmao

    Gostaria de saber se há alguma empresa especializada em acompanhar a viagem (caminho) e onde posso começar? Se há datas de in ício e quais os trechos mais ,comumen te percorridos. Pretendo faz\er no início de novembro. Obrigado.

    responder
  16. Mauricio Soriano de Souza

    Na última vez que estava no belíssimo Estado de Minas Gerais, não pude andar pelo caminho da estrada real porque estava num automóvel baixo, mas em 2013 estarei lá com Jipeiros fazendo o caminho de Minas.

    responder
  17. eu moro em são joão del rei bairro matosinhos. no caminho real .moro no capão da traição onde aconteceu a guerra dos emboabas proximo ao rio das mortes .Aqui tudo é historia tem muitas lendas e fatos reais Vale conhecer, as belezas de toda a estrada montanhas , cachoeiras,. E o povo acolhedor , gente simpatica, simples

    responder
  18. Natalia

    Estou pensando em passar alguns dias pela Estrada Real, adorei as dicas, obrigada!

    responder
  19. ERIVALDO

    roteiro

    responder
  20. Eliete Azevedo

    Quero conhecer todas a cidades históricas mineiras… já conheci Tiradentes e São João Del Rei! Adorei!

    responder
  21. Seu marido poderia fazer o caminho a pé né e parar de comer rocambole rsrsrs brincadeira, as fotos ficaram muito legais, pretendo fazer o caminho a pé mesmo, não tenho carro, e acho mais emocionante. Uma sugestão é o caminho do Padre Anchieta, tem lindas praias.

    responder
  22. Eduardo de Paula

    Belo roteiro. O que seria recomendado para 1 semana, partindo do Rio de Janeiro??

    responder
  23. Relato maravilhoso.
    Boas dicas para nós, eu e minha irmã, que estamos planejando (e pesquisando) percorrer a pé a Estrada Real começando em São João Del Rei em julho ou agosto .
    Gostaria de uma informação sua, se possível , já que conhece o caminho tão maravilhosamente bem: você acha que exista algum ponto de insegurança, principalmente para nós que iremos sózinhas, algum ponto crítico?
    Já fizemos algumas caminhadas de longa distância (50 km por exemplo, direto, mas à luz do dia) e pretendemos caminhar somente durante o dia também na Estrada Real.
    Agradeço sua atenção e algum dica.
    Abraços Silvia

    responder
    • Silvia Oliveira

      Sél, eu não fiz este caminho a pé. Mas o site oficial Estrada Real tem muitas informações para quem quer percorrer a pé, de bicicleta, essas coisas. Abs!

      responder
    • claudiney

      Td mto lindo que vc postou. Mas vale a pena parar em Ouro Branco… cidadezinha pequena com uma serra linda ao fundo.. com mtas cachoeiras la no alto… conhecer a Igreja Matriz de Santo Antonio bem no centro… igreja do ano 1779
      Comer a cochinha da Reny e almocar no Restaurante da Terezinha q fica num casarão antigo.
      Abraços

      responder
      • Silvia Oliveira

        Ah, que saudades! 😉

        responder
  24. Marilia Junqueira

    Oi Silvia! Estou planejando uma viagem pela Estrada Real no mês que vem, de carro, com minha mãe e minhas tias, ou seja, coisa light, não vamos pegar rota a pé, rsrs. Gostaria de saber quantos dias levou este seu roteiro, me pareceu lindo. Minha mãe mora em Carmo do Rio Claro, no sudoeste de Minas e vamos partir de lá. Obrigada!! Lindas fotos! Bjos

    responder
    • Silvia Oliveira

      Nós fizemos em 10 dias, saindo de Curitiba. 🙂

      responder
  25. Ricardo Nonato

    Qual a sugestão para fazer de carro em 4 dias até Paraty ,partindo de Ouro Preto ?

    responder
    • Silvia Oliveira

      Vixe, Ricardo! Não fiz a rota até Paraty!

      responder
    • Marcio Ferreira

      Ricardo, boa noite !

      Vc fez o caminho de Ouro Preto / Paraty, estou pensando em fazer o contrário, poderia me dar umas dicas?

      Abraço,
      Marcio

      responder
  26. Gustavo Torres

    Oi Silvia, estou querendo fazer essa mesma viagem que você fez, saindo de sp, vc acha que quantos dias seria o ideal? vc tem ideia de qual o custo para essa viagem?

    Abraços!

    responder
    • Silvia Oliveira

      Gustavo!
      No mínimo, uma semana! O custo depende do seu estilo. Tem gente que gosta de hotéis mais caros (e melhores) outros se contentam com uma pousadinha. 🙂

      responder
  27. Thais Tolentino

    Estou interessada nesse passeio mas como você disse nao queremos hotéis luxuosos, você tem sugestões de pousadas nessas cidades que você colocou no post!

    responder
    • Silvia Oliveira

      Não tenho, Thaís. Dá uma olhada no Booking.com. Abs!

      responder
  28. Ton Rui

    Gostaria de saber com qual carro vc fizeram esta viajem,foi tranquilo., um carro baixo em uma epoca sem chuvas, no inverno vai bem ou não.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Oi, Ton! Era um carro Prisma chevrolet. Supertranquilo, não pegamos estrada de terra. Abs!

      responder
  29. Anne

    Noossenhora, Silvia! Vc apresentou a “Estrada Real” de forma a nos fazer sentir percorrendo-a! Quero muito “me perder” nos caminhos dessa nossa História! Adoro Minas Gerais!

    responder
    • Silvia Oliveira

      Anne! Ahhh, é maravilhoso! Quero fazer todas as rotas! Abs!

      responder
  30. Adenir Faria

    Onde consigo o mapa para o trajeto da Estrada Real, saindo de Paraty até Ouro Preto

    responder
    • Silvia Oliveira

      Olá, Adenir! Tente diretamente no Instituto Estrada Real –> http://www.institutoestradareal.com.br/ Abs!

      responder
    • Marcio Ferreira

      Adenir, boa noite !

      Vi seus comentários vc percorreu Paraty / Ouro Preto poderia me dar umas dicas, pretendo fazer no final do ano.

      Abraço,

      Marcio

      responder
  31. ÉLITA

    Silvia, sou da cidade de PEDREGULHO sp,
    PROJETO: ir conhecer a estrada real em fevereiro de 2014. vou de carro, é possível? terei problemas para percorre-la? o que me aconselha?

    responder
  32. Euclides Brandão Filho

    Silvia. Fizemos todo percurso da Estrada Real de moto. Eu meu filho Daniel e sua noiva. Foi uma aventura e tanto. Tivemos uma verdadeira aula de história, onde visitamos museu em Paraty, de Paraty seguimos até o Rio de Janeiro e fomos até Magé onde fomos ao Porto Estrela, o porto onde o ouro era colocado em barcos e dali para os navios. Voltamos pelo caminho novo até Ouro Preto passando por fazendas, abrindo porteiras, tocando bois na estrada, enfrentado estradas de terra, atravessando riachos, tomando alguns tombos, bebendo água de nascentes, Encarando trilhas onde demoramos pra percorrer 1,5 Km 04 hs. A viagem demorou 20 dias. As roupas eram só poeira. São tantos detalhes q não dá pra contar tudo.
    Chegamos arrebentados mas valeu.
    Detalhe tem trecho q só passa 4/4 ou moto de trilha. Não dá pra levar garupa. As estradas são rústicas, cheia de pedras, buracos e todo tipo de obstáculos. Meu filho caiu num mata burro e quando conseguimos tirar a moto, ela pegou fogo no motor, mas conseguimos apagar e ficou só no susto. Emfim quem quiser percorrer a Estrada Real como nós fizemos tem q ter muita disposição. Suas dicas são interessantes, mas um detalhe nossa viagem foi só por estrada de chão 2000 kms e de asfalto uns 700-kms.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Que legal! 😉

      responder
  33. Alzir

    Fiquei bastante interessado neste roteiro de vocês. Pretendo segui-lo na semana santa. São muitas cidades e pouco tempo. Quais cidades você aconselha a passarmos mais tempo e aproveitarmos em uma viagem tranquila? Você tem dicas de hotéis ou pousadas? Grato.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Alzir! Com pouco tempo eu me concetraria em Ouro Preto, Congonhas, Lagoa Dourada e Tiradentes. Abs!

      responder
  34. Olá. Estamos num grupo de motociclistas e a dúvida é se existe como percorrer essas cidades por estradas asfaltadas. Alguns amigos possuem motos tipo Custom que não são ideais para trechos terra ou trilhas. Alguém poderia me ajudar nessa dúvida. Obrigado.

    responder
  35. Que prazer encontrar pessoas que curtem o prazer de viagens. Conheço as cidades históricas da Estrada Real, gostaria de saaber, ( se possível) os trechos que percorreram por estrada de terra.
    De moto, depois dos 60 terra complica um pouco. Um grande abraço, parabéns mais uma vez

    responder
    • Silvia Oliveira

      Olá, Mauro! Que eu me lembro não houve nenhum trecho de terra. Abs!

      responder
  36. José Mauro da Costa

    Eu estive em Cel. Xavier Chaves, visitei o alambique e me hospedei na pousada do seu Rubens. Fui muito bem tratado e ele é muito hospitaleiro.Fiz a viajem de Petrópolis até lá com mais 5 amigos e fomos d
    e motocicleta.

    responder
  37. Manoel Marcos Pereira

    Eu moro em Carmo do Rio Claro MG e como minha filha estuda em Viçosa MG, percorro alguns trechos da Estrada Real quando viajo para lá . Minas Gerais é subdividido em Circuitos como : Circuito do 0uro, Circuito das Vertentes, Circuito das Águas , Circuito das Cidades da Mantiqueira, Circuito das Nascentes, dos Cafezais , etc . Conheço o trecho de Congonhas do Campo, São Bráz de Suaçui, Entre Rios de Minas, Lagoa Dourada, Resende costa, Prados , São João Del Rey e Tiradentes .

    responder
  38. CLAUDINEI

    FIZ O TRAJETO DE OURO PRETO ATE DIAMANTINA PASSANDO POR 12 PONTOS PARA TER O CARIMBO DO CAMINHO DO DIAMANTE E RECEBENDO O CERTIFICADO EM DIAMANTINA, FOI MUITO BOM PARA MIM E MINHAS FAMILIAS, MUITO RICO EM CULTURA E BELEZA TENDO O CAMINHO ENTRE IPOEMA ATE CONCEIÇÃO DO MATO DENTRO MUITO DIFICIL, POIS É UM PERCURSO TOTALMENTE EM ESTRADA DE TERRA E PARA PIORAR PASSAMOS A NOITE, SEM NINGUEM NA ESTRADA, COM MEDO MAIS DIVERTIDO AO MESMO TEMPO.
    EXPERIÊNCIA UNICA E LINDA DEMAIS.

    responder
  39. CLAUDINEI

    TEMOS MUITO A FALAR E TROCAR IDEIAS E INFROMAÇÕES, PASSAMOS EM BONS RESTAURANTES, EM BOAS POUSADAS, TENDO ALGO BOM E RUIM PARA COMPARTILHAR COM OS AMIGOS.

    MEU FACEBOOK É CLAUDINEI FERRAZ
    MEU E-MAIL: NEI_FERRAZ@YAHOO.COM.BR

    VAMOS TROCAR INFORMAÇÕES SOBRE ESTE TRAJETO DE OURO PRETO ATE DIAMANTINA.

    responder
  40. Gabriela

    Boa tarde Silvia, vcs levaram quantos dias para completar esse trecho?
    Estou planejando paraty-ouro preto. Será que 5 dias são suficientes?

    responder
    • Silvia Oliveira

      Para fazer toda a viagem foram 10 dias. Abs!

      responder
  41. FLÁVIO ALBERTO CEZÁRIO

    EU E ESPOSA PRETENDEMOS FAZER ESSE ROTEIRO DA ESTRADA REAL DE OURO PRETO A DIAMANTINA E/OU VICE-VERSA. TEMOS UM CARRO COROLLA, JÁ ANTIGO, PORÉM, EM MUITO BOM ESTADO DE CONSERVAÇÃO. TENHO OJERIZA DE COLOCAR O CARRO EM ESTRADA DE PEDRA, CASCALHO OU DE TERRA. APENAS 105 Km SÃO ASFALTADOS. QUAL SERIA A SUGESTÃO DO AMIGO PARA REALIZAR ESSA VIAGEM. FLÁVIO ALBERTO CEZÁRIO

    responder
    • Silvia Oliveira

      Alugar um carro! 😉

      responder
  42. Jidelsoon dos Santos

    Amei este roteiro montado por vocês. vou fazer esse passeio de jeep. moro em São José dos Campos e quero fazer esse percurso, saindo de Paraty até Ouro Preto. já salvei em meus favoritos. parabéns!!!

    responder
    • Silvia Oliveira

      Legal! Boa viagem!

      responder
  43. Jidelsoon dos Santos

    lindo roteiro. será meu passeio de reveillon

    responder
  44. jeferson

    Sou de Curitiba e gostaria de saber o trajeto que vc fez desde a nossa cidade para não me perder e o melhor caminho!!

    responder
    • Silvia Oliveira

      Jeferson! Não me lembro das cidades todos que passamos (usamos um GPS e mapa google), mas nossa 1ª cidade do percurso foi Outro Preto. Abs!

      responder
  45. Christine

    Oi Silvia, muitíssimo obrigado pelas informações… ja me imagino percorrendo a estrada.
    Estarei em Governador Valadares, vc pode me informar qual o ponto de partida mais próximo dali?
    Desde já agradeço!

    responder
    • Silvia Oliveira

      Acho que a primeira parada seria Belo Horizonte mesmo. Depois, Ouro Preto! 😉

      responder
  46. Leonardo

    Primeiramente, parabéns pelo roteiro, Silvia!

    Só uma pergunta (talvez tola… rs), mas, pretendo fazer o caminho inverso que você fez, ou seja, sair de Tiradentes até Ouro Preto. Sem problemas?

    responder
  47. EDUARDO

    Olá, gostaria de saber mais dicas de hospedagem desse roteiro de Ouro Preto até São João del Rey (esse que acebei de ver aqui), pois eu e mais 6 casais estamos programando pra fazer agora em julho/2015.
    Agradeço imensamente se puder me ajudar…desde já muito obrigado.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Olá, Eduardo! Entre no Booking.com e pesquise a hospedagem de acordo com as cidades. O sistema não cobra taxa de reserva e tem cancelamento grátis para a maioria dos quartos. 😉

      responder
  48. Evelyn

    Olá Silvia.
    Estou planejando um mochilão prá estrada real e será a primeira vez…..queria saber qto gastou em média, só pra´ter uma ideia de qto juntar prá levar….vou sozinha e não me importo com luxos…rsrsr…

    responder
    • Silvia Oliveira

      Evelyn, eu fui de carro e em família! Fica difícil comparar com uma viagem mochilão. 😉

      responder
    • Alex

      Estou querendo organizar um grupo para ir a pé com mochila nas costa só aventura contato asilheri@yahoo.com.br..

      responder
      • eliz rosana dos santos

        Oi Alex, você chegou a montar o grupo? Moro em Tucuruí, no Pará e irei fazer esta viagem entre 28/12 a 08/01/2016, sabes se há outros grupos. Minha ideia é fazer alguns trechos a pé.
        Tens alguma recomendação?

        responder
  49. Mariza

    O Silvia, moramos em SC queremos fazer a viagem com nossos filhos nas ferias de julho.
    Temos uma semana e a intenção é fazer toda a estrada real. Achas que é possivel? e quais seriam as principais cidades de parada?
    desde já agradeço suas dicas, são otimas.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Mariza, é possível, se bem que com 10 dias o passeio fica mais redondo e menos corrido. As principais cidades são estas do meu post. Escolha aquelas que têm mais a ver com o seu perfil de viagem! 😉

      responder
  50. Viviane

    Olá! Gostaria de saber se quando vc fez esse caminho teve dificuldades com o carro, com as condições da estrada?

    responder
    • Silvia Oliveira

      Não, estava boa. A maior parte asfaltada. Abs!

      responder
  51. Maria Cristina

    Saímos de SC de carro Até Diamantina e seguimos a estrada real por São Gonçalo, Milho Verde,Serro,Cidade Fantasma,Conceição do Mato Dentro e assim por diante…..
    Até garimpar em São Gonçalo fomos.Experiências inesquecíveis.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Imagino, que delícia! 😉

      responder
  52. EDER MEDEIROS

    Olá, eu farei essa viagem, mas começando em paraty até diamantina.
    Voce teria um roteiro dessa viagem?
    Abraços e sucesso.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Não, Eder. Não conheço Paraty nem Diamantina. Tá na listinha… 😀

      responder
  53. Eduardo Antonio

    Estou pretendendo fazer o percurso à pé, pois deverá ser mais real. O que você recomenda, pois pelo que li, em cada cidade que você mostrou, tem muita coisa para ver e curtir.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Eu fiz o percurso de carro, Eduardo! Não sei as minhas dicas seriam válidas para quem vai a pé!

      responder
      • Lucas Angel

        Você fez em um carro comum ou em um 4×4?

        responder
        • Silvia Oliveira

          Carro comum, não há muita estrada de terra para quem está de carro! Abs!

          responder
  54. Salvio

    Boa noite, pretendo fazer o trajeto Campinas, Paraty, estrada real velha, Campinas. Gostaria de dicas sugestoes, enfim tudo para aproveitar ao maximo este passeio. 7 Dias sao suficientes para fazer de moto com tranquilidade?

    responder
    • Silvia Oliveira

      Olá, Salvio! Só posso falar do roteiro que fiz, e está no post! 😉 Mas acho que sete dias são suficientes para este trecho, sim! Abs!

      responder
  55. marizete

    Oi, adorei seu post. Você fez o roteiro em quantos dias?

    responder
    • Silvia Oliveira

      Minha viagem pelas cidades históricas, incluindo a Estrada Real, durou 9 dias. 😉

      responder
  56. Juliano

    Olá!
    Olha só, estamos com somente quatro dias de um feriadão para tentarmos aproveitar ao máximo parte do caminho da Estrada Real. Estaremos no RJ em uma sexta-feira e temos que voltar para lá na terça. Então teremos toda a sexta, sábado, domingo e segunda.
    Alguma sugestão para uma fast trip? Pontos principais? Penso em Ouro Preto, Tiradentes e São João Del Rey. Será que dá pra fazer este percurso com este tempo?
    Obrigado pelas sugestões! 🙂

    responder
    • Silvia Oliveira

      Juliano, essas são as principais cidades do roteiro (Ouro Preto, Tiradentes e São João Del Rei), mas a Estrada Real em si guarda outros tesouros escondidos. Nas três principais cidades você não percorre a Estrada Real, você passa o dia na própria cidade, porque elas têm muitos atrativos! 😉

      responder
  57. Viviane Sena

    Boa tarde Sílvia!muito bacana sua matéria sobre a estrada real, estou planejando uma viagem para lá também!estava querendo fazer o roteiro do “ouro aos diamantes”, você acha que consigo numa pickup estrada, ou seria somente 4×4? aguardo retorno

    obrigada

    responder
    • Silvia Oliveira

      Olá, Viviane! Quando nós fizemos este roteiro fomos com nosso carro mesmo, que é comum, não é pick-up nem 4 x 4. Abs! 😉

      responder
  58. Ameiii o roteiro, vou seguir a risca. Estou indo em novembro

    responder
    • Silvia Oliveira

      Opa, boa sorte! 😉

      responder
  59. eliz rosana dos santos

    Oi Silvia! Muito rico de informações realmente. Estou vivendo meus momento de TPV…(risos) Tensão pré viagem! Irei fazer este roteiro abençoado. Na verdade minha vontade é fazer os trechos de Ouro Preto, Mariana, Tiradentes e São Joao Del Rey mochilando. Terias alguma dica de agencia ou pessoas que formam grupos para machilar por ai?!
    Obrigada!

    responder
  60. Márjore

    Olá, adorei o post!!!
    Vcs fizeram em quantos dias esse caminho?
    Obrigada
    Márjore

    responder
  61. Olá, Sílvia!

    De novo eu aqui, lendo suas dicas… Eu e meu marido adoramos Minas, e já estivemos lá várias vezes, em diversas cidades – sem filhos e com filhos. Talvez façamos novamente esse passeio das cidades históricas, mas tenho algumas dúvidas: além da mina de ouro em Mariana, e dos passeios de trem, que acredito serem bem legais para crianças (e pra nós também!), há mais algum atrativo nas cidades históricas, que você se lembre, que seja mais interessante aos pequenos (os meus nem são tão pequenos – o mais novo tem 9)? Mesmo incluindo a mina e os passeios de trem na viagem, estou apreensiva que ainda achem a viagem um “tédio”, por causa das igrejas, museus etc..

    Aproveito para dar uma sugestão – de colocar ali na lateral do blog, de vez em quando, um botão “Voltar ao Topo”.

    Um abraço!

    Juliana

    responder
    • Silvia Oliveira

      Oi, Juliana! Não me lembrei de nenhum atrativo específico. Se a criança for super agitada até imagino que ela possa ficar meio entediada com excesso de museus e igrejas. Mas para seu filho de 9 anos vai ser um show de história. É só incluir aquilo tudo dentro da realidade deles! 😉

      responder
      • Juliana

        Olá, Silvia!

        Talvez eu deva reconsiderar as Cidades Históricas, pois acredito que há um sério risco de acharem a viagem entediante. Ou então eu inclua, apesar de não pertencer ao circuito histórico, uma visita ao Inhotim. Mesmo que eles não gostem de nada lá, o que acho improvável, tenho certeza que vão adorar andar no carrinho de golfe…

        Um abraço!

        Juliana

        responder
        • Silvia Oliveira

          Acho difícil alguém (criança, jovem, adulto ou idoso) não gostar do Inhotim. 😉

          responder
  62. Estanlei

    Olá,
    muito bom o seu site.
    Estou planejando fazer o caminho velho (Ouro Preto a Paraty) de carro, a partir de 15/05, contudo estou com duvida quanto ao veiculo.
    Pois todos sites falam que deve ser veiculo 4×4.
    Tenho uma Saveiro Cross (não é 4×4), e já fiz o trecho Cunha a Paraty há uns 6 meses atrás, e achei muito tranquilo. Também estou acostumado a dirigir em estradas de terra. Claro que não vou meter o carro em nenhuma trilha, mas você vê algum problema em fazer o percurso com a Saveiro?
    Ainda, é possível fazer em menos de 8 dias?

    Obrigado.
    Att,
    Estanlei.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Estanlei, nós fizemos com um Prisma na época. Sequer me lembro de ter entrado em estrada de terra! 😀

      responder
  63. jacqueline

    meu namorado quer fazer a estrada real de bike,ele sairá de ouro preto,gostaria de saber qual a época do ano mais indicada para se fazer a rota.

    responder
    • Rodrigo Cesar

      Boa noite Jaqueline !!

      Seu namorado já foi ?? Eu queria ir junto. …

      responder
  64. Rodrigo Cesar

    Olá pessoal !!
    Estou planejando caminhar de Ouro Preto a Paraty em 2017, mas estou precisando de aventureiros
    igual a mim. Quem quiser ir junto, Pode entrar em contato. Moro no Rio, 43 anos. Watzap: 979937679.

    responder
    • marcelo

      Olá Rodrigo, estou pensando em fazer o trajeto a pé também, mas havia pensado o caminho inverso. Não sei se você continua com a intenção de fazer o trajeto, se quiser podemos ir trocando uma idéia. Moro no rio grande do sul, tenho 46 anos. Marcelo figueiredo

      responder
  65. Antonio Fernando Almeida Lima

    Estou programando fazer o percurso de Belo a Horizonte até Parati. Qual melhor época (menos chuva)? Pretendo fazer o percurso em 20 dias. Agradeço vossa atenção.
    Antônio Fernando

    responder
    • Silvia Oliveira

      De junho a setembro. No verão chove horrores! Abs!

      responder
  66. Antonio Fernando Almeida Lima

    Estamos pretendendo fazer o roteiro a partir de Belo Horizonte até Parati. Gostaria de fazer as seguintes perguntas:
    Qual o melhor período para ir (menos chuva);
    Estamos reservando 20 dias para esse percurso. É razoável?
    agradeço sua atenção.
    Antônio Fernando.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Sim, acho 20 dias de bom tamanho! Abs!

      responder
  67. Roberto

    Boa noite.
    Silvia, estou pensando em fazer este trecho de moto com minha filha. Quantos dias de viagem? Tem detalhes de pousadas?

    responder
  68. Pedro Felipe

    Vocês sabem em média, qual foi o gasto em reais?

    responder
    • Silvia Oliveira

      Não me lembro, Pedro! Mas foi uma viagem econômica. Ficamos em hotéis simples e comemos em lugares simples. Gastamos um pouco mais em Tiradentes, por conta de alguns momentos de extravagância nos restaurantes famosinhos da cidade. Abs!

      responder
  69. Regina

    Gostaria de saber. A estrada e boa só asfalto ,tem que ter um Jeep dá pra ir de Fluence

    responder
    • Silvia Oliveira

      Oi, Regina! Praticamente todos os trajeto que fizemos foram em estrada asfaltada. Viajamos na época com um carro popular, sem nenhum tipo de tração. Abs!

      responder
  70. Regina

    Quantos dias leva, tem pousadas sem reservas

    responder
    • Silvia Oliveira

      Nós fizemos em 9 dias. Sim, você pode chegar nas pousadas/hotéis sem reservas, mas eu não arriscaria. É melhor reservar antes, ou olhar as possibilidades no Booking.com com alguns dias de antecedência. Abs!

      responder
  71. Marasilva RAmos

    Olá, sou agente de viagens e estou comum orçamento para quatro clientes que pretendem fazer o roteiro de Diamantina a Paraty de bicicleta.Me pediram pra montar um pacote pra eles, até mencionaram que ja existem os pacotes prontos. Por gentileza, gostaria de saber se vcs tem esses pacotes ou podem me indicar outra operadora.
    Ficarei muitíssimo agradecida pela orientação.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Olá, Marasilva!

      Infelizmente não montamos pacotes nem tenho ninguém para indicar! Abs!

      responder
  72. Mauro

    Boa noite Silvia, eu e um grupo de amigos estamos planejando sair de BH até Paraty pela Sabarabuçu e estrada velha, percorrendo os trechos de terra. Você tem ou sabe como conseguir o trajeto pelas estradas de terra, pretendo adicionar ao GPS . Obrigado

    responder
  73. Paulo Bastos

    Gostaria de fazer o trajeto de ouro preto na caminhada até Paraty.
    pretendo sair em dezembro, tenho 18 dias para fazer o percurso.
    Seria minha primeira caminhada de grande percurso.

    responder
  74. É seguro para uma mulher fazer sozinha o trecho do caminho dos diamantes?

    responder
    • Silvia Oliveira

      Oi, Cristiane! Você vai fazer a pé ou bike? Acho que percorrer longos trechos a pé e/ou bike sozinha pode ser problema (em muitos lugares do mundo, aliás). Mas eu ando meio paranóica, não posso ser levada em consideração! 🙂

      responder
  75. Gustavo

    Adorei…
    Vamos fazer de moto.

    responder
  76. Adriana

    Olá,
    Saindo de Brasília, qual roteiro sugere?

    responder
    • Silvia Oliveira

      Oi, Adriana! Olha, talvez o roteiro mais “perto” seja o que começa por Diamantina! Abs!

      responder
  77. Amanda

    Olá! Super curti seu post obrigada pelas dicas! Mas fiquei triste, pois eu e meu marido pretendemos fazer esses trajetos de moto mas em janeiro e pelo que li nos comentários chove muito! ?

    responder
    • Silvia Oliveira

      Oi, Amanda! Sim, janeiro costuma ser época de chuvas. Abs!

      responder
  78. Luciano

    Parabéns Silvia pelas dicas de roteiro da Estrada Real. Estou montando meu roteiro e estava em dúvida sobre a quantidade de quilômetros de estrada de terra que pegaria e suas informações foram muito importantes. Muito Obrigado!!
    Aproveito para informar que estarei chegando em Ouro Preto no dia 19/11 para visitar a cidade e começar meu roteiro de carro até Paraty/Rj. se alguém se interessar em me acompanhar será muito bem vindo!! Abraços… 🙂

    responder
  79. Tatiane Iembo

    Bom dia, Sílvia. Seu post nos ajudou muito a explorar a Estrada Real. Obrigada pelas dicas. Mas gostaria de acrescentar algumas informações: o Chico Doceiro faleceu no final de novembro deste ano. Uma pena! Não tivemos a oportunidade de conhecê-lo. Fomos ao Restaurante Grotão, em Prados. Recomendo muito! Lugar fantástico no meio da natureza.
    Feliz Natal! Abçs.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Quem bom saber que deu tudo certo! Pois é, fiquei sabendo do Chico Doceiro! Que ele possa adoçar o céu como fez durante toda sua vida aqui na terra! Um abraço!

      responder
  80. Flavio Norberto Pereira

    O roteiro que vocês fizeram pode ser feito com um carro ONIX Chevrolet? Tem um mapa do roteiro feito por vocês? Pretendo fazer este passeio próximos dias. Aguardo retorno.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Pode sim, Flavio! Na época tínhamos um Prisma. E foi tranquilíssimo! Abs!

      responder
  81. Aline

    Olá Silvia! Gostei do seu post!
    O trajeto que vc fez foi de Ouro Preto até Paraty?
    Foi somente por asfalto?
    Pq eu tbm tenho um prisma e minha preocupação é da estrada não está nas condições que ele aguente.
    Obrigada.
    Att:Aline

    responder
    • Silvia Oliveira

      Oi, Aline! O roteiro que fizemos está descrito no post, e naquela ocasião não fomos a Paraty! Só pegamos estrada de asfalto, com pequeníssimos trechos de chão. Foi tranquilo!

      responder
  82. Claudia

    Oi Silvia, que legal esse site. Estou indo com minha família passar o réveillon no percurso Ouro Preto a São João Del Rei, e gostaria de saber a distância pela estrada real, se é asfaltada e se tem alguma programação de réveillon em uma das cidades da rota, assim vejo se começo de Ouro Preto ou São João! Fico aguardando seu retorno, obrigada!

    responder
    • Silvia Oliveira

      Oi, Claudia!
      A distância pela Estrada Real é praticamente a mesma da “estrada normal”, porque uma margeia a outra. Não pegamos nada de terra no trajeto. Sobre as festas de ano novo não saberia informar! Abs!

      responder
  83. Maria Regina

    Olá! Tudo lindo! Estou descobrindo agora a Estrada Real e fiquei com uma dúvida: o termo estrada remete a caminhos próprios para veículos geralmente afastados das residências mas ao mesmo tempo que mostram um pedaço da estrada aparecem os lugares visitados com ruas e casas antigas. Então pergunto se a Estrada Real adentra obrigatoriamente por caminhos também residenciais. Obrigada. Um abraço.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Olá, Maria Regina! A Estrada Real passa por estradas rurais e por cidades! Você vê de tudo um pouco. Ao circular dentro de Ouro Preto, por exemplo, você está circulando de alguma maneira por um trecho da Estrada Real! 😉

      responder
  84. Marcelo

    Olá eu gostaria de saber quanto seria mais ou menos o custo desse passeio alguém teria uma ideia desde já grato

    responder
    • Oi, Marcelo! Os valores variam de acordo com seu estilo de viagem, preços de hotéis (se vai ficar em lugares mais baratos ou mais sofisticados), lugares onde vai comer, se gosta de compras, se o seu carro é mais econômico, se gasta mais, essas coisas! 🙂

      responder
  85. Bruno

    Olá. Execelente matéria sobre a Estrada Real. 😀
    Vocês aconselhariam quem vai fazer o percurso a pé? Na viagem, tinham muitos peregrinos fazendo o percurso?

    Forte Abraço!!

    responder
    • Silvia Oliveira

      Oi, Bruno! Quando eu fiz o caminho, já faz alguns anos, não vimos quase ninguém a pé no caminho!

      responder
  86. Diego

    Olá, fiquei curioso pra saber de qual cidade visitada é a última foto da matéria (banquete à mesa).
    Hummm, aguei aqui com essa comidinha mineira. 😉

    responder
    • Silvia Oliveira

      Bar do Celso, em Tiradentes! 🙂

      responder
  87. alvaro alberto rodrigues valle

    olá Silvia. temos um pequeno trailer (para transporte de 2 cavalos transformado em casa) e um carro 4×2. é viável fazer a viagem e tem lugar para parar? o caminho apresente muitas subidas em estrada de terra (o carro tem tração dianteira e já tive percalços).

    responder

Deixe seu Comentário






Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2020 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar