-  Atualizado 03/12/2009

Seção mão-de-vaca-muquirana: qual o melhor aeroporto para dormir?

Publicado por: Silvia Oliveira Europa
Não, eu já passei dessa fase. Também não indico isso como uma prática frequente. A coisa tem que estar muuuito preta para enfrentar os bancos duros e gelados dos arrival e departure. Mas sempre digo: o que seria um suplício para você pode ser a mais divertida experiência para o outro – principalmente se ele tiver uns 20 anos. 🙂

Interessou? Existe até um site – o Sleeping In Airports – com dicas dos melhores aeroportos para passar a noite e quais são as melhores áreas para montar o cafofo até a hora de embarcar.

A Deise do blog Viagem Pelo Mundo (de onde eu surrupiei essa dica) fez uma análise interessante para quem está contando todos os cents durante a viagem. Os principais voos econômicos das aéreas low cost costumam sair em horários – como a madrugada – que não facilitam em nada a vida do turista muquirana. Muitas vezes é preciso pagar uma diária de hotel/albergue para descansar as costelas por poucas horas e ainda ir de táxi ao aeroporto. Para ler o post completo da Deise, clique aqui.

Que fique claro, passar a noite em aeroportos por economia é o mesmo que fazer viagens noturnas de trem para não gastar com hotel: você vai acordar um bagaço, todo amarrotado e sem disposição. Pode custar o seu dia. E tempo é o bem mais valioso – na verdade não tem preço – da sua viagem. Analise sempre o custo-benefício dessa empreitada.

Posts relacionados:
Europa a 50 euros por dia

P.D. Ui, sei que estou atrasada com a série Europa Barata (o próximo país é a Inglaterra), mas só neste fim de semana recebi alguns dos e-mails de que precisava para atualizar informações de atrações, hotéis e restaurantes. Aguarde, vem coisa boa por aí!



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


16 Comentários

  1. Patricia de Camargo

    Dormie em aeroporto não é mole, não recomendo dormir em Barajas, as cadeiras tem braços que tem impedem realmente deitar, o lance é dormir sentado! O melhor que eu já dormi foi o Schipol, na Holanda. Aí é até um prazer hehehehe

    responder
  2. SÍLVIA OLIVEIRA

    Sabe que neste site existem os "melhores" e os "piores" aeroportos para dormir. E o Schipol, em Amsterdam está em 1º lugar na lista dos melhores na Europa! O pior seria o Charles de Gaulle, em Paris! 🙂 (Já dormi, que dizer, enconstei num banco em Barajas por uma noite! hehehehe)

    responder
  3. deisoca

    Sílvia! Obrigada pela indicação!
    E parabéns por todas as indicações ao seu blog!

    Beijos!

    responder
  4. Janaína Calaça

    Sílvia, já passei umas noites em aeroportos… Sabe como é, né? Vôos de madrugada, aqueles q saem 5 da manhã são um espetáculo! É o preço q se paga para pagar menos em um vôo doméstico! Hahahahaha.

    Beijos, minha querida.

    Jana.

    responder
  5. Thiago Barreto

    Amei!

    Seus posts são super criativos, originais e irreverentes!

    Vou recomendar aos leitores do meu blog

    responder
  6. Claudia

    Oi Silvia!
    Consultei o site do Paris Museum Pass para ver que museus e monumentos estão no pacote e não encontrei lá a torre Eiffel. É isso mesmo? Não posso utilizar esse ticket para a torre?
    bjos

    responder
  7. Luisa

    OI Silvia
    Noite em aeroporto eu nao encaro, nao! Mas agora existem os "fast sleep", já ouviu falar? Quartinhos dentro dos aeroportos, nao exatamente muquiranas, mas que podem quebrar um galhao.
    A rede Slaviero de Curitiba tem alguns em Guarulhos e em Curitiba.
    Bjs

    responder
  8. Alethea Marie Dantas

    Essa dica é realmente mão-de-vaca muquirana ao extremo, Sílvia! Já fico irritadíssima quando o voo atrasa… imagine ter que dormir em um aeroporto! Acho que não encararia isso aí, não!
    Pelo sim, pelo não… melhor não dizer que nunca faria isso, pois posso correr o risco de um dia ter necessidade de dormir em um aeroporto. Hehehe.
    Patrícia, você é danada mesmo! Só você pra encarar essa de dormir em aeroportos. Mas quem a acompanha no Turomaquia sabe de suas proezas… Rsrs.
    Beijão.

    responder
  9. SÍLVIA OLIVEIRA

    Claudia: é isso mesmo. O Paris Museum Pass não inclui a Torre Eiffel nem o Arco de la Défense. Mas vale a pena comprar só para evitar a fila quilométrica de Versailhes, caso o palácio esteja incluído no seu roteiro. 🙂

    responder
  10. SÍLVIA OLIVEIRA

    Oi Luisa, eu tenho até um post semipreparado sobre fast sleep. A rede Slaviero tem um site super explicadinho sobre o sistema. O detalhe é que eu queria incluir os fast sleep no mundo e não encontro informação segura nem um site especializado, que liste todos. Você sabe de algum? Bjs!

    responder
  11. SÍLVIA OLIVEIRA

    Alethea: eu já dormi em alguns aeroportos em oportunidades diferentes (não numa mesma viagem). Não recomendo… mas a quem interessar possa, aí está a dica! 🙂

    responder
  12. Luisa

    Oi Silvia,
    O duro é que esses fast sleep mudam de nome conforme o lugar… A Slaviero chama de "fast sleep", em Londres e Amsterdan tem a "Yotel"… Em outros aeroportos eu nao tenho ideia se isso existe, nunca ouvi falar… Tomara que a moda pegue!
    Bjs

    responder
  13. Luisa

    Ah, dando uma fuçada rapida na internet achei "dayrooms" no Japao, é claro: http://www.narita-airport.jp/en/guide/service/list/svc_37.html
    Bjs

    responder
  14. Carol Wieser

    Minha pior durmida em aeroporto foi em Jakarta!!
    Banco duro, os guardinhas ficavam olhando pra gente com cara feia o tempo todo… juntamos uns bancos e tentamos dormir. Foi dureza, umas 9 horas de aeroporto… não aconselho a ninguém!

    responder
  15. SÍLVIA OLIVEIRA

    Oi Luisa! Obrigadíssima pela “googada”. Nem passou pela minha cabeça te dar esse trabalho. É que recebi há alguns meses um release da Rede Slaviero falando dos fast sleep, dizendo que de acordo com a “tendência mundial” eles tinham esse serviço nos aeroportos. Na época lembro de ter feito uma busca rápida, mas eu (dãããããrd), achei que o nome mundial era esse mesmo “fast sleep”. Bom, acho que vou ter de entrar nos sites dos principais aeroportos e dar uma fuçada. Porque eu acho que esse sistema é uma espécie de evolução da humanidade!

    responder
  16. Ana Carolina

    Em Madrid também fiz dessas.
    Demos muita risada e no final da noite o bumbum doía muito também hehehe
    Lá tinha muita gente dormindo, quase briga pelos banquinhos desconfortáveis, rs
    A sorte que já era a volta.

    responder

Deixe seu Comentário






Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2019 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar