-  Atualizado 29/01/2016

Paço da Liberdade: único tombado pelo patrimônio histórico nacional em Curitiba

Publicado por: Silvia Oliveira Curitiba
Brasileiros, sintam-se orgulhosos! O edifício histórico mais importante de Curitiba foi restaurado e finalmente está aberto à visitação. O trabalho durou um ano e meio e envolveu 50 artesãos que descortinaram as pinturas originais de paredes e tetos. Localizado na Praça Generoso Marques, bem no centro, o antigo prédio da prefeitura havia abrigado também o Museu Paranaense. Mas desde que o museu deu no pé e foi para outro lugar, a construção ficou abandonada e se deteriorava a cada dia. 

O Paço da Liberdade – único da cidade tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional – tem arquitetura com elementos art nouveau. Para transformar o local num espaço cultural, há dois anos a prefeitura cedeu o espaço ao Sesc, que comandou toda a reforma.



Estima-se um gasto de quase R$ 7 milhões. Na parte de fora, luzes cênicas vão acendendo-se  automaticamente conforme a noite cai. A fachada externa foi mantida intacta. E dentro, as pinturas dos artistas João Ghelfi, João Ortali e Anacleto Gaubaccio estão totalmente recuperadas.

Até o dia 15 de maio o Paço permanecerá sem os móveis definitivos para que os visitantes possam observar o trabalho de restauração realizado no edifício.

É possível ver também resquícios arqueológicos do primeiro Mercado Municipal de Curitiba. Em 1912, o mercado foi demolido para dar espaço à sede da prefeitura – que ficou pronta em 1916.

Já no primeiro mês da reabertura, três exposições: uma mostra fotográfica sobre a restauração – que compara o antes e o depois, esculturas do artista plástico Luiz Gagliastri e pinturas do curitibano Fernando Velloso – o pai do modernismo paranaense. O novo prédio tem quatro andares e, após o processo de recuperação, cada um deles foi concebido com um conceito diferente. No térreo, por exemplo, a palavra é interação. São salas de acesso livre à internet, biblioteca e o Café do Paço – que ainda não está aberto ao público, mas promete até piano.

O segundo andar dá a idéia de construção: tem salas de aula, sala de cinema e um laboratório de arte eletrônica. O terceiro andar vai abrigar conferências e apresentações artísticas. Este pavimento conta também com um estúdio para gravação de bandas independentes. O último andar será dedicado às exposições e mostras.

   

SERVIÇO: O Paço da Liberdade Sesc Paraná está localizado na Praça Generoso Marques e funciona de terça a domingo, das 9h às 22h. Entrada gratuita.

O que fazer em Curitiba

Curitiba | Vinhos Durigan: parada estratégica em Santa Felicidade com degustação grátis

Linha Turismo Curitiba: como aproveitar o city tour oficial da cidade

Curitiba: faça da cidade seu melhor destino de inverno

23 motivos para você conhecer e se apaixonar por Curitiba

Cinco atrações grátis e estreladas em Curitiba

Leia também

Vila Velha, Paraná: sítio geológico de 300 milhões de anos está a uma hora de Curitiba

Lapa: como organizar um bate e volta perfeito saindo de Curitiba

Colônia Witmarsum: café colonial, história alemã menonita e descanso ao lado de Curitiba

Parque Histórico de Carambeí: espaço temático reproduz um pedaço da Holanda no Paraná

Cidades Históricas, Serra do Mar e Estrada da Graciosa: quando ir?

Estrada da Graciosa

Passeio de trem pela Serra do Mar

Antonina

Morretes

Ilha do Mel

_______________ 

Fotos: Raul Mattar | Todos os direitos reservados.



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


11 Comentários

  1. Patricia de Camargo

    Que show de posts, e sem contar as fotos do Raul Mattar, tenho que ir de qualquer jeito!!!
    Beijos

    responder
  2. SÍLVIA OLIVEIRA

    O queeee? Você não foi ainda? Vá, vá, vá! E olha que a parte de dentro superou as minhas expectativas. O trabalho que fizeram é muito bom, tem várias plaquinhas explicando as questões artísticas dos restauros… achei coisa de primeiríssima categoria! Bjs!

    responder
  3. Joaninha Bacana

    Que maravilha que foi restaurado, pois prédios assim nao deviam se perder nunca! E, com a iluminacao à noite, ficou muito, muito lindo!!!
    Beijos, Angie

    responder
  4. Ozenilda Amorim

    Como é feriado passei aqui para viajar um pouco. É sempre bom sair de casa, não é mesmo?
    Passa lá no blog que tem uma promoção.
    😉

    responder
  5. SÍLVIA OLIVEIRA

    Angie, eu fui primeiro ver a iluminação e voltei outro dia para visitar a parte interna, QUE SURPREENDE TANTO QUANTO! Bjs!

    Nilda: tô indo lá e vem viajar sempre com a gente! Bjs!

    responder
  6. Priscila Goldman

    Silvinha, eu fiz ontem o passeio de trem pela serra do mar. Estava lotadissimo de turistas, mas um sol maravilhoso. Ficamos a tarde inteira em Morretes e acabamos não indo para Antonina. mas comemos barreado lá no Emporio do Largo e compramos as balas de antonina… em Morretes, conforme sua recomendação. kkakakakaka! E amanhã vamoa oa Jacobina! Valeu, muito obrigada pelas dicas, estamos adoranduuu tudo! Beijinhos!

    responder
  7. Priscila Goldman

    Ah, e claro… vamos hoje à tarde ao Paço da Liberdade.. tirar uma "foto em frenet", como vc fala. rsrsrs.

    responder
  8. SÍLVIA OLIVEIRA

    Que legal, Priscila! Fico feliz que você tenha aproveitado as dicas do Matraqueando. DIVIRTA-SE!

    responder
  9. Isabel Christina Souza Aguiar

    Oi! Cá estou para agradecer as informações sobre Curitiba. Dois amigos e eu viajaremos a esse destino no próximo dia 30 de abril e lá ficaremos até a segunda seguinte pela manhã. As informações constantes de seu sítio pareceu-nos úteis. Obrigada.

    responder

Deixe seu Comentário






Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2019 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar