Silvia Oliveira
segunda-feira, 18 de julho de 2016

Valle Nevado: como é (e quanto custa) o bate e volta à estação de esqui mais badalada da América do Sul

Valle Nevado 2016

Se existe algo que não me atrai como turista é frio, neve, esqui e tudo o que seja relacionado a baixas temperaturas. Eu moro em Curitiba, então só saio daqui para o calor. Mas desta vez não consegui fugir. Marido e filha (lobotomizada pela saga Frozen) armaram um complô familiar e lá fomos nós para o Valle Nevado, no Chile.

Valle Nevado Santiago Chile esquis e bastoes

Sou obrigada a confessar que mesmo com muita informação em sites, blogs e guias (este post do Ricardo Freire foi bem didático), antes de chegar ao local eu não entendia direito como funcionava a bagaça ou exatamente como me locomover dentro do complexo. Pelas fotos e textos não é exatamente fácil para uma Matraca de Humanas entender para que lado fica o quê. Rá!

Minha maior preocupação era decifrar o que seria uma boa experiência de neve (levando em conta nosso orçamento e custo-benefício) numa estação de esqui… para quem nunca esquiou na vida. Assim, vamos ao passo a passo direcionado a você que está indo pela primeira vez ao Valle Nevado.

O que é o Valle Nevado

É uma estação de esqui localizada a 60 quilômetros (1h30) de Santiago, capital do Chile. Fica na Cordilheira dos Andes e chega a mais de 3.200 metros de altura. É considerado o maior centro de esqui da América do Sul, seguindo os padrões (e os preços) das grandes estações de inverno europeias.

Valle Nevado Santiago Chile complexo

Desde a saída de Santiago já temos paisagens lindíssimas com montanhas nevadas em contraste com o céu quase sempre azul. Antes, eu achava que o Valle Nevado era uma espécie de vilarejo ou cidadezinha perdida nas montanhas.

Na verdade, é um Ski Resort composto por dezenas de pistas (para esquiadores principiantes, intermediários, avançados e especialistas) com hotéis, restaurantes e teleféricos (meios de elevação).

Valle Nevado Santiago Chile Lanchonete

Trocando em miúdos, você pode se hospedar no Valle Nevado (falarei mais sobre isso abaixo) ou ficar em Santiago e simplesmente passar o dia aqui (nossa opção).

Quando ir ao Valle Nevado

A temporada geralmente vai de meados de junho a meados de setembro, podendo chegar a outubro (difícil) conforme a quantidade de neve que cair na região. Em tese, não há neve entre outubro (salvo raríssimas exceções) e maio. Repita comigo: não há neve entre outubro e maio. NÃO HÁ NEVE ENTRE OUTUBRO E MAIO.

Valle Nevado Santiago Chile Pistas de Esqui

Gôndola: teleférico de cabine fechada que leva a 3200 metros de altura

Desculpe a insistência, mas minha experiência bloguística sabe que muitos vão perguntar “e em dezembro, será que neva?”. Não, migo, não neva. “Ah, mas eu vi umas fotos de Santiago com a cordilheira nevada”. Sim, migo, já fui ao Chile em novembro e o cume da cordilheira está sempre nevado. Mas fora de temporada NÃO há neve nas estações de esqui.

Valle Nevado Santiago Chile Oculos

Aliás, uma amiga minha foi há alguns em agosto e disse que já havia pouca neve na região. Houve um período inclusive (acho que em 2012) que Farellones (a estação mais próxima de Santiago) fechou em julho por falta de neve. Imagine!

A temporada de 2016 do Valle Nevado vai de 24 de junho a 22 de setembro.

Como chegar ao Valle Nevado

Você pode ir de carro ou contratar o traslado numa empresa especializada. Não há transporte público até o Valle Nevado.

Valle Nevado Santiago Chile Estacionamento

Estacionamento na entrada do Valle Nevado

Carro | Todo brasileiro com espírito de Dora Aventureira acha que é só alugar o carro e, tcharam, chega ao Valle Nevado como quem chega a Valparaíso ou Viña del Mar.

Valle Nevado Santiago Chile Descida

Acredite, se você nunca dirigiu na neve, nunca enfrentou pista com gelo, não sabe colocar correntes nas rodas e não quer se estressar numa estradinha com mais de 60 curvas fechadíssimas — e ainda engarrafada na alta temporada, não se arrisque.

De qualquer maneira, aqui está a rota para você chegar lá. (Só depois não venha me dizer que eu não avisei.) O carro deve levar correntes para colocar na roda, é obrigatório. Na estrada que dá acesso às estações de esqui existem várias lojas que alugam o acessório.

Valle Nevado Santiago Chile Descanso

Importantíssimo: de segunda a sexta-feira a subida e descida são autorizadas durante o dia todo. Mas nos fins de semana e feriados há restrições. Nestes dias, a subida só pode ser feita das 8h às 13h e a descida das 16h às 20h. Está liberado das 20h às 8h do dia seguinte. Em julho especificamente, às sextas, a descida vai até às 20h. Sábado, domingo e feriados, subida vai das 8h às 14h e a descida das 15h às 20h. Fique atento a este detalhe caso vá de carro porque quem determina essas condições são as autoridades rodoviárias do Chile e os horários podem mudar sem aviso prévio.

+ Alugue seu carro com segurança e percorra o Chile com mais economia

Transfers | Várias empresas fazem o transporte até o Valle Nevado como a TurisTik, TurisTour, SnowTour e Ski Total.

Por ser mais barata e totalmente sem burocracia optamos pela Ski Total, nossa recomendação no guia O Barato de Santiago desde 2012, sem reclamações. Durante a temporada, a empresa tem saídas diárias a todas as estações de esqui como Farellones, La Parva e El Colorado.

Valle Nevado Santiago Chile Ski Total

As vans que levam ao Valle Nevado em frente à sede da Ski Total 

O transfer ida e volta ao Valle Nevado está 17 mil pesos por pessoa (cerca de R$ 100). Se preferir, eles passam no hotel por 27 mil pesos (R$ 158) por pessoa. Neste caso (de passar no hotel), é necessário fazer reserva com um dia de antecedência. Valores de julho de 2016.

Caso você pegue o traslado diretamente na sede, não é necessário reservar nem pagar antecipadamente. Sim, juro. É só chegar. As vans saem pontualmente às 8h. Chegue com, pelo menos, 30 minutos de antecedência para comprar o traslado.

Se pretende alugar roupa e equipamento de esqui, esteja lá uma hora antes. Nós fomos em uma quinta-feira no começo de julho e havia fila para tudo. Imagine isso num fim de semana em altíssima temporada.

Valle Nevado Santiago Chile Esquis

A Ski Total fica dentro do Shopping Omnium (Av. Apoquindo, 4900 – Las Condes) que, de tão pequenininho, ninguém sabe onde fica, mas está a cinco minutos da estação de metrô Escuela Militar (linha vermelha). É muito fácil chegar com o transporte público.

Na ida, como saímos muito cedo e estávamos em quatro pessoas (minha mãe viajou com a gente), fomos de táxi. A corrida custou 15 mil pesos (R$ 88) do centro até lá. São quase 18 quilômetros.

Valle Nevado Santiago Chile esquis detalhe

Na volta, enfrentamos o metrô em hora de pico. É que pelo Google Maps o metrô levaria 25 minutos até o centro (onde estávamos hospedados) e um táxi, quase 50 minutos. As vans voltam às 17h do Valle Nevado e o horário de chegada a Santiago vai depender do trânsito.

ALERTA | A estrada é altamente sinuosa e tem curvas apertadíssimas. Muita gente fica enjoado e passa mal, tanto na ida quanto na volta. Nós tomamos Dramin® e foi bem tranquilo.

Onde alugar roupas para esquiar no Valle Nevado

Se você pretende esquiar (ou fazer aquela aulinha de 2 horas para iniciante) poderá alugar a roupa na Ski Total mesmo ou diretamente no Valle Nevado.

Valle Nevado Santiago Chile Silvia Oliveira

Matraca na neve: a cara da riqueza!

Os valores do combo completo (tíquete da gôndola* + aluguel de roupa + equipamento + 2 horas de aula) são praticamente os mesmos para adulto e um pouco mais barato para crianças no próprio Valle Nevado (explico detalhadamente abaixo).

A vantagem de alugar roupa na Ski Total é que você já chega à estação com tudo resolvido e ganha tempo. Mas caso queira alugar apenas algumas peças (só as botas ou só a roupa ou só o equipamento), vai sair mais barato alugar em Santiago mesmo do que na estação de esqui.

– Quanto custa alugar o combo completo na Ski Total:

Tíquete para a gôndola* + aluguel de equipamento (esqui e bastão) + roupa + 2 horas de aulas sai 111 mil pesos (R$ 652) para adulto e 96 mil (R$ 564) pesos para criança**. Com o traslado sai 128 mil pesos (R$ 752) para adulto e 113 mil pesos (R$ 664) para criança.

Valle Nevado Santiago Chile Esquiadora

– Quanto custa alugar o combo completo no Valle Nevado:

Tíquete para a gôndola* + aluguel de equipamento (esqui e bastão) + roupa + 2 horas de aulas: 112 mil pesos (R$ 658) para adulto e 87 mil pesos (R$ 511) para criança. Com o traslado de 17 mil (R$ 100) por pessoa o valor final fica em R$ 758 adulto e R$ 611 criança.  Preços em Reais são aproximados. Valores de julho de 2016.

Valle Nevado Santiago Chile gondola

Reforço: se você não for comprar o combo completo e só quer alugar o equipamento ou roupa, compensa fazer isso ainda em Santiago. Comprar tudo separado no Valle Nevada sairá bem mais caro. Veja os preços da estação aqui.

Atenção: se alugar a roupa em Santiago EXPERIMENTE a dita cuja, porque ao chegar à montanha não tem como voltar para trocar.

*Gôndola: teleférico de cabine fechada com capacidade para seis pessoas que leva até às pistas (onde você fará sua aula) e ao restaurante de comidas rápidas Bajo Zero, a 3.200 metros de altura.

Não quero esquiar, que roupa levar?

Se você não pretende esquiar nem fazer a aulinha, mas gostaria de brincar/caminhar na neve, o aluguel de roupa térmica/impermeável (além das botas) é bastante recomendado uma vez que a neve molha e, claro, faz muito frio.

Valle Nevado Santiago Chile Esqui Profissional

Se seu objetivo é só conhecer a neve sem muito contato talvez compense comprar já no Brasil pelo menos a bota impermeável. Lojas como Decathlon oferecem várias opções, a mais barata estava a partir de R$ 249 no mês passado. No mais, vá vestindo-se em camadas pra poder tirar as peças mais quentes dentro dos restaurantes e espaços fechados com calefação.

Eu que sou superfriorenta fui com duas camisetas fleece (segunda pele peluciada), uma camiseta de algodão de manga comprida, uma blusa de lã e uma jaqueta daquelas impermeáveis que deixa a gente com aparência de cinco quilos a mais. Por baixo da calça também usei uma meia-calça fleece. Cachecol, luva, gorro e mais um protetor de orelhas.

Ao colocar a roupa de esqui só tirei a jaqueta impermeável e MORRI de calor com aquela tralha no corpo. Meu maior medo, que era passar muito frio e ficar mal humorada por conta disso, não aconteceu.

Nunca esquiei, mas quero fazer a aula e garantir a foto jacu!

Prepare-se para arrombar o cofrinho. Já comentei aqui mais de uma vez que caro e barato são termos tão elásticos quanto o conceito de mala de mão. Para mim o que pode ser “investimento” numa nova experiência, para você pode ser sinônimo de jogar dinheiro no lixo. Algo que concordamos: esquiar é uma atividade com valores beeeem acima da média dentro do universo turístico.

Valle Nevado Santiago Chile Mae

Minha mãe posicionada para descer a montanha dando piruetas. #sqn

Agora vem o momento “me abraça”: para passar o dia no Valle Nevado com o combo completo (acesso à gôndola, roupa, equipamento e aulas — mais o traslado de/para Santiago — você vai investir em torno de R$ 750 por pessoa. FORA A COMIDA!

*Gôndola: teleférico de cabine fechada com capacidade para seis pessoas que leva até às pistas (onde você fará sua aula) e ao restaurante de comidas rápidas Bajo Zero, a 3.200 metros de altura. (Desculpe repetir a informação, mas é que eu lia vários textos e as pessoas falavam dessa gôndola e eu não conseguia entender o que era.) #MatracaLentinha

** Menores de 12 anos.

+ Leitor Matraqueando tem 15% de desconto no seguro de saúde, pegue seu cupom aqui! 

Valle Nevado Santiago Chile Teleferico

Nãããão, eu não quero gastar isso! Qual o tíquete/combo devo comprar?

Existem três opções que atendem perfeitamente aos curiosos que só pretendem conhecer a neve e garantir a foto-inveja para o Instagram. São elas:

1) Tíquete da gôndola + almoço fast food | Você tem acesso ao teleférico fechado (gôndola) para subir quantas vezes quiser às pistas e pode comer no restaurante Bajo Zero que oferece sanduíches, pizzas, sopas e empanadas. Custa 37 mil pesos ou R$ 217 (durante a semana) e 51 mil pesos ou R$ 300 (fins de semana e feriados). Bebidas à parte. Crianças pagam um pouco mais barato. Veja preços atualizados aqui.

Valle Nevado Santiago Restaurante Don Giovanni

2) Tíquete da gôndola + almoço no restaurante Don Giovanni | Você tem acesso ao teleférico fechado (gôndola) para subir quantas vezes quiser às pistas e almoça na área dos hotéis com uma vista também muito bonita. Inclui entrada, prato principal e sobremesa. Custa 50 mil pesos ou R$ 295 (durante a semana) e 65 mil pesos ou R$ 382 (fins de semana e feriados). Bebidas à parte. Crianças pagam o mesmo valor do adulto. Veja preços atualizados aqui.

3) Tíquete da gôndola | Interessante para quem vai levar o próprio sanduíche e só quer chegar perto das pistas sem necessariamente esquiar. 31 mil pesos ou R$ 182 (durante a semana) e 48 mil ou R$ 282 (fins de semana e feriados). Sinceramente? Não vá ao Valle Nevado se você não estiver disposto a investir na gôndola. Ela faz toda a diferença no seu passeio. Veja preços atualizados aqui.

Valle Nevado Santiago Chile Plaza

* Dica: não compensa só comprar o tíquete da gôndola e depois comer no Bajo Zero à parte. Só uma porção de miniempanadas de queijo custa 11 mil pesos (R$ 64). Se for para comer no restaurante compensa comprar o combo. Mais abaixo eu detalho os preços.

* Nós comemos no restaurante Don Giovanni que cobra 26 mil pesos (entrada, prato principal e sobremesa com bebidas à parte). Tivemos que comprar o almoço à parte porque não existe um pacote que inclua tudo. Quem opta pelo combo gôndola + roupa + aula de esqui + equipamento tem que comprar a comida à parte. Você só consegue comprar o combo com alimentação incluída se optar pela  gôndola + fast food ou gôndola + restaurante Don Giovanni.

Afinal, fale logo, quanto fica a brincadeira?

Os valores finais para quem quiser passar o dia na estação de esqui Valle Nevado com direito a TUDO (roupa especial alugada, aula de esqui, acesso à gôndola, almoço no Don Giovanni e traslado desde Santiago) ficam em torno de 154 mil pesos ou algo como R$ 900. Novecentos reais por p.e.s.s.o.a.

Obrigada por ter chegado até aqui. Eu precisava desabafar isso com você. (Frase acompanhada de emoji com choro desesperado.)

Valle Nevado Santiago Chile Aula de Esqui

As aulas para iniciantes em grupo duram duas horas

Caaaalma, juro que não traí a nossa categoria. Muquiranas unidos, sempre. É que o Valle Nevado foi nosso momento extravagância do ano. Isso é mais caro do que os parques da Disney. Por isso, nos organizamos para emitir as passagens com milhas em plena temporada de julho, o que barateou um pouco os custos da viagem.  (Mesmo assim, aceito frases de motivação para superar esta fase pós Chile.)

Na nossa moeda fica assim:

– Traslado de/para Santiago: R$ 100

– Gôndola: a partir de R$ 182. (Acrescente o traslado e o passeio sai por R$ 282.)

– Gôndola + o fast food: a partir de R$ 217. (Acrescente o traslado e o passeio sai por R$ 317.)

– Gôndola + almoço no Don Giovanni: a partir de R$ 295, fora as bebidas e os 10%. (Acrescente o traslado e o passeio sai por R$ 395, fora as bebidas e os 10%.)

– Gôndola + equipamento + roupa + 2 horas de aula + Almoço Don Giovanni: cerca de R$ 800. Se você tiver o equipamento e/ou a roupa e ainda levar a própria marmita esse valor pode cair consideravelmente. (Acrescente o traslado e o passeio sai por R$ 900 por pessoa/adulto.)

Os valores em Reais são aproximados. Cotação de julho de 2016 para dias de semana. No fim de semana, prepare-se para pagar mais caro. Veja valores atualizados diretamente no site do Valle Nevado.

O que fazer no Valle Nevado

Bem, se você é guerreiro e ainda não abandonou este post nem me deixou falando sozinha… vem cá, me dê as mãos e vamos juntos continuar destrinchando o passeio mais amado e desejado pelos brasileiros que vão ao Chile. Veremos que mãos de vaca também têm vez! \0/

Valle Nevado Santiago Chile complexo

Saiba que para “entrar” no Valle Nevado não custa nada. Imagine que você está chegando a um grande parque temático e que a van te deixa em frente ao centro de visitantes deste parque.

Neste centro (conhecido também como recepção ou hub), localizado na Curva 17, você compra tudo: o tíquete para a gôndola, aluga roupas e equipamentos (caso não tenha feito isso antes em outro lugar), contrata as aulas e pode deixar mochilas e bolsas nos lockers (guarda-volumes) por 6 mil pesos (R$ 35) a diária. Valores em Reais são aproximados. Cotação de julho de 2016.

Valle Nevado Santiago Chile Pistas

Primeira possibilidade: caso você não queira gastar nenhum tostãozinho além do transporte, é só se dirigir à parte baixa do complexo (que fica logo atrás do centro de visitantes, chamada de Plaza la Góndola) e ficar ali brincando na neve e tirando fotos para seu álbum do facebook.

No local tem um quiosquinho que vende salgados e bebidas quentes. Agora, imagine só: a van te despeja ali por volta das 10h da manhã e vai embora às 17h. Você vai ficar o dia INTEIRO nesta área passando frio, praticamente sem fazer nada? E se cair uma nevasca? Porque quando você se transformar no Olaf só vai restar o sem-graça centro de visitante para se aquecer… e esperar.

 Valle Nevado Santiago Chile Plaza la Gondola

Segunda possibilidade: comprar só o tíquete da gôndola sem a comida. Ao ter acesso à gôndola (teleférico de cabine fechada) você terá uma vista lindíssima de todo o Valle Nevado, além de chegar ao restaurante Bajo Zero que fica ao lado de várias pistas, incluindo a área dos iniciantes e a Escolinha de Neve para as crianças. Para mim, vale muuuito a pena o valor do ingresso.

É possível levar seu próprio lanche (vimos várias pessoas comendo o sandubão trazido de casa) ali na área externa do Bajo Zero que é cheia de mesinhas. Se o frio estiver insuportável, é só entrar no restaurante.

Valle Nevado Santiago Chile Vista

Terceira possibilidade: comprar o tíquete da gôndola + almoço fast food ou gôndola + almoço no Don Giovanni. Assim como na segunda opção, você ganha uma vista privilegiada de todo o Valle Nevado subindo no teleférico, além de ter seu almoço garantido e ainda poderá apreciar os esquiadores profissionais e iniciantes passando do seu ladinho. É divertido.

Quarta possibilidade: enfiar o pé na jaca e garantir seu momento extravagância adquirindo o combo completo com direito à gôndola, aula de duas horas, roupa, equipamento e almoço no complexo.

Vale a pena investir essa dinheirama para ter aula sem nunca ter esquiado?

Nós adoramos, mesmo sabendo que não conseguiríamos nem parar em cima dos esquis. Levei um tombo já de saída que quase me aleijou. O segredo para não se decepcionar é alinhar as expectativas.

Para quem nunca esquiou, a aula só serve para diversão (e deixar a gente com muuuuita dor nos pés). Se sua expectativa é descer montanha abaixo fazendo manobras radicais, esqueça.

Valle Nevado Santiago Chile Esquiador tomboValle Nevado Santiago Chile salto

De qualquer forma, sugiro a leitura do relato do Marcelo no blog Across the Universe que alerta bem sobre as nossas limitações na hora de decidir sobre fazer ou não uma aula de ski. (Desculpe, Marcelo, sei que cê tava bravo naquele dia, mas eu morri de rir imaginando a cena!) 😀

Valle Nevado Santiago Placa Onibus Gratuito

IMPORTANTE | Em todas as possibilidades acima você também pode pegar um ônibus gratuito (tipo uma jardineira) em frente ao centro de visitantes. O ônibus leva até à região dos hotéis (cinco minutinhos de viagem), onde fica o restaurante Don Giovanni.

Valle Nevado Santiago Chile bus cortesia

Ônibus cortesia que leva à região dos hotéis

Mesmo quem não está hospedado no Valle Nevado ou não comprou acesso à gôndola pode pegar o tal ônibus para conhecer o outro lado do complexo. Ao desembarcar no hotel Puerta del Sol (o busãozinho faz um trajeto circular entre a recepção do complexo e o hotel) você tem acesso ao Bar Lounge (uma área com lareira para descanso dos esquiadores) e ao Restaurante Don Giovanni, que tem vista para a piscina térmica ao ar livre no melhor estilo revista Caras.

Valle Nevado Santiago Chile Piscina Termica

Piscina térmica ao ar livre: disponível apenas para os hóspedes

O que fazer no Valle Nevado com crianças

É válido dizer que nossa viagem ao Valle Nevado foi um pedido da Mariana (minha filha de oito anos) que queria desesperadamente conhecer a neve. Mais do que isso, ela queria também esquiar. Nossos esforços foram todos concentrados em oferecer uma experiência lúdica e divertida para ela e para nós.

Valle Nevado Santiago Chile Escolinha de Neve

Logo ali ao lado do restaurante Bajo Zero, está a Escuela de Nieve — um espaço exclusivo para crianças de 4 a 9 anos. Adultos não podem entrar, mas acompanham tudo do lado de fora. A criança já deve chegar ali paramentada com roupas térmicas, botas e esqui.

Com duas ou três orientações do professor (a maioria fala português) ela já saiu esquiando. (Enquanto isso minha mãe e eu estávamos ainda tentando parar em pé em cima dos esquis. Sem contar as vezes que caíamos feitos tartarugas em cima do casco e mal conseguíamos levantar sozinhas. Vai vendo…)

Valle Nevado Santiago Chile Escolinha de Neve Mariana

Mariana na aula de esqui destinada às crianças

Na pista das crianças tem o Magic Carpet que ajuda a trazê-las de volta ao início do trajeto. Quando os niños chegam lá embaixo, eles se posicionam em cima do tal tapete mágico que funciona como uma espécie de esteira rolante. Todo mundo volta sem o menor esforço.

As aulas em grupo duram duas horas e acontecem em horários pré determinados (igualmente para os adultos): 11h às 13h, 12h às 14h e 14h às 16h. Se a criança se cansar antes disso ou quiser beber água, há um espaço interno reservado para elas (uma casinha ao lado da pista) onde podem jogar videogames, assistir a um filminho ou simplesmente relaxar.

Valle Nevado Santiago Chile Criancas

Depois da aula existe todo um mar de neve para brincar de todas as formas que a criatividade permitir. Ah, algo muito bacana é que o complexo oferece aulas para portadores de deficiência com esqui adaptado.

Valle Nevado Santiago Chile Mariana

Lembrando que esta é a experiência de quem passou apenas um dia no Valle Nevado. Para ver como é ficar hospedado com crianças e todas as atividades possíveis consulte este post do Viajando Com Pimpolhos.

Valle Nevado Santiago Chile aulas de esqui para crianca

Onde comer no Valle Nevado

A nossa experiência foi somente no restaurante Bajo Zero (onde dividimos uma porção de empanadas) e no restaurante Don Giovanni. O primeiro, como já disse anteriormente, você chega com a gôndola e é dedicado a comidas rápidas. É point de esquiadores iniciantes e avançados. Sempre cheio, o local oferece wi-fi grátis e uma vista privilegiada de todo o complexo.

Valle Nevado Santiago Chile Empanadas Bajo Zero

Vende cerveja e bebidas quentes. Preços exorbitantes – como tudo por aqui. Uma porção de miniempanadas de queijo com 10 unidades ou um Cheese Burguer sai por 10.900 mil pesos cada (R$ 64). Cachorro quente por 8.500 pesos (R$ 50). Pizzas individuais a partir de 9.900 pesos (R$ 58). Chocolate quente por 3 mil pesos (R$ 18), cerveja Corona ou Budweiser por 3.700 pesos (R$ 21) e água ou refrigerante por 2.900 pesos cada (R$ 17). Uma.água.por.17.reais. Leve a sua na mochila! Cotação de julho de 2016.

Já o restaurante Don Giovanni está na área dos hotéis. Para chegar aqui é necessário pegar o ônibus gratuito (que sai a todo instante) em frente ao centro de visitantes na Curva 17 (entrada principal do complexo). É uma espécie de cantina italiana com ares mais sofisticados.

Se você comprar o combo gôndola + Don Giovanni, o almoço (com entrada, prato principal e sobremesa) sai por 19 mil pesos por pessoa (R$ 110). Se comprar separado, sai por 26 mil pesos (R$ 152). Bebidas à parte. Água por 2.900 pesos (R$ 17) e uma taça de vinho a partir de 6 mil pesos (R$ 35). Inconveniente: criança paga o MESMO preço do adulto. Como a Mariana come mais do que eu, não saímos no prejuízo. Mas se seu filho for só de beliscar não valerá a pena.

Valle Nevado Santiago Chile Entrada Restaurante Don Giovanni

Tanto entrada como prato principal e sobremesa podem ser escolhidos entre várias opções.  Para abrir os trabalhos pedi carpaccio de salmão com alcaparras, a Mariana foi de sopa do dia e o Raul e minha mãe apostaram nas encorpadas saladas mediterrânea e caesar.

Valle Nevado Santiago Chile prato principal

O prato principal ficou assim: minha mãe eu pedimos um tagliatelle de frutos do mar, a Mariana pediu o clássico penne a bolonhesa e o Raul foi de salmão. E na sobremesa o mesmo para todos: torta de frutas vermelhas (mas ainda havia a opção de sorvete e frutas da estação).

Valle Nevado Santiago Chile Sobremesa

Tudo correto e saboroso, mas obviamente nada inesquecível levando em consideração que a conta aqui para um casal e dois filhos não sairia por menos de R$ 500. Me abraça de novo! (Frase com emoji tendo uma síncope.)

Ao lado do Don Giovanni está o Bar Lounge, um espaço bem aconchegante com sofás e lareira ocupado pelos esquiadores que querem descansar. Mas qualquer pessoa pode entrar e ficar no local para tomar um chocolate quente ou drink.

O complexo tem mais oito opções entre restaurantes e bares. Muitos não abrem na hora do almoço e outros estão destinados somente aos hóspedes. Confira a lista aqui e aqui.

Onde ficar no Valle Nevado

Como eu disse lá no começo do post, o Valle Nevado é um Ski Resort, portanto você pode ficar hospedado aqui. No complexo são três hotéis: Tres Puntas, Puerta del Sol e Valle Nevado, respectivamente 3, 4 e 5 estrelas — além de nove condomínios residenciais, que se transformam em aluguel de temporada durante o inverno.

Valle Nevado Santiago Chile Puerta del Sol

Não tenho autoridade para falar sobre qualquer hospedagem aqui porque não visitei nenhuma delas. Mas se você clicar nos links acima poderá ter acesso às informações sobre o que cada uma oferece. Importante ler também as condições de reservas. Em alguns períodos durante a temporada a reserva mínima é de sete dias ou de quatro ou de três dias.

Valle Nevado Santiago Chile Mercado

Para ter uma ideia de valores é só imaginar quanto custaria um resort de praia no Brasil em pleno verão. Aqui, três dias (cotação de 13 a 16/09/2016) para um casal e uma criança sai a partir de US$ 1.917 no hotel Puerta del Sol (inclui ski pass e meia pensão) ou US$ 894 no apartamento Valle de Cóndores (não inclui ski pass e meia pensão).

Valle Nevado Santiago Chile Hoteis

Já no final de julho, três diárias no apartamento Valle de Cóndores (só hospedagem) saltam para US$ 1.695. Observe que estes valores estão em dólares. Nos outros hotéis nem me atrevi a fazer cotação durante o mês de férias. Deixo para você passar este nervoso! 😀

Dicas finais

– Uma semana antes de viajar consulte sites de previsão de tempo e veja o dia com melhor temperatura e sol para ir ao Valle Nevado. As fotos e a experiência serão bem mais produtivas com o dia aberto.

– Evite os fins de semana e feriados. Além de ser bem mais caro, neste período não só os turistas, mas os próprios santiaguinos sobem a montanha para esquiar. Veja as filas e engarrafamento no post do blog Nós no Mundo. Fiquei em pânico só de ler.

Valle Nevado Santiago Chile teleferico fechado gondola

– Se durante minha estadia em Santiago o único dia com sol no Valle Nevado caísse num fim de semana ou feriado eu tentaria minimizar ao máximo os perrengues chegando à estação com tudo alugado antecipadamente. Na empresa que contratamos era possível comprar o tíquete para a gôndola pelo mesmo preço do Valle Nevado, por exemplo. E para não enfrentar homéricas filas em restaurantes levaria minha própria matula.

– São muitos combos e possibilidades de valores. Reflita sobre o que realmente vale a pena para você e quanto está disposto a pagar nesta experiência. Quem não está a fim de esquiar e vai com crianças pode ficar tranquilo, porque se adquirir o passe para a gôndola já poderá ter muito contato com a neve.

Valle Nevado Temporada 2016 - Blog Matraqueando

– Cuidado com o excesso de muquiranice. Se for para visitar o Valle Nevado e nem pegar a gôndola sugiro que você conheça a estação de Farellones, bem mais perto e mais barata.

– Lembre-se de levar protetor solar, labial e óculos de sol (quem for esquiar pode alugar um acessório específico). A luz refletida na neve é fortíssima e pode incomodar.

– Neste post usei a cotação de R$ 1 = 170 pesos. Mas ao trocar seus Reais por Pesos Chilenos diretamente em Santiago você poderá conseguir uma cotação melhor. Na agência AFEX (várias unidades na cidade) do Shopping Plaza Alameda (metrô Estación Central) o Real está 173 pesos e na Cambios Santiago chega a 177 pesos (metrô Pedro de Valdivia). Nestas agências, US$ 1 sai por 650 pesos. Cotação de julho de 2016.

GRÁTIS | Baixe este post inteirinho em PDF. Você poderá imprimir o texto ou ler off line. Clique aqui para fazer o download!

Valle Nevado Santiago Chile Familia Matraca

Fotos: Raul Mattar | Siga no Instagram: @raulmattar | Todos os direitos reservados.

Posts relacionados

Em Santiago do Chile, como ir do aeroporto ao centro

Santiago: bairro a bairro – 1º dia

Santiago: bairro a bairro – 2º dia

Santiago: bairro a bairro – 3º dia

Como ir por conta à vinícola Concha y Toro

Metrô Arte em Santiago do Chile

Hospedagem em Santiago do Chile

Leia também

Como chegar a San Pedro do Atacama, no Chile

San Pedro de Atacama

Atacama: 1º dia | Valle de la Luna e Valle de la Muerte

Atacama: 2º dia | Salar de Tara

Atacama: 3º dia| Manhã: Tour Arqueológico

Atacama: 3º dia | Tarde: Lagunas Cejar e Tebinquiche

Atacama: 4º dia | Lagunas Altiplânicas

Atacama: 5º dia | Gêiseres El Tatio

Hospedagem em San Pedro de Atacama

Manual de sobrevivência: o que levar ao Atacama

IMPORTANTE | O Chile não tem acordo com o Brasil em termos de saúde pública. Se você precisar de uma consulta ou simplesmente tomar um sorinho terá que pagar pelo caríssimo atendimento particular. Por isso, é muito recomendado fazer um seguro de viagem internacional. A boa notícia é que leitor do Matraqueando tem 15% de desconto no seguro internacional da Mondial Assistance. Pegue o seu cupom aqui e viaje tranquilo! Vale para mochileiro, viajante solo, luxo, aventureiro e família. E ainda dá para dividir em até 6 vezes!

GRÁTIS | Baixe este post inteirinho em PDF. Você poderá imprimir o texto ou ler off line. Clique aqui para fazer o download!

Banner-venda-Santiago

Disclaimer | Pagamos todas as nossas contas de viagem. Não aceitamos convites nem cortesias. Este post contém links para programas de afiliados, parceiros comerciais do blog, inseridos espontaneamente pela autora. O Matraqueando não faz post patrocinado. Por questão de transparência, comunicamos que se você optar por comprar por meio destes links nós recebemos uma pequena comissão. Assim, você ajuda  a manter o blog com dicas fresquinhas e gratuitas, além de não pagar nada mais por isso. Desde já agradeço a preferência! 😉
Share
segunda-feira, 30 de maio de 2016

Porto Lounge Hostel: hospedagem boutique boa e barata no Norte de Portugal

Porto paisagem

Para você não dizer que só indico (e fico em) pulgueiro, na minha primeira vez no Porto me hospedei num hotel da rede Eurostars, um quatro estrelas com preço fantástico (veja meu review aqui). Dessa vez, com nosso amigo Euro chamando Jesus de Genésio, testei duas hospedagens —ambas supereconômicas.

Logo que cheguei aqui fiquei no Sport Hostel, um albergue que cobra € 11 a diária em quarto coletivo sem café da manhã.  Mas apesar da nota 8,6 no Booking.com e da excelente localização (fica na rua Santa Catarina, a poucos passos do metrô Bolhão) a hospedagem tem móveis velhos e quarto e banheiros com paredes (muito!) mofadas. Fuééén!

Continue lendo o texto…

Share
segunda-feira, 23 de maio de 2016

Passport Lisbon: hostel com o melhor custo-benefício de Lisboa

Passporte Lisbon Hostel praca luis de camoes

Praça Luís de Camões: vista a partir da sacada do hostel

Importante: se hospedagem subi-na-vida for essencial nas suas viagens este post não é para você. (Talvez este aqui te interesse mais!) Acabei de chegar do #MatracaNaZoropa 2016. Foram 24 dias muquiranas muuuito felizes. Rá! Já tem um monte de fotos e dicas na nossa Fanpage, Instagram e Twitter. Corre lá!

Com o euro no patamar em que está, a minha primeira providência mão de vaca do planejamento foi gastar o menos possível com hotel porque, para mim, interessava mais investir em comida e passeios.

Continue lendo o texto…

Share
sábado, 30 de abril de 2016

Gramado: dicas para uma viagem econômica

Caro e barato são termos subjetivos e podem ter significados distintos para mim e para você. Tem gente, por exemplo, que não abre mão de um hotel classudo, mas não se importa em comer numa espelunca legal.

Há os que precisam de prato enfeitado com espuma de abacate e sommelier ao lado dando dica de vinho, mas não estão nem aí se a hospedagem é padrão pelourinho.

Outros buscam a melhor cerveja, o lugar mais romântico, a atração mais divertida, a loja mais atraente e alguns já ficam bem satisfeitos se o restaurante tiver um módico fraldário família.

O detalhe é: como fazer uma viagem econômica para Gramado sem perder a dignidade? Se você andou pesquisando por aí, já deve ter percebido que a cidade está trabalhando em “euros”. E isso não é só força de expressão, não.

Para organizar uma viagem redondinha e sem gastar os tubos escrevi o completíssimo e interativo e-book O Barato de Gramado e Canela, cheio de sugestões certeiras — inclui hotéis e restaurantes — com dicas de economia inteligente (algumas delas estão aqui).

As atrações são descritas detalhadamente (o que ajuda a decidir o que fazer e visitar) e todos os atrativos têm links para o Google Maps. Mais informações aqui!

+ Alugue seu carro com segurança e percorra Gramado com mais economia

Portico Gramado Via Taquara

COMO VIAJAR BARATO PARA GRAMADO

HOSPEDE-SE NA CIDADE VIZINHA

Isso serve para Veneza ou Campos do Jordão. Gramado, incluso. Não, nada de hospedagem em pardieiro nem alimentação em qualquer birosca.

A sete quilômetros está Canela, menos muvucada e com preços bem mais em conta do que a prima-rica. Mas Canela não deixa nada a desejar. Tem restaurantes fantásticos, muitos cafés charmosos e diversas atrações voltadas para natureza. (A Cascata Caracol está lá!)

O fofo Apartamento Gran Estilo em Canela oferece hospedagem a partir de R$ 120 para casal na baixa temporada. Veja fotos e como reservar aqui.

Apartamento de Temporada Gramado Studio

Studio 109: excelente custo-benefício para família em Gramado

Se você for ficar um período maior ali na região, aposte na lindinha Pousada da Baronesa, em Nova Petrópolis — a 30 quilômetros de Gramado. A diária para o casal está a partir de R$ 180 e o café da manhã (estilo colonial) é superfarto! Veja fotos e como reservar aqui!

Mas se você não abre mãe de ficar em Gramado saiba que, procurando bem, é possível encontrar lugares decentes para se hospedar. (Veja uma lista completa de hospedagem boa e barata em Gramada no meu e-book!)

Na minha última viagem à cidade, em janeiro de 2016, ficamos no Studio 109, um apartamento lindinho que acomoda até quatro pessoas a partir de R$ 239 por noite. Ótimo para família. O segredo é reservar logo. Porque tudo o que é mais barato, acaba mais rápido em centros muitos turísticos. Veja meu relato com fotos sobre este apartamento aqui.

+ E-book | O Barato de Gramado e Canela –> baixe agora mesmo o seu!

Já ficamos no lindinho e aconchegante Hotel Via Serena (veja meu relato completo aqui!), na Av. das Hortênsias a 3 quilômetros do centro da cidade. Oferece diárias na baixa temporada a partir de R$ 160. Na média temporada sai por R$ 260, o casal. Mas em julho e dezembro passa dos R$ 450 por dia. (Daí a importância de, se possível, viajar fora dos meses mais concorridos.)

+ Dicas de hospedagem boa e barata em Gramado: sem taxa de reserva e cancelamento grátis

Chocolates em Gramado

CUIDADO COM AS COMPRAS

Adquirir roupas de inverno em Gramado é assinar seu atestado de perdulário. Prefira novamente as cidades vizinhas. Feirinha, lojas de rua e pequenos shoppings estão por toda a redondeza. Além disso, você acaba incluindo novas paragens no seu roteiro. No caminho de Porto Alegre até Gramado, por exemplo, você vai encontrar o Platinum Outlet, em Novo Hamburgo. São 130 lojas de marcas nacionais e estrangeiras que prometem descontos de até 70%.

COMPRE UM PACOTE

Isso mesmo. Você não leu errado. Pacote não é excursão. Caso queira ir de avião e não encontre passagens aéreas bem baratas ou hospedagem acessível para sua data de viagem, pesquise como andam os pacotes. Algumas operadoras — fora da altíssima temporada — dão nó em pingo d’água para desovar o estoque. Como as agências tem muitos acordos com hotéis e companhias aéreas, às vezes compensa comprar o hotel e a passagem de avião juntos. Acaba saindo mais barato.

+ Leitor do Matraqueando tem 15% de desconto no seguro de viagem da Mondial e ainda dá para dividir em até 6 vezes!

Alemanha Encantada Gramado

CONTROLE SEU IMPULSO CHIQUINHO SCARPA

Não use o telefone do quarto do hotel, não consuma as guloseimas do frigobar nem abuse do táxi que, aliás, são raros por aqui. Entre nos mercadinhos para comprar bolachas, barrinhas de cereais e sucos de caixinha. Se o destino é caro e você não está podendo como queria, nem pense em gastar mais do que deve. Seja criativo, desbravador e racional. Ser mão-de-vaca-muquirana significa economizar de um lado para poder cometer as devidas extravagâncias do outro!

+ Alugue um carro com segurança e desfrute de Gramado com mais economia

Acendimento das luzes de natal gramado

FUJA DOS MESES DE JULHO E DEZEMBRO

Eu sei, eu sei. Seu sonho é conhecer o Natal Luz. Mas você não precisa ir em dezembro ou justamente na semana do Natal para ver a decoração ou os espetáculos do evento. A festa natalina de Gramado começa em novembro e vai até a primeira quinzena de janeiro. Garanto, não vai perder a graça.

Se o que você procura é o friozinho, não se preocupe. Estamos falando de uma cidade serrana, estrategicamente posicionada. O tempo é fresco o ano inteiro, tendo temperaturas abaixo de 15 ºC  inclusive em abril e setembro, baixa temporada.

Durante todo o ano os chocolates continuam lá, na avenida principal (Borges de Medeiros) e nas lojas temáticas ao longo da Av. das Hortênsias. É possível comer nos mesmos restaurantes, mas sem o alvoroço das filas de espera. E com promoções do dia imperdíveis!

À la Minuta no restaurante Sabor de Frutas

ESQUEÇA OS SUPERINDICADOS RESTAURANTES

Sim, eles devem fazer parte do seu roteiro. Mas se você não quiser trabalhar hoje para comer ontem, não tenha medo de caminhar, perguntar e descobrir algum lugar onde os gramadenses comeriam num dia de festa. Se o que você busca é comida simples e barata, indico o simpático Restaurante ITA, um buffet que trabalha no sistema self service (R$ 41,90 o quilo) ou livre (R$ 19,50 durante a semana e R$ 23,90 nos fins de semana). Valores de janeiro de 2016.

Nós encontramos em plena Rua Coberta o Sabor de Frutas. Uma espécie de confeitaria que também serve pratos deliciosos. E baratos! Num dia pedimos um Tagliatelli a Quatro Queijos com Isca de Mignon . (No cardápio diz que é para uma pessoa, mas a porção é bem servida e duas pessoas comem bem!)  Em outra oportunidade, no mesmo restaurante, quis provar o À la Minuta: arroz, chuletas, ovos fritos e batata frita. Os pratos para duas pessoas custam em torno de R$ 50 e são bem servidos. Valores de janeiro de 2016.

Economizando no almoço você faz miséria no jantar… porque sequência de fondue, como sabem, não é nenhuma pechincha. De qualquer forma, se você não abre mão de provar o prato mais tradicional da cidade, conheça o rodízio de fondue do Carlito’s, a partir de R$ 34 por pessoa ou na Maison du Ronê por R$ 39,90. Valores de janeiro de 2016.

Restaurante Magnolia Canela File e Stinco de Cordeiro

Restaurante Magnólia: momento de extravagância sem ir à falência

Para seu momento de extravagância faça uma reserva no Magnólia em Canela, o restaurante retrô mais incrível da Serra Gaúcha. Trata-se daquele momento patrão que é a cara da riqueza, mas que custa menos do que uma rodada de pizza em São Paulo. Fomos até la e contei minha experiência aqui. 😉

Posts relacionados

E-book | O Barato de Gramado e Canela –> baixe o seu agora mesmo!

Gramado: roteiro de três dias

De Porto Alegre a Gramado pela Rota Romântica

Cinco atrações grátis e estreladas em Gramado

Studio 109: hospedagem para família em Gramado com ótimo custo-benefício

Magnólia: o restaurante retrô mais incrível da Serra Gaúcha

Leia também

Bento Gonçalves | Caminhos de Pedra: um pedaço da Toscana no Brasil

Vinícola Salton: visita guiada inclui degustação grátis

Templo Budista a 30 km de Gramado: o Tibete mora aqui

Veja tudo o que já publicamos sobre Gramado, Canela e Bento Gonçalves!

Banner venda Gramado

Disclaimer | Pagamos todas as nossas despesas de viagem. Não aceitamos convites ou cortesias. Sempre nos hospedamos anonimamente nos hotéis indicados. Este post contém links para programas de afiliados, parceiros comerciais do blog, inseridos espontaneamente pela autora. O Matraqueando não faz post patrocinado. Por questão de transparência, comunicamos que se você optar por comprar por meio destes links nós recebemos uma pequena comissão. Assim, você ajuda  a manter o blog com dicas fresquinhas e não paga nada mais por isso. Desde já agradeço a preferência! 😉

_______________
Fotos: Raul Mattar e Sílvia Oliveira | Todos os direitos reservados.

Share
segunda-feira, 18 de abril de 2016

O conteúdo deste blog está sendo usado sem autorização

nao autorizado

Se você está lendo esse post fora do Matraqueando tem alguma coisa errada.

O conteúdo dos blogs de viagem brasileiros está sendo usado — sem autorização — por “agregadores”. São sites que não têm conteúdo próprio e que, através de recursos técnicos (como RSS e iframes), puxam os posts dos blogs de viagem e exibem como se o agregador fosse um portal.

Explicando melhor: tem gente que abre um site, não produz nada a não ser reunir o trabalho sugado de vários blogs, alegando que está direcionando tráfego para nós.

Pelo amor dos meus filhinhos: imagine, por exemplo, um site que acabou de abrir, que não tem qualquer visibilidade e usa o MEU conteúdo que vem sendo elaborado e consolidado há 10 anos (DEZ ANOS!) e ainda diz que vai ser bom para mim, que ele (o site chupinha) está direcionando visitas para o meu blog. Oi?

Leia mais…

Share
quarta-feira, 16 de março de 2016

Barcelona bairro a bairro: 2º dia | Eixample e Gràcia

Casa Batlo Barcelona

A Barcelona que existe no seu imaginário está aqui. Atrações, museus, parques, praças e igrejas de grande interesse se misturam entre os bairros vizinhos Eixample e Gràcia.

Comecei meu roteiro de 4 dias em Barcelona pelo Bairro Gótico, La Ribera e El Born por uma questão cronológica em relação à história da fundação da cidade. Mas se você tiver um único dia na cidade, sugiro que se concentre nos bairros de hoje.

Gracia Barcelona Imas

Eixample tem uma zona urbana bem desenhada com algumas das maiores preciosidades do modernismo como a Casa Batló e a Sagrada Família de Antoní Gaudí.

Já Gràcia possui um traçado peculiar com características ainda preservadas de quando era uma imensa área rural independente da capital da Catalunha. Abriga alguns mercados bacanas e o fabuloso Hospital de la Santa Creu i Sant Pau (que na verdade está em Horta Guinardó, bairro vizinho — mas muito próximo da Sagrada Família, por isso encaixei aqui).

Continue lendo o texto…

Share
Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2016 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio