Silvia Oliveira
segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Lançamento na Lojinha Matraqueando: O Barato de Buenos Aires

O Barato de Buenos Aires Capa Frente 2014 500

Não sei nem por onde começar de tão faceira que estou. O certo é que depois de quase três anos finalmente a Lojinha Matraqueando passa a ter um integrante ilustre: o nosso guia O Barato de Buenos Aires, o segundo da Coleção América Barata. Foi o primeiro dos guias que comecei a rascunhar, antes mesmo de lançar nossa plataforma virtual de venda.

O detalhe é que quando eu achava que ele estava quase pronto resolvia fazer uma nova viagem a Buenos Aires. Rá. Das seis vezes em que estive na cidade, três foram desenhando os roteiros que resultaram no e-book com maior número de páginas da lodjinha da brima: 107 folhas recheadas de informação para você.

Como já sabe, os Guias Matraqueando são democráticos, não impõem o que deve ser visto na sua primeira ou quinta visita à cidade. Destrinchamos a capital portenha bairro a bairro — uma característica já conhecida do meu modo de viajar (todos os meus e-books trazem roteiros bairro a bairro).

Para mim, essa é a melhor forma de otimizar o tempo durante uma viagem. Ao conhecer o que uma região oferece você não precisar ficar correndo de um lado para o outro “ticando” pontos turísticos ou mesmo ficar preso a roteiros pré-determinados. Você pode selecionar uma manhã, uma tarde (ou até um dia inteiro) para visitar tudo o que for do seu interesse em determinada área do destino.

Propomos de lugares megaturísticos a outros menos conhecidos. Mas cabe a você decidir o que gostaria de conhecer de acordo com sua expectativa e tempo disponível. Nada deve ser obrigatório. Impreterível é voltar feliz para casa!

Matraqueando Instagram

COMO É O GUIA?

Tudo é pensado para você fazer uma viagem econômica e inteligente. No e-book O Barato de Buenos Aires estão todas as informações essenciais para planejar sua viagem: quando ir, fuso horário, documentos, seguro, língua, dinheiro, câmbio, segurança, telefone, internet, etc.

Dou sugestões de onde ficar, onde comer bem e barato (você não vai encontrar dica manjada, pode acreditar!), o que fazer e onde comprar. E claro, está cheio de dicas mão-de-vaca-muquirana, assim como nossos devidos e merecidos momentos de extravagância.

E ainda:
- Como ir do aeroporto ao centro
- Como circular na cidade (táxi, ônibus, metrô e bicicleta)
- Buenos Aires decifrada bairro a bairro (La Boca, San Telmo, Centro, Monserrat, Retiro, Recoleta, Palermo, Abasto, Villa Crespo e Barrio Chino)
- Os melhores outlets
- Cinco milongas imperdíveis
- Cinco shows de tango, do caro ao barato!
- Roteiro gastronômico (refeições em alto estilo com preços honestos) baseado em especialidades como carne, contemporânea, latino-americana, espanhola, francesa, peruana e pizza.
- Roteiro de compras com dicas reais de onde é mais barato adquirir acessórios, cosméticos, couro, decoração, roupas, livros e grandes marcas.
- 40 atrações grátis em Buenos Aires
- Mapa do metrô de Buenos Aires

De brinde:
- Bate e volta a Colonia del Sacramento
- Bate e volta à cidade de Tigre com o Tren de la Costa

Atenção | O guia é um e-book (produto digital), entregue no seu e-mail em até 48 horas após a confirmação do pagamento. No momento, não existe edição impressa. Nada será enviado para seu endereço físico.

Você poderá ler O Barato de Buenos Aires no seu smartphone, tablet, computador, notebook e dispositivos afins. Se preferir pode imprimir e encadernar! Fica lindo! :D

COMO COMPRAR

Acesse a Lojinha Matraqueando, escolha o seu guia e clique em comprar. Daí pra frente, o sistema pede seus dados. É um processo rápido e intuitivo. Você poderá pagar com cartões de crédito (Visa, Mastercard, Diners, American Express e Hipercard); com cartões de débito (Itaú, Bradesco, Banco do Brasil e Banrisul) e através de boleto bancário. Mais prático, impossível!

O Barato de Buenos Aires
Preço: 29,90
Autora: Sílvia Oliveira
Páginas: 107
Editora: VoucherPress
Formato: E-Book (produto digital)
Edição 1ª | 2014/2015

PRODUTO DIGITAL (E-BOOK). ENTREGA ON-LINE EM ATÉ 48 HORAS ÚTEIS ***APÓS*** A CONFIRMAÇÃO DO PAGAMENTO. REVISE SUA CAIXA DE SPAM. O ARQUIVO PODE TER IDO PARA SUA LIXEIRA. 

Conheça os outros guias da Lojinha Matraqueando

ColeçãoAmérica Barata

O Barato de Santiago

Coleção Europa Barata

O Barato de Lisboa

O Barato de Paris

O Barato de Roma

O Barato de Madri

Coletânea Matraqueando (compilação de posts publicados)

Lençóis Maranhenses

Tiradentes

São Paulo

Gramado e Canela

Share
sexta-feira, 08 de agosto de 2014

Trem-bala entre Madri e Barcelona: a experiência de viajar a 300 km por hora

Trem bala entre Madri e Barcelona

Seiscentos e vinte quilômetros separam Madri de Barcelona. De carro (ou ônibus) você leva, no mínimo, seis horas e meia para fazer o trajeto. Se optar pelo avião o percurso dura 1h10, mas tem o inconveniente de chegar uma hora antes do embarque (sem contar o tempo de locomoção até o aeroporto) e a restrição de bagagem, principalmente se você optar por uma low cost.

Se sua opção for o AVE — o trem de alta velocidade espanhol — você poderá fazer a mesma rota entre 2h30 a 3h (dependendo do número de paradas), mas com a vantagem de embarcar e chegar em estações centrais. Ambas, tanto em Madri quanto Barcelona, estão conectadas ao metrô.

Sem contar que a façanha apresenta alguns “up grades” de lambuja: as poltronas são muito mais espaçosas que as do avião, o banheiro é enorme (desculpe, me esqueci de tirar foto do dito cujo), você tem tomada (que funciona!) para carregar seus dispositivos, a internet do telefone funciona praticamente durante todo o trajeto (mas não tem wi-fi), pode chegar mais próximo da hora do embarque, não tem que ficar esperando as malas nas esteiras, além de ter uma franquia de bagagem maior que a do avião.

Vagão restaurante trem bala Madri Barcelona
Há vagões-lanchonete que vendem sanduíches, snacks, bebidas e água. Este combo com sanduíche de atum e ovos, batata chips e uma bebida saiu por € 6,90.

Por fim, um painel eletrônico vai mostrando a velocidade que o trem vai desenvolvendo: 120, 180, 230… até chegar a incríveis 300 km por hora! Mas vamos alinhar as expectativas: você não vai sentir grandes trepidações, nem vai provar aquele impulso que  faz as costas grudarem na poltrona como se estivesse num Concorde, muito menos terá a sensação de estar dentro de um carro de fórmula 1. A experiência, nesse quesito, é mais psicológica do que prática!

COMO COMPRAR

É possível comprar diretamente no site da Renfe, empresa que administra a rede ferroviária espanhola. Você escolhe entre ida e volta ou somente ida. Na origem, selecione a estação Madrid-Puerta de Atocha e no destino, Barcelona-Sants. (Ou vice-versa se você quiser fazer o trajeto ao contrário). Determine o número de pessoas que vão viajar e clique em comprar.

Matraqueando Instagram

Renfe Como comprar passagem Madri Barcelona

Na segunda tela aparecerão as possibilidades de preços e horários. Existem as categorias Turista, Turista Plus, Preferente e Club. Na categoria “Turista” seriam os vagões e poltronas mais simples (mas, ainda, assim, mais confortável que as dos aviões). E na categoria mais alta (e mais cara), a Club, você tem direito à sala VIP, menu a bordo e poltronas de couro e que reclinam mais. Eu testei a basiquinha mesmo! :mrgreen:

Renfe Como comprar passagem Madri Barcelona pay pal

Às vezes a tarifa mais barata é a 4P, que significa cuatro personas. Ou seja, você compra aquelas mesinhas de quatro lugares, mas a pegadinha é que você será obrigado a adquirir as quatro passagens juntas para obter o melhor preço individual. Geralmente a melhor melhor opção será a tarifa P (de Promo). Com antecedência você pode encontrar passagens a partir de € 32 por trecho.

Importante: bilhetes comprados com, no mínimo, 15 dias de antecedência podem custar até 50% mais baratos. No entanto, se você simular viagens para daqui a três meses, às vezes, não aparecem as opções.

Agora, selecione o dia, horário e tarifa. Em seguida aparecerá a tela para você preencher com seus dados pessoais. Clique em continuar.

Renfe Como ir Madri Barcelona trem bala

E, por fim, a forma de pagamento. Você pode pagar com cartão de crédito ou pelo Pay Pal. Tentar pagar com o cartão de crédito pode ser uma tortura, porque o sistema é tão moderno que acaba sendo um atraso de vida. Ele só aceita cartões com uma tecnologia avançada de autenticação on-line (como Verified by Visa ou MasterCard Secure Code).

Renfe Como comprar passagem de trem

Mas, ATENÇÃO, eu fiz uma tentativa de compra com o meu cartão Diners Club Exclusive (que eu nem sabia se tinha essa tecnologia) e a compra foi aprovada de primeira, sem qualquer drama. Por outro lado, a inclusão de pagamento através do Pay Pal (adotada recentemente pelo site) facilitou e muito a vida de quem quer comprar na Renfe. É só se cadastrar no Pay Pal, um sistema de pagamento on-line altamente seguro e fácil de utilizar.

Outras opções: você pode comprar sua passagem na Espanha, diretamente nas estações (mas se comprar muito em cima da hora os valores podem ser absurdos) ou em sites de agências on-line que não têm essa burocracia do cartão, mas que cobram uma taxa pela emissão.

ONDE EMBARCAR

Em Madri você embarca (ou chega) na estação Puerta de Atocha, conectada ao metrô da cidade. A estação é linda e “arborizada”. O AVE tem local de embarque próprio. Siga as placas (que não são muitas, eu mesma me perdi) ou pergunte ao centro de informações como ir até à plataforma.

Importante: tenha seu cartão de embarque impresso. Será necessário apresentá-lo para acessar as plataformas. Chegue com pelo menos 30 minutos de antecedência, porque você terá que passar as bagagens por um sistema de raio-x. De qualquer maneira, flui rápido.

Madrid Estacao Porta de Atocha

Estação Puerta de Atocha em Madri

Em Barcelona você chega (ou embarca) na estação Barcelona Sants, no bairro de Sants-Montjuïc, que também está conectada ao metrô da cidade.

QUANTO PODE LEVAR DE BAGAGEM

Todo vagão tem um compartimento específico para colocar bagagens maiores. Mala de mão ou vultos menores podem ser acomodados na parte de cima dos assentos. Ao contrário do que muita gente pensa, o número de bagagens não é ilimitado.

Você poderá levar até três malas com até 25 quilos cada e a soma das dimensões (altura, largura e profundidade) das três malas não podem ultrapassar 290 cm. Cadeirinhas e carrinhos de bebê contam como uma bagagem.

Como ir de Barcelona a Madri com o AVE

Dica de segurança: eu tenho pavor de deixar minha mala lááá no compartimento próprio (que é aberto) se não puder ficar olhando para ela todo o tempo. Como eu viajo com mala pequena, para mim é fácil acomodá-la no compartimento acima do assento. Não é comum relatos de roubos de bagagens nos trens, mas pode acontecer. Fique atento e ¡buen viaje! ;)

Posts relacionados

Europa Barata: Madri pela primeira vez

Hospital de la Santa Creu i Sant  Pau: o atrativo modernista da vez em Barcelona

Barcelona: três hostels bacanas, baratos e bem localizados

Espanha a 50 euros por dia

______________________________

Fotos: Sílvia Oliveira

Share
domingo, 27 de julho de 2014

Livro Eu Amo Viajar: estamos entre as 50 histórias de gente com uma paixão em comum

Livro Eu Amo Viajar Silvia Oliveira Matraqueando

Se existe algo que uma viagem rende é uma boa história. Ou várias. Não há souvenir que guarde com tanta precisão como foram as férias quanto os relatos apaixonados de quem é feliz viajando.  No livro Eu Amo Viajar você encontra 50 lindas crônicas de pessoas com uma paixão em comum: pegar a estrada. O que muda, nesse caso, é o motivo — ou a forma — a idade ou estilo.

O livro é um deleite. Tem fotos lindas, dicas bacanas e um universo de pessoas para inspirar e influenciar seu próximo destino.  Gente que viaja a pé, a cavalo ou de balão. Alguns montam seus roteiros baseados nas maratonas que vão correr. Outros para observar pássaros raros, alguns para comer os melhores pratos ou, simplesmente, para comprar.

Livro Eu Amo Viajar Silvia Oliveira Travel Blogger Matraqueando

Há, ainda, os turistas compulsivos que voltam ao mesmo destino repetidas vezes.  Rá! Essa foi a história que intrigou a equipe da Editora MOL, produtora do livro, quando ficou sabendo que eu ia mais de cinco vezes ao ano a São Paulo para… turistar.

Matraqueando Instagram

No meio de gente que só busca destinos incomuns como o Afeganistão para passar as férias, lá estou eu contando minha história de amor com a cidade mais improvável para um viajante tradicional. (Veja tudo o que a gente já falou sobre São Paulo aqui.)

Livro Eu Amo Viajar Silvia Oliveira Blog Matraqueando

Além de ser uma baita opção para leitura, o livro Eu Amo Viajar é uma ótima alternativa de presente para seus queridos – viajandões ou não. A obra, patrocinada pela TAM, tem parte da renda revertida para as ONGs Garupa  e  ICEI Brasil, organizações não governamentais que apoiam o desenvolvimento do turismo sustentável.

O livro Eu Amo Viajar já está à venda nas principais livrarias do país (aqui em Curitiba eu encontrei na FNAC) e pode ser comprado diretamente pela loja da Fanpage do livro por R$ 39 com frete grátis!  ;)

Posts relacionados

Entrevista da Matraca no programa Encontro com Fátima Bernardes

Silvia Oliveira eleita melhor blogueira de viagem no prêmio Bloscars 201

Matraqueando é destaque no jornal Estadão

Matraqueando é destaque no jornal Folha de Londrina

Share
quarta-feira, 23 de julho de 2014

Rota dos Engenhos de Rapadura: conheça o processo de produção da tradicional iguaria brasileira no Ceará

Engenhos de Rapadura Ceara CE 040 Placas

Pessoas lúcidas e que fazem o bom uso da razão costumam ir ao Ceará para ver praia. O estado reúne alguns dos destinos mais fuzilantes do Brasil. Jericoacoara, Canoa Quebrada, Morro Branco, Flexeiras, Taíba e Mundaú são apenas alguns exemplos do éden na terra.

Engenhos de Rapadura Ceara CE 040 Rapadura Como chegar

Já seres dementes e obsessivos (chamou?) viajam para o estado em busca da… rapadura perfeita. Não consigo me lembrar quando e onde ouvi falar pela primeira vez dos Engenhos que se aglomeram na rodovia, a 35 quilômetros de Fortaleza. Eles não têm site, são poucas ocorrências no Google e os poucos telefones que encontrei não atendiam. Ninguém sabe, ninguém viu.

Engenhos de Rapadura Ceara CE 040

Mas num pequeno trecho de estrada — saindo da capital em direção ao Litoral Leste, na altura do km 37 da CE 040 — eles começam a aparecer. Tímidos, rústicos, simplórios. A produção é artesanal, passada de geração em geração. No Ceará, grande parte da safra de cana é destinada à fabricação de rapadura, considerada a mais brasileira das iguarias (embora sua origem seja disputada entre Açores e Canárias).

Matraqueando Instagram

Engenhos de Rapadura Ceara CE 040 Trabalho

Ao contrário do que eu imaginava os trabalhadores dos engenhos já estão acostumados com os curiosos. Muita gente que vai em direção a Aquiraz (onde fica o Beach Park), Águas Belas, Morro Branco ou Canoa Quebrada acaba parando por aqui. O passeio é contemplativo. Observar a produção de rapadura em engenhos centenários coloca você como testemunha contemporânea do que restou deste Brasil Colonial.

Engenhos de Rapadura Ceara CE 040 Rota dos Engenhos
Moendas e fornalhas pouco se modernizaram. Como a rapadura nunca chegou a ser uma mercadoria competitiva como o açúcar, o doce acabou se adaptando à produção regional. Embora os engenhos já não sejam mais movidos à tração animal o processo ainda é rudimentar.

Engenhos de Rapadura Ceara CE 040 Cana

Engenhos de Rapadura Ceara CE 040 Cana de acucar

Primeiro a cana é moída e depois levada ao fogo. Os tachos borbulham por horas. O caldo dourado é remexido sem parar por Seo Luiz, há 30 anos no ofício. Ao atingir o ponto ideal o “mel” é transferido para outro panelão, onde cozinha mais um pouco até começar a se soltar do caldeirão.

Engenhos de Rapadura Ceara Tacho

Engenhos de Rapadura Ceara Doce Sabor Como chegar

A finalização tem que ser rápida para que a “massa” não endureça. Formas de madeira recebem o doce que, em pouco mais de 15 minutos, está pronto para o consumo. No livro Sociologia da Rapadura, o historiador Câmara Cascudo comenta que a rapadura era o doce das crianças pobres, presente para escravos e que até hoje nunca falta na casa de um sertanejo. Serve, entre outras coisas, para adoçar o leite, o café ou o mugunzá.

Engenhos de Rapadura Ceara Sao Luis

O Engenho São Luiz (CE 040 KM 35) é o mais preparado para receber turistas. O local é organizado, tem um café e lojinhas para você encher a mala de rapadura. Já o Engenho Três Irmãos — quase em frente ao São Luiz, só que do outro lado da rodovia — foi um dos primeiros a “temperar” o doce. São mais de 30 tipos de rapadura como ervas, gengibre, castanhas, amêndoas, goiaba, coco, café, entre outros.

Engenhos de Rapadura Ceara CE 040 Loja

Um pouco mais adiante, no KM 39 está o Engenho Cana Dá, considerado o primeiro engenho da região e conhecido por tentar criar um Museu da Rapadura, que nunca saiu do papel. Mas quando chegamos não havia ninguém para atender. Uma senhorinha apareceu, mas não sabia dar informações precisas de nada. Apenas confirmou que o tal museu não existe mesmo.

Engenhos de Rapadura Ceara CE 040 Complexo Tradição

Para conhecer a maior rapadura do mundo vá até o Engenho Tradição, no município de Pindoretama (CE 040 KM 48, voltando em direção a Fortaleza). Depois de quase perder a marca “rapadura” para uma empresa alemã (sim, uma empresa ALEMÃ sem qualquer tradição no negócio registrou a marca “rapadura”), os donos deste engenho resolveram produzir uma rapadura gigante para chamar a atenção sobre o caso.

Engenhos de Rapadura Ceara CE 040 Rapadura de goiaba

O salceiro envolveu até o Ministério das Relações Exteriores que depois de uma longa briga fez a tal empresa alemã desistir da exclusividade sobre o nome comercial da rapadura. A rapadurona está no Guiness e pesa quase quatro toneladas. Ela fica exposta durante um ano e depois vira ração animal. O Engenho Tradição também tem lojinha, banheiros para os visitantes e uma tapiocaria ao lado.

Engenhos de Rapadura Ceara Doce Sabor

Fortaleza Rapadura forma

A menos de um quilômetro de distância do Engenho Tradição está o Engenho Doce Sabor. Aqui, conheci o jovem Cleiton Costa, dono do engenho que pertence à família há mais de 150 anos.

Nós chegamos tímidos, meio sem jeito para fotografar (a ideia é nunca ser invasivo), mas o Cleiton — uma simpatia só — já foi mostrando todo o local, inclusive o engenho antigo e desativado que fica nos fundos da empresa. Contou histórias, explicou sobre o processo e disse que está modernizando o local para receber turistas interessados como nós.

Engenhos de Rapadura Ceara Como chegar

Importante destacar que os engenhos funcionam das 7h às 17h. As primeiras fornadas costumam sair às 9h. Mas nem todos produzem a rapadura todos os dias. Sem contar que nunca se sabe se na hora em que você chegar vai ter tacho borbulhando ou rapadura sendo montada.

Engenhos de Rapadura Ceara CE 040 Rapadura Natural

Reforço que o passeio é mais antropológico do que turístico. A rota é humilde, sem estrutura e todos os esforços para melhorar o acesso do turista estão sendo feitos pelos próprios donos dos engenhos. Se você acha que a Rota dos Engenhos de Rapadura merece um lugar na sua viagem, vá com fé. Foi uma das minhas melhores experiências no Ceará. Mas lembre-se, eu posso servir de lição, não exatamente como exemplo! :)

SERVIÇO

Como chegar: nós alugamos um carro e passamos uma manhã percorrendo os engenhos. Não há ônibus de linha que pare na porta dos engenhos.

Onde estão: na CE 040, a partir do KM 35.

Funcionamento: todos os dias, 7h às 17h. Mas alguns podem não abrir no domingo e nem todos tem produção todos os dias. Tente se informar antes de ir.

Engenho São Luiz | Tel.: (085) 9948-9543 | CE 040 – KM 35 (na pista em direção ao Litoral Leste)

Engenho Três Irmãos | Tel. (085) 8799-2299 | CE 040 – KM 36 (na pista em direção a Fortaleza)

Engenho Cana Dá | Tel.: não descobri | CE 040 – KM 39 (na pista em direção ao Litoral Leste)

Engenho Tradição | Tel. (085) 9602-0048 | CE 040 – KM 48 (na pista em direção a Fortaleza, há um retorno quase em frente ao engenho)

Engenho Doce Sabor | Tel. (085) 9657-0855 e (085) 8537-6780 |CE 040 – KM 48 (na pista em direção a Fortaleza)

Posts relacionados

Feira do Açaí, Belém: a essência da identidade paraense

Feira de São Joaquim, Salvador: onde você encontra a Bahia de verdade

Rota do Cangaço: o passeio que leva você à história do sertão nordestino

O encontro das águas em Manaus

Passeio à Foz do Rio São Francisco em Alagoas

______________________________

Fotos: Sílvia Oliveria e Raul Mattar (3ª, 5ª e 16ª imagem)

Share
terça-feira, 24 de junho de 2014

Hotel bom e barato em Nova York: dicas testadas e aprovadas

Matraqueando Instagram

Na minha última viagem a Nova York perdi mais tempo tentando encontrar uma hospedagem econômica e decente do que estudando o roteiro em si. É preciso paciência na pesquisa e certa dose de desprendimento. Se você não abre mão de localização, banheiro privativo, certa sofisticação e amenities no banheiro, provavelmente, não vai pagar menos de US$ 200 por uma diária em quarto duplo.

Você até acha por aí vários blogs que dão dicas e fazem listas de hotéis em Nova York (sem o blogueiro ter se hospedado em nenhum deles) com tarifas mega-atrativas. A verdade é que para conseguir um hotel bom (nível 3 ou 4 estrelas) e barato na cidade é preciso ter, basicamente, sorte. Tipo, oferta de última hora. Ou optar por aqueles que são mais simples e oferecem praticamente a mesma tarifa o ano inteiro (salvo alta temporada), sem pegadinha.

Como eu ia sozinha minha meta era gastar em hospedagem US$ 50/60 dólares por dia/pessoa. (Não é para rir!) Com esse budget só me restavam os hostels (leia-se quarto e banheiro compartilhados). Mas depois que minha passagem já estava emitida, meu digníssimo esposo resolveu viajar comigo e a luta, companheiros, foi tentar achar um quarto duplo de até US$ 100/120. Veja por onde passamos!

INTERNATIONAL STUDENTS RESIDENCE

Hotel bom e barato em Nova York International Students Residence Fachada

Reserva | Pelo Booking.com. O sistema não cobra taxa de reserva e tem cancelamento grátis para a maioria dos quartos, incluindo este.

O quarto | Como meu marido veio dois dias depois de mim, assim que cheguei fiquei hospedada no quarto coletivo quádruplo. Enorme e limpíssimo, o dormitório tem cozinha equipada e banheiro privativo. Tudo simples, porém novíssimo. Veja mais fotos aqui.

Wi-fi | Ótimo, gratuito e está disponível em todas as áreas do hotel, incluindo o quarto.

Cópia de Hotel bom e barato em Nova York International Students Cozinha e Banheiro

Localização | Fica no Harlem, ao norte de Manhattan, região conhecida por ser um polo cultural e comercial dos afro-americanos. O hotel está a um quilômetro do Central Park, a 15 minutos da Grand Central Station, a 20 minutos da Times Square de metrô e a 3 quilômetros do Museu Metropolitano de Nova York. O International Students Residence fica a duas quadras da estação 110 St (linha verde). É uma área residencial e tranquila com mercados, frutarias, farmácias e restaurantes.

Check-in | A partir das 15h.

Ckeck-out | Saída até às 11h. Aceita Visa, Máster e American Express.

Hotel bom e barato em Nova York International Students Residence

Atendimento | Básico e sem sorrisos. A atendente era só ”hi and bye”.

Vantagem | É uma hospedagem nova, inaugurada em abril de 2014. Ótimo para quem está disposto a pagar pouco e quer cozinha (dentro do quarto) e banheiro privativo à disposição. Quem for ficar por um longo período tirou a sorte grande aqui. Nas áreas comuns tem sala de TV e salão de jogos.

Hotel bom e barato em Nova York International Students Residence Area Comum

Desvantagem | Se você nunca esteve na cidade, saiba que o Harlem fica longe das principais atrações turísticas. Por isso, muitas pessoas desencorajam a hospedagem aqui. De qualquer maneira, o metrô que liga Lower Manhattan ao bairro tem uma linha expressa que para em menos estações e te deixa mais rápido em diversos pontos da cidade. O quarto não tem armário individual (como nos hostels tradicionais), apenas um locker pequeno para guardar coisas de valor. Crianças não podem ser acomodadas no hotel, o que seria uma vantagem por conta da cozinha.

Preço | Quarto no dormitório a partir de US$ 49 e quarto duplo a partir de US$ 129. Todos os quartos têm cozinha equipada e banheiro privativo. É quase um flat! :D

BROADWAY HOTEL AND HOSTEL

Hotel bom e barato em Nova York Broadway Hotel

Reserva | Pelo Booking.com. O sistema não cobra taxa de reserva e tem cancelamento grátis para a maioria dos quartos, incluindo este.

O quarto | O Broadway Hotel and Hostel oferece quartos duplos (com duas camas ou um beliche) e quartos com cama de casal. Nós ficamos uma noite no quarto duplo (beliche) e outra no quarto de casal. Em ambos, o banheiro era compartilhado. (Existe quarto de casal com banheiro privado também. Mas quando fizemos a reserva já não havia mais disponibilidade). O quarto com beliche não tinha nada, só uma pia e uma arara para pendurar as roupas. Já o quarto duplo tinha TV, um armário, mesa de trabalho e base para iPod. Os banheiros estão recém-reformados, novos e com excelente ducha. Veja mais fotos aqui.

Hotel bom e barato em Nova York Broadway Hotel Quarto Casal

Wi-fi | Funciona bem, mas só nas áreas comuns do hotel.

Localização | Fica no Upper West Side, a três quadras do Central Park e a duas do lindo Riverside Park. A estação de metrô mais próxima do hotel é a 103 St (linha 01 – vermelha) que leva fácil a atrações como Lincoln Center, Columbus Circle (Time Warner Center), Times Square e South Ferry (de onde saem os barcos para a Estátua da Liberdade e Staten Island.

Check-in | A partir das 15h. (Se você chegar antes desse horário poderá deixar suas malas e até tomar um banho, se quiser). Atenção: hóspedes com menos de 21 anos só poderão se hospedar aqui acompanhados de um dos pais ou responsável legal.

Cópia de Hotel bom e barato em Nova York Broadway Hotel Area Comum

Ckeck-out | Até às 11h. Aceita Visa, Máster e American Express. Caso precise deixar sua bagagem na saída para vir buscar depois serão cobrados US$ 2 por volume.

Atendimento | Muito simpático. Tirei várias dúvidas com a atendente Mag sobre locomoção na cidade.

Vantagem | Adorei a localização. Tem restaurantes, vários supermercados (incluindo um Whole Foods Market que funciona 24 horas). A linha 01 do metrô (vermelha) passa a duas quadras do hotel e leva aos principais pontos de interesse da cidade. O hotel oferece cozinha de uso comum com geladeira e micro-ondas. Tem sala de TV com biblioteca e lareira. Oferece café da manhã cobrado à parte. Você paga o que consumir. Preços ótimos. Crianças menores de 17 anos podem ser acomodadas gratuitamente pelo uso de camas existentes no quarto. Para mim, custo/benefício excelente.

Hotel bom e barato em Nova York Broadway Hotel Cafe da Manha

Desvantagem | Levando em consideração o custo/benefício não vejo desvantagem, mas destaco alguns “pormenores”. O elevador é pequeno e bem lento. Tenha paciência ou peça para ficar em andares mais baixos e use a escada. De manhã, a limpeza começa cedo e a bateção de porta pode incomodar quem quer dormir até mais tarde. O colchão do quarto-dormitório (onde havia o beliche) era ruim e barulhento. Mas o do quarto de casal era ótimo.

Preço | Cama em dormitório (os dormitórios tem apenas um beliche, portanto se você viaja sozinho só compartilha o quarto com mais uma pessoa) a partir de US$ 45. Quarto duplo com banheiro compartilhado a partir de US$ 98 e quarto de casal com banheiro privativo a partir de US$ 118.

POD 39

Hotel bom e barato em Nova York POD 39

Reserva | Pelo Booking.com. O sistema não cobra taxa de reserva e tem cancelamento grátis para a maioria dos quartos, incluindo este.

O quarto | Uma ervilha. Mas este é o conceito “pod”, palavra que em português quer dizer “vagem”. Apesar de pequeno, o quarto tem instalações novas, decoração moderninha, banheiro no quarto (com amenities e secador), escrivaninha para trabalho, ar condicionado e televisão a cabo. As roupas você pode acomodar nos gavetões embaixo da cama e nos cabides logo acima da mesa de trabalho. Ressalva importante: se você é claustrofóbico, vai fazer muitas compras ou está viajando com mais de duas malas, procure outra opção porque o tamanho do quarto vai incomodar.

Wi-fi | Excelente e gratuito. Pega em todas as áreas do hotel, incluindo os quartos.

Hotel bom e barato em Nova York POD 39 Quarto Duplo

Localização | O POD 39 fica na rua E 39th, numa área chamada Murray Hill (Midtown), a cinco minutos de caminhada da Grand Central Station (de onde sai metrô para todos os lados da cidade). Você chega a Times Square em 20 minutos a pé. Está a quatro quadras de um trecho bacana da 5ª Avenida.

Check-in | A partir das 15h. Se você for pagar com cartão de crédito eles passam seu cartão no check-in por garantia. Se você for pagar em dinheiro tem que deixar US$ 100 de caução. Este valor é devolvido no check-out.

Ckeck-out | Até às 12h. Aceita Visa, Máster e American Express.

Atendimento | Simpático e solícito. E apenas para constatar: na primeira noite (fiquei três dias aqui) recebi uma ligação inoportuna da recepção a 1h da manhã no telefone do quarto. Repetindo, a 1 hora da madrugada! Não, não era engano. O atendente queria resolver um detalhe da caução que deixamos no check-in. Na mesma hora mandei um e-mail para o gerente reclamando sobre isso. No dia seguinte, quando desci, fui diretamente à recepção reclamar pessoalmente. Pois o gerente Timothy Lau (para quem havia escrito) estava lá, falou comigo  - ele, inclusive, já havia respondido ao meu e-mail – pediu mil desculpas, disse que foi um erro interno e meu deu 15% de desconto na diária. Imagine uma Matraca feliz! :mrgreen:

Cópia de Hotel bom e barato em Nova York POD 39 Mesa e Banheiro

Vantagem | Hotel novo, bem localizado, área comum bacana com bar descoladinho e preço abaixo dos praticados em Nova York, embora não seja nenhuma barganha, aviso! Tem café da manhã simples cobrado à parte (US$ 3), que inclui uma bebida e um tipo de pão.

Desvantagem | Se você entendeu que está reservando um quarto-ovo, não há desvantagens. Embora o hotel tenha ótima nota no Booking.com, vejo alguns depoimentos de hóspedes reclamando do tamanho do quarto. Rélôôôu! Essa é a proposta POD: quarto novo, pequeno e bem localizado. Tendo problemas com isso, busque outra opção. ;)

Preço | Quarto duplo a partir de US$ 120.

____________________________

Pagamos todas as nossas despesas de viagem. Não aceitamos convites nem cortesias. Sempre nos hospedamos anonimamente nos hotéis indicados. A proposta é mostrar para você uma resenha íntegra e isenta do lugar . Aqui, você pode confiar!

Disclaimer | Este post contém links para o Booking.com (parceiro comercial do blog) inseridos espontaneamente pela autora.
____________________________

Fotos: Sílvia Oliveira

Share
segunda-feira, 09 de junho de 2014

Gijón, Asturias: a fantástica surpresa do acaso

Gijon Letras Puerto Deportivo

Não sei em que momento da minha vida eu teria incluído Gijón num roteiro pela Espanha se não fosse, assim, ao acaso. A cidade mais populosa da Asturias (quase 300 mil habitantes) era uma ilustre desconhecida para mim até poucos meses atrás. Todas as vezes que contemplei visitar esta região meu reflexo era sempre pensar em Oviedo, a capital da província — mais conhecida turisticamente.

Mas ao montar o roteiro da minha última viagem à Espanha vi que as datas iam coincidir com o Travel Bloggers Metting — o maior encontro de blogueiros de viagem da Península Ibérica, que este ano iria acontecer justamente em… Gijón.

Por coincidência, uma das organizadoras do evento é a blogueira espanhola María Victoria Rodriguez com quem dividi a mesa de debate no BloggerCon, em Puerto Rico. Ao saber que eu estaria na Espanha na época do TBM Gijón, ela acabou me convidando para ser uma das palestrantes do evento. Iiiiça! Assim, cheguei a Gijón — lugar do tipo “nunca te vi, sempre te amei!” Rá!

Gijon Turismo Como chegar
A cidade fica às margens do mar Cantábrico e tem uma história profundamente ligada aos temas marítimos. Gijón consegue entremear um ambiente praiano com patrimônio cultural e um quê de modernidade. Já foi, inclusive, finalista no programa EDEN (Destinos Europeus de Excelência) da Comissão Europeia, em reconhecimento à sua proposta de turismo sustentável.

Gijon Pontos Turísticos

Plaza del Marqués| Foto surrupiada do meu instagram –> @matraqueando

Como só iria passar dois dias aqui (um deles totalmente imersa no evento) me concentrei em conhecer a Cimadevilla, o conservadíssimo centro histórico da cidade (e ainda assim não consegui ver tudo!). A área tem vestígios romano, casarões palacianos, antigas moradas de pescadores e dezenas de sidrerías. (Guarde esta informação, falaremos deste símbolo asturiano logo mais).

Gijon Turismo O que fazer

Gijon Centro Cultural Plaza Marques

Muitos dos prédios da Cimadevilla foram restaurados e se transformaram em comércio, restaurantes ou bares. A caminhada pode começar na Plaza del Marqués, logo após passar pelo Puerto Deportivo, lugar que forma uma das imagens mais lindas e emblemáticas de Gijón: os barquinhos com as casas medievais ao fundo. Aqui, estão o Centro Cultural Palacio Revillagigedo e a Colegiata de San Juan Bautista, dedicados a exposições de arte moderna.

Gijon Puerto Deportivo

Puerto Deportivo de Gijón | Imagem do meu instagram –> @matraqueando

A Plaza Mayor, centro nevrálgico do “casco viejo”, é cheia de bossa. Todo segundo domingo do mês (justo quando eu estava lá) acontece uma feirinha de produtos naturais e orgânicos. E nos alto-falantes que animavam a feira tocava… Luiz Gonzaga! Jupurdeus!

Gijon Asturias Turismo

Fui perguntando aqui e ali e acabei descobrindo que um dos expositores (ai, não me lembro do nome dele, mas é conhecido como o “músico”) era o responsável pela trilha sonora daquele domingo. Ao conversar com o rapaz, ele me disse que conheceu o Brasil e ficou apaixonado pela música do Sertón Nordestino! :mrgreen:

Gijon Comida Tipica

Restaurante La Casona de Jovellanos: menu do día a partir de € 6. 

Já na Plaza de Jovellanos está o Museo Casa Natal de Jovellanos,  uma referência a Gaspar Melchor de Jovellanos, político e escritor nascido em Gijón. O edifício (século 16) contém telas e esculturas de vários artistas da cidade.

Ao lado da casa natal está a Capilla de los Remedios, onde Jovellanos está enterrado. E bem próximo você encontra o restaurante La Casona de Jovellanos, opção de almoço com ótimos preços (menu do dia a partir de € 6 com entrada, prato principal e bebida). Na foto acima está o peixe (prato principal) e a entrada foi uma generosa porção de paella!

04Plaza Mayor de Gijón | Foto do meu Instagram –> @matraqueando

Um pouco mais adiante estão as Termas Romanas, resquício dos primeiros assentamentos dos povos que passaram por Gijón. Para melhor aproveitar as peculiaridades do bairro de Cimadevilla não há muito saída a não ser perder-se pelas callejuelas da região. Se você não tiver pressa é passeio para dia inteiro.

Gijon Museu del Ferrocarril

Indo em direção à estação de trem de Gijón (já fora da Cimadevilla) está o Museo del Ferrocarril. O local conserva, investiga e divulga o patrimônio ferroviário da Astúrias.

A proposta do museu é aproximar o visitante não só do passado nostálgico dos “anos que não voltam mais”, mas também mostrar a influência deste tipo de transporte na economia, cultura e sociedade asturiana. É pequeno, mas muito bem montado! As crianças, principalmente, vão gostar!

Gijon La Laboral

Um pouco mais afastado do centro, a três quilômetros da cidade, está a Universidad Laboral de Gijón, onde aconteceu o TBM – Travel Blogger Meeting, evento em que palestrei. O edifício é um enorme complexo de pedra — granito e mármore — que bate muitos recordes: são 270 mil metros quadrados de superfície, 55 mil de fachadas e no interior está a maior igreja de planta elíptica do mundo.

Já a torre, uma mistura de Farol de Alexandria e Giralda de Sevilla, mede 130 metros de altura. A universidade foi a maior obra do arquiteto espanhol Luis Moya Blanco. A Laboral, apesar de ser um dos atrativos turísticos da cidade, é um dos principais centros de formação de Gijón.

Gijon Tierra Astur

Gijon Tierra Astur Sidra

Já o que me marcou como identidade de Gijón foi a Sidra, a bebida oficial asturiana feita com o suco fermentado da maçã. São dezenas de sidrerías pela cidade. Minha ideia era conhecer algum centro de produção com campos de maça (há vários) e acompanhar todo o processo de criação do célebre néctar da região. Mas meu tempo, curtíssimo, não permitiu.

Gijon Pates

Então fomos conhecer um dos restaurantes típicos da cidade, o Tierra Astur, especializado na cozinha asturiana como a clássica Fabada que, apesar do nome, é preparada com feijão branco e não com favas!  (Ah, o restaurante está em frente ao Acuario de Gijón, um ponto turístico que não visitei, mas que pode agradar aos aficionados do gênero). :D

Gijon quesos

Gijon Tierra Astur Tonel Comedor

Algumas mesas ficam dentro de grandes tonéis, tornando o ambiente totalmente acolhedor. Garrafas de sidra vazias decoram magistralmente o local. Como estávamos em várias pessoas pedimos diversos pratos para provar. Queijos, embutidos, mariscos, peixe frito, pães, pastas e, claro, a Sidra.

Gijon Marisco

Gijon Turismo Sidra Asturiana

O momento mais esperado é quando o garçom vai “escanciar” a bebida. Escanciar é um modo particular de servir a Sidra. A pessoa ergue com uma mão a garrafa o mais alto que puder e verte o líquido dentro de um copo que está na outra mão lá embaixo.

Detalhe: não pode olhar para cima, o que torna a experiência quase sensitiva e etérea para quem está servindo ou observando. E a questão aqui não é só o show pirotécnico da coisa. O fato de “escanciar” tem tudo a ver com o oxigênio que se mistura com o gás carbônico da Sidra o que faz com que a bebida fique levemente gaseificada. Gente!  8-O

Ah, esse regaço gastronômico todo saiu apenas € 18 por pessoa, incluindo todas as Sidras de Gijón! Hic!

SERVIÇO

Site do Turismo de Gijón | www.gijon.info

Como chegar | O aeroporto mais próximo está em Oviedo, a 40 quilômetros de Gijón. Do aeroporto é possível ir de táxi a Gijón (a partir de € 50 a corrida), ônibus (a partir de € 5) ou trem (a partir de € 4).

Gijón  combina com

Madri

Barcelona

________________________________ 

Fotos: Sílvia Oliveira 

Share
terça-feira, 03 de junho de 2014

Barcelona: três hostels bacanas, baratos e bem localizados

Matraqueando Instagram

Para quem não sabe, hostel é o nosso bom e velho albergue da juventude de guerra. A diferença é que hoje esse tipo de hospedagem está bem mais sofisticada. Não estou falando de luxo, mas por conta da concorrência — toda cidade europeia tem algumas dezenas deles — os hostels melhoraram muito em termos de estrutura e atendimento.

Já faz muito tempo que os albergues não são mais direcionados somente a “jovens”. Muitos oferecem quarto-família ou até mesmo aceitam crianças a partir de certa idade em quartos coletivos. E seguem imbatíveis no preço das diárias para viajantes solitários e com orçamento restrito. Exatamente meu caso na última viagem à Espanha.

Para mão de vaca muquirana | Hostel Hola Eixample

Hostel bom e barato Barcelona Hostel Hola Eixample

Reserva | Pelo Booking.com. O sistema não cobra taxa de reserva e tem cancelamento grátis para a maioria dos quartos. O Hostel Hola tem nota 8,4.

O quarto |  Fiquei no quarto coletivo com 16 camas. Não conte com muito espaço. Tem armários individuais que abrem e fecham com cartão magnético. Lençóis e cobertor incluídos. Toalhas disponíveis para alugar. Banheiro fora do quarto. Veja mais fotos aqui.

Wi-fi | Ótimo e gratuito.

Localização |  Está a 500 metros da Estação Rodoviária Barcelona Nord, de onde saem ônibus para o aeroporto e viagens internacionais. A Sagrada Família está a 15 minutos a pé e a Praça da Catalunha a 20 minutos caminhando. A estação de metrô mais próxima do hostel é a Tetuan (fica a umas duas quadras).

Hospedagem boa e barata em Barcelona

Check-in | A partir das 14h. Pagamento na chegada. Aceitam Visa e Máster.

Check-out | A partir das 11h

Atendimento | Simpático.

Vantagem | O preço. Foi o albergue mais barato que encontrei com café da manhã incluído (café bem mixuruca, não se anime!) e nota acima de 8,0 no Booking. Oferece aluguel de bicicleta (€ 8 a diária). Cozinha disponível ao hóspede. Há secador nos banheiros femininos.

Desvantagem | Não havia limpeza diária de banheiros, cozinha ou quartos. Nos dois dias que passei aqui só tiravam o lixo e repunham o papel higiênico. O chuveiro era chatíssimo, daqueles que você aperta a “torneirinha” e depois de 30 segundos a água some. Ou seja, lava uma perna, aperta a torneirinha. Lava a outra perna, volta a apertar a torneirinha. Ecologicamente é ótimo. Mas bem que poderia durar pelo menos um minuto a vazão.

Preço | A partir de € 12. DOZE EUROS. (Deu para relevar bem o café da manhã sem pão  — só com torradas do tipo bauducco — o chuveiro com vazão de 30 segundos e a limpeza a cada 48 horas). :mrgreen:

_____________________________________

Para quem prioriza excelente localização | Rodamón Barcelona Centre

Hostel bom e barato Barcelona - Rodamon

Reserva | Pelo Booking.com. O sistema não cobra taxa de reserva e tem cancelamento grátis para a maioria dos quartos. O Rodamón tem a incrível nota 9,1.

O quarto | Fiquei no quarto coletivo com seis camas. Cada cama tem cortininha e luz individual. Os armários são trancados com cadeados. Leve o seu ou terá que comprar um na recepção do hotel. Lençóis e cobertor incluídos. Toalhas disponíveis para alugar. Banheiro fora do quarto. Chuveiro ótimo. Veja mais fotos aqui.

Wi-fi | Ótimo e gratuito.

Localização | Fica a 100 metros da estação de metrô Diagonal. Está a cinco minutos da Casa Milá (La Pedrera) e a 10 minutos da Casa Batló, ambas de Gaudí. O hostel fica entre a Rambla Catalunya e o Passeig de Gràcia. A Plaça de Catalunya está a 20 minutos de caminhada ou a duas estações de metrô, partindo da estação Diagonal.

Check-in | A partir de 14h. Pagamento no check-in. Aceita Visa e Máster.

Check-out | Até às 11h.

Albergue Hostel bom e barato em Barcelona

Atendimento | Simpático. Tem atendentes que falam português.

Vantagem | Foi o meu hostel preferido, disparado, entre os três que testei na cidade. Está num prédio do século 19 todo restaurado. Tem instalações novas, localização privilegiada e um excelente café da manhã incluído. (Ó, café da manhã “excelente” em hostel é ter – além do básico – frutas frescas, suco natural e iogurte. Não conte com tapioquinha, ovos e bacon). Além disso, o Rodamón tem um lindo terraço, onde você pode tomar seu café da manhã ao ar livre. Tem lavanderia. Um criança menor de quatro anos é grátis pelo uso de cama existentes no quarto.

Desvantagem | Não encontrei.

Preço |  A partir de € 19,90. O quarto com duas camas de solteiro (banheiro compartilhado) está € 55.

_____________________________________

Para quem quer ficar perto da estação Barcelona Sants | Alberguinn

Dicas hospedagem boa e barata em Barcelona

Reserva | Pelo Booking.com. O sistema não cobra taxa de reserva e tem cancelamento grátis para a maioria dos quartos. O Alberguinn tem nota 8,8.

O quarto | Fiquei no quarto coletivo com 12 camas. Armários individuais com chave. Lençóis e cobertor incluídos. Toalhas disponíveis para alugar. Banheiro fora do quarto com secador e ótimo chuveiro. Veja mais fotos aqui.

Wi-fi | Ótimo e gratuito.

Localização |  Está a menos de 10 minutos caminhando da Estação Barcelona Sants, de onde sai o trem para o aeroporto El Prat e o AVE (trem rápido) para Madri. (De Barcelona Sants são 20 minutos até o Terminal 2 do aeroporto, parada final do trem. E mais uns 15 minutos em ônibus grátis do Terminal 2 para o Terminal 1, de onde sai a maioria dos vôos para o Brasil).

Check-in | A partir das 13h. Pagamento na chegada. Aceita Visa e Máster.

Check-out | Até às 11h.

Hostel bom e barato Barcelona - Alberguinn

Atendimento | Excelente. O café da manhã começa às 8h. Mas quando informei que faria check-out cedíssimo e, portanto, não tomaria café da manhã, a atendente Ewelina — uma simpática polonesa — disse que prepararia o café para mim em horário especial. Assim, às 7h estava eu lá tomando meu cafezinho feliz da vida.

Vantagem | Há uma sala de TV e cozinha com microondas e máquina de lavar louça. O albergue também tem uma máquina de lavar roupa. Há secador nos banheiros femininos.

Desvantagem | Como eu disse aí em cima é um hostel para quem quer ficar perto da Estação Barcelona Sants. Portanto, de uma maneira geral não vejo desvantagens. Mas se sua ideia é desbravar todo a cidade deve saber que daqui para o centro são 15/20 minutos de metrô, está meio fora de mão dos principais atrativos, mas fica bem perto do Montjüic. Um pequeno detalhe que incomdou foi que as tomadas não ficam perto da cama, o que me obrigou a deixar celular carregando longe da minha visão.

Preço | A partir de € 16. (Eu paguei € 18 porque optei por um quarto feminino). Mas quartos mistos são mais baratos.

Posts relacionados 

Hospital de Sant Pau: a obra modernista da vez em Barcelona

Sagrada Família

Parc Güell

Pueblo Español

Barcelona combina com

Madri

____________________________

Pagamos todas as nossas despesas de viagem. Não aceitamos convites nem cortesias. Sempre nos hospedamos anonimamente nos hotéis indicados. A proposta é mostrar para você uma resenha íntegra e isenta do lugar . Aqui, você pode confiar!

Disclaimer | Este post contém links para o Booking.com (parceiro comercial do blog) inseridos espontaneamente pela autora.
____________________________

Fotos: Sílvia Oliveira

Share
MATRAQUEANDO - Viagens e Comidinhas | Por Sílvia Oliveira | Jornalista & Blogueira | Curitiba, BR

Todos os direitos reservados. 2006-2014 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.
Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.